As tecnologias vestíveis de moda e a relação entre humano e não-humano

Autores

  • Patrícia Sayuri Saga Kitamura Marini Universidade de São Paulo (USP) Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH)

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x10192017117

Resumo

O artigo propõe apresentar a afinidade das tecnologias vestíveis de moda, ainda não muito difundido, em relação ao atual contexto tecnológico. A concepção da internet das coisas e o desenvolvimento da comunicação ubíqua, pervasiva e senciente expõem uma visão favorável aos wearable technologies. Da mesma forma que a moda oferece uma relação intrínseca entre roupa e corpo, autores como Bruno Latour, Giselle Beiguelman e André Lemos apontam para um tratamento simétrico das dualidades modernas: físico e virtual, homem e máquina, natureza e cultura e, portanto, humano e não-humano. As mediações e experimentações advindas de uma não purificação destas dicotomias serão capazes de oferecer uma ressignificação ao homem, assim como uma significação para as tecnologias vestíveis de moda.

Biografia do Autor

Patrícia Sayuri Saga Kitamura Marini, Universidade de São Paulo (USP) Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH)

Mestranda de Têxtil e Moda na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo (USP). Especializada em Fotografia pelo Senac (2004-2005) e graduada em Moda pela Faculdade Santa Marcelina (2000-2003). No mercado, atua como estilista de alfaiataria com mais de 10 anos de experiência. Também atua como docente de moda e fotografia.

http://lattes.cnpq.br/5600710049452164

Downloads

Publicado

2017-01-01