Estudos do Futuro & Moda: uma abordagem conceitual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x06122013093

Palavras-chave:

estudos do futuro, moda, produtos

Resumo

A prospecção dos sinais emitidos pela sociedade é um guia de estudo comportamental e transversal que permite recomendações para todos os níveis de mercado, apoiado pelo fenômeno emocional das tendências e sintetizado em imagens, conceitos, atitudes, movimentos. Estudar as condições futuras é um desafio estratégico para os atores sociais, econômicos, institucionais e governamentais. Os objetivos do trabalho foram: (a) apresentar as diferentes nomenclaturas e abordagens acerca dos estudos do futuro encontradas na literatura pertinente; (b) ordenar a direção histórica do tema, apontando períodos de interesse e pesquisadores de referência nas abordagens examinadas; (c) enfocar o estudo de prospectivas e sua aplicação no design de produtos de moda, trazendo à tona questionamentos contemporâneos sobre a área e o futuro. Com isso, buscou-se apresentar ferramentas que auxiliem no monitoramento e aplicação de tendências para nortear as organizações na constituição de um processo constante de pesquisa e inovação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGIS, D.; GOUVEIA, J.; VAZ, P. Vestindo o futuro - microtendências para as indústrias têxtil, vestuário e moda até 2020. Portugal: ATP, 2010.

AMARA, R.; SALANIK, G. Forescasting: from conjectural art toward Science. Technological Forecasting and Social Change. v.3, n. 3. P. 415-426, 1972.

BODINI, V. L. Uso da Análise Estrutural Prospectiva para a Identificação de Fatores Condicionantes da Competitividade na Agroindústria Brasileira.2001.Tese de Doutoramento (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2001

BENNIE, F.; GAZIBARA, I.; MURRAY, V. Fashion Futures 2025: global scenarios for a sustainable fashion industry. London: Overseas House, 2010.

CAMPOS, A. Q. Desenvolvimento de Metodologia Conceitual para a Pesquisa Prospectiva. 2010.Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Moda – Habilitação Estilismo). UDESC, Florianópolis, 2010.

CASTRO, A. M. G. D. et al. La Dimensión de Futuro em la Construcción de la Sostenibilidad Institucional. Série Innovación para la Sostenibilidade Institucional. San José, Costa Rica: Projeto ISNAR Nuevo Paradigma, 2001.

CHRISPINO, A. Cenários Futuros e Cenários para Educação: um exemplo aplicado à educação média. 2001.Tese de Doutoramento (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, UFRJ, Rio de Janeiro, 2001.

CNI – CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Têxtil e Confecção: inovar, desenvolver e sustentar. Brasília: CNI/ABIT, 2012.

DARNTON, R. O Grande Massacre de Gatos e Outros Episódios da História Cultural Francesa. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

DE MASI, D. O Ócio Criativo. Rio de Janeiro: Sextante, 2000.

DURKHEIM, E. As Regras do Método Científico. São Paulo: Martin Claret, 2004.

FUNDACIÓN COTEC. Tendencias Tecnológicas en Europa: análisis de los procesos de prospectiva. Madrid: COTEC, 2003.

GLENN, J.C. Futures Research Methodology. Buenos Aires, 2004.

GODET, M. Manual de Prospectiva Estratégica: da antecipação à acção. Lisboa: Dom Quixote, 1993.

_________. A Caixa de Ferramentas da Prospectiva Estratégica. Lisboa: Centro de Estudos de Prospectiva e Estratégia, 2000 (caderno n. 5).

INT – INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA. Nota Técnica 14 – Prospecção Tecnológica: metodologias e experiências nacionais e internacionais.Rio de Janeiro: INT/ANP, 2003.

JAGUARIBE. H. Brasil e Mundo na Virada do Século. Dados. v.9, n. 3, 1996.

LIMA, S. M. et al. Projeto Quo Vadis: o futuro da pesquisa agropecuária brasileira. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2005.

LUPATINI, M. P. As Transformações Produtivas na Indústria Têxtil-Vestuário e seus Impactos sobre a Distribuição Territorial da Produção e a Divisão do Trabalho Industrial. 2004.Dissertação de Mestrado (Mestrado em Economia) – Programa de Pós-Graduação em Economia, UNICAMP, Campinas, 2004.

MASINI, E. B. A Vision of Future Studies.Futures. v. 34, n. 3-4, p. 249-259, 2002.

MOURA, P.C. Construindo o Futuro. Rio de Janeiro: MAUAD TTP, 1995.

PATOKORPI, E.; AHVENAINEN, M. Developing an Abduction: based method for futures research. Futures. v. 41, n. 3, p. 126-139, 2009.

POLACINSKI, E. Prospectiva Estratégica de Godet: processo de aplicação para arranjos produtivos locais. 2011.Tese de Doutoramento (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2011.

RECH, S. R. Cadeia Produtiva da Moda: um modelo conceitual de análise da competitividade no elo confecção. 2006.Tese de Doutoramento (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2006.

SALLES FILHO, S. L. et al. (Coords.). Instrumentos de Apoio à Definição de Políticas em Biotecnologia. Brasília: MCT; Rio de Janeiro: FINEP, 2001.

SAVIOLO, S.; TESTA, S. Le Imprese del Sistema Moda – il management al servizio della creativitá. Milano, Itália: LGL Peschiera Borromeo, febraio, 2000.

SCHENATTO, F. J. A. et al. Análise Crítica dos Estudos do Futuro: uma abordagem a partir do resgate histórico e conceitual do tema. Gestão & Produção. v. 18, n. 4, p. 739-754. São Carlos: 2011.

SCHENATTO, F. J. A. Estratégia Tecnológica para Arranjos Produtivos Locais: uma metodologia baseada na elaboração de estudos prospectivos. 2012.Tese de Doutoramento (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, UFSC, Florianópolis, 2012.

WEINER, J. Introdução. In: GRIFFITHS, S. (Org.). Previsões: 30 grandes pensadores investigam o futuro. Rio de Janeiro: Record, 2001.

ZACKIEWICZ, M.; SALLES FILHO, S. Technological Foresight: um instrumento para política científica e tecnológica. Revista Parcerias Estratégicas, Estudos Prospectivos. n.10, p. 144-61, 2001.

Downloads

Publicado

2013-07-01

Como Citar

RECH, Sandra Regina. Estudos do Futuro & Moda: uma abordagem conceitual. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 6, n. 12, p. 93–113, 2013. DOI: 10.5965/1982615x06122013093. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/3477. Acesso em: 24 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>