Desempenho da soja em sistemas agroflorestais com eucalipto em solo arenoso e clima tropical

Autores

  • Alvadi Antonio Balbinot Junior Embrapa Soja
  • Julio Cezar Franchini Embrapa Soja
  • Henrique Debiasi Embrapa Soja
  • José Marcos Gontijo Mandarino Embrapa Soja
  • Fernando Sichieri Eng. Agr. e Produtor Rural

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711732018556

Palavras-chave:

Glycine max L., Eucalyptus urograndis, N na massa seca da soja, produtividade de grãos, óleo e proteína nos grãos.

Resumo

Sistemas agroflorestais são opções para a intensificação sustentável da produção agropecuária, sobretudo em regiões que apresentam clima tropical e solos arenosos. Objetivou-se nesse trabalho avaliar o desempenho da cultura da soja em sistemas agroflorestais com Eucalyptus urograndis na região Noroeste do Paraná. Os sistemas foram implantados em outubro de 2009, usando renques simples e duplos de eucalipto. O desempenho da cultura da soja foi avaliado na safra 2015/16, em quatro experimentos. Em cada experimento foi utilizada uma conformação espacial de plantas de eucalipto: renques simples com baixa densidade de árvores, renques simples com alta densidade, renques duplos com baixa densidade e renques duplos com alta densidade. Como testemunha, foi considerada uma área contígua, sem a presença de árvores. Nos quatro experimentos, o crescimento e o teor de nitrogênio na massa seca da soja, avaliados no pleno florescimento, não foram reduzidos expressivamente em função da interferência do eucalipto. A redução de produtividade de grãos de soja causada pelas árvores variou de 40 a 43% em relação à testemunha. Os teores de proteína e óleo nos grãos de soja não foram alterados pela interferência das árvores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvadi Antonio Balbinot Junior, Embrapa Soja

Pesquisador da Embrapa Soja

Julio Cezar Franchini, Embrapa Soja

Pesquisador da Embrapa Soja

Henrique Debiasi, Embrapa Soja

Pesquisador da Embrapa Soja

José Marcos Gontijo Mandarino, Embrapa Soja

Pesquisador da Embrapa Soja

Fernando Sichieri, Eng. Agr. e Produtor Rural

Eng. Agr. e Produtor Rural

Referências

BALBINOT JUNIOR AA et al. 2009. Integração lavoura-pecuária: intensificação de uso de áreas agrícolas. Ciência Rural 39: 1925-1933.

BUENO RD et al. 2013. Genetic parameters and genotype x environment interaction for productivity, oil and protein content in soybean. African Journal of Agricultural Research 8: 4853-4859.

DING S & SU P. 2010. Effects of tree shading on maize crop within a Poplar‑maize compound system in Hexi Corridor oasis, northwestern China. Agroforestry Systems 80: 117‑129.

FIDALSKI J et al. 2013. Influência das frações de areia na retenção e disponibilidade de água em solos das formações Caiuá e Paranavaí. Revista Brasileira de Ciência do Solo 37: 613-621.

FRANCHINI JC et al. 2014. Yield of soybean, pasture and wood in integrated crop-livestock-forest system in Northwestern Paraná state, Brazil. Revista Ciência Agronômica 45: 1006-1013.

FRANCHINI JC et al. 2015. Crescimento da soja influenciado pela adubação nitrogenada na cultura, pressão de pastejo e épocas de dessecação de Urochloa ruziziensis. Agro@mbiente On-line 9: 129-135.

HEIL C. 2010. Rapid, multi-component analysis of soybeans by FT-NIR Spectroscopy. Madison: Thermo Fisher Scientific. 3p. (Application note: 51954).

ISAAC ME et al. 2014. Legume performance and nitrogen acquisition strategies in a tree-based agroecosystem. Agroecology and Sustainable Food Systems 38: 686-703.

LORENZ K & LAL R. 2014. Soil organic carbon sequestration in agroforestry systems. A review. Agronomy for Sustainable Development 34: 443-454.

MENDES MMS et al. 2013. Desenvolvimento do milho sob influência de árvores de pau‑branco em sistema agrossilvipastoril. Pesquisa Agropecuária Brasileira 48: 1342-1350.

NAIR PKR. 2011. Agroforestry systems and environmental quality: introduction. Journal of Environmental Quality 40: 784-790.

NASIELSKI J et al. 2015. Agroforestry promotes soybean yield stability and N2-fixation under water stress. Agronomy for Sustainable Development 35: 1541-1549.

POETA FB et al. 2014. Seed water concentration and accumulation of protein and oil in soybean seeds. Crop Science 54: 2752-2759.

REYNOLDS PE et al. 2007. Effects of tree competition on corn and soybean photosynthesis, growth, and yield in a temperate tree-based agroforestry intercropping system in Southern Ontario, Canada. Ecological Engineering 29: 362-371.

ROZADOS-LORENZO MJ et al. 2007. Pasture production under different tree species and densities in an Atlantic silvopastoral system. Agroforestry System 70: 53-62.

SVOMA BM et al. 2016. Evapotranspiration differences between agroforestry and grass buffer systems. Agricultural Water Management 176: 214-221.

VAN ROEKEL RJ & PURCELL LC. 2014. Soybean biomass and nitrogen accumulation rates and radiation use efficiency in a maximum yield environment. Crop Science 54: 1189-1196.

VISHWANATH BR et al. 2014. Evaluation of soybean yield under biofuel based agroforestry system. Environment & Ecology 32: 1194-1199.

WERNER F et al. 2017. Agronomic performance of soybean cultivars in an agroforestry system. Pesquisa Agropecuária Tropical 47: 279-285.

Downloads

Publicado

2018-11-14

Como Citar

BALBINOT JUNIOR, A. A.; FRANCHINI, J. C.; DEBIASI, H.; MANDARINO, J. M. G.; SICHIERI, F. Desempenho da soja em sistemas agroflorestais com eucalipto em solo arenoso e clima tropical. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 17, n. 4, p. 556-563, 2018. DOI: 10.5965/223811711732018556. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/10069. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigo de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados