Articulando a Forma: ações pedagógicas transversais para a construção do conhecimento de sintaxe visual

Autores

  • Maria Antonia Romão da Silva Universidade Estadual de Londrina (UEL)/ Departamento de Design/professora
  • Maria Celeste Sanches Universidade Estadual de Londrina (UEL), /departamento de Desin (professora convidada) Universidade Antonio de Nebrija/Departamento de Comunicação e Artes (professora associada)

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x13272020200

Palavras-chave:

design de moda, sintaxe visual, projeto

Resumo

O artigo enfatiza a formação da habilidade para articular a sintaxe visual/formal como via fundamental para a consolidação do pensamento projetual entre estudantes de design de moda. A partir de uma abordagem exploratória, integra dois enfoques de pesquisa: o primeiro estuda a autorregulação da aprendizagem no ensino de projeto e o segundo aborda estratégias metodológicas para o desenvolvimento da habilidade de síntese compositiva. Nesse sentido, o recorte proposto examina as práticas dirigidas à aprendizagem de Metodologia Visual no Bacharelado em Design de Moda da Universidade Estadual de Londrina, indagando sobre as contribuições efetivas da manipulação criativa experimental e da decomposição de enunciados visuais. Para tanto, analisa uma ação pedagógica combinada, visando à comprovação de sua eficácia didática. As inferências resultantes confirmam o potencial da referida ação e das estratégias de aprendizagem autorregulada como facilitadoras da capacidade de gerar conceitos expressivos e configurar artefatos no campo da moda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Antonia Romão da Silva, Universidade Estadual de Londrina (UEL)/ Departamento de Design/professora

Doutoranda em Educação do programa da Universidade Estadual de Londrina - PPEDu UEL. Mestre em Educação (PPEDu - UEL), especialista em Metodologia da Ação Docente (UEL), especialista em Gestão do Design (UEL) e graduada em Design de Moda (UEL). Atua como docente e pesquisadora da Universidade Estadual de Londrina nas áreas de comunicação visual, projeto, gestão do design, modelagem, processos de ensino aprendizagem e desenvolvimento humano. Membro dos grupos de pesquisa certificados pelo CNPq: Design de Moda; Cognitivismo e Educação.Atualmente desenvolve estudos sobre o uso de inteligência artificial e realidade aumentada na promoção da autorregulação da aprendizagem no ensino de design de moda.

Maria Celeste Sanches, Universidade Estadual de Londrina (UEL), /departamento de Desin (professora convidada) Universidade Antonio de Nebrija/Departamento de Comunicação e Artes (professora associada)

Graduada em Design Gráfico pela UTFR, possui Especialização em Moda pela UEL, Mestrado em Desenho Industrial pela UNESP, Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e Doutorado em Diseño, Fabricación y Gestión de Proyectos Industriales pela Universitat Politècnica de València (UPV-Espanha). Atualmente, é professora convidada (pós-graduação) na Universidade Estadual de Londrina e professora associada na Universidad Antonio de Nebrija (Espanha). Membro do Grupo de pesquisa Design de Moda (CNPq- Brasil) e do Grupo Internacional de Diseño Sistémico (UPV_Espanha). Colaboradora Internacional da ABEPEM - Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda. Pesquisadora no campo das metodologias de design, con enfoque na abordagem sistêmica e sintaxe visual no design de moda.

Referências

ARNHEIM, Rudolf. Arte e Percepção Visual: uma psicologia da visão criadora (edição revista). São Paulo: Cengage Learning, 2016.

AUSUBEL, David P. Aquisição e Retenção do Conhecimento: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano Ed. Técnicas, 2003.

BOMFIM, Gustavo Amarante. Morfologia dos Objetos de Uso: uma contribuição para o desenvolvimento de uma teoria do design. In COUTO, R.M.; FARBIARZ, J.; NOVAES, L. (Orgs.) Gustavo Amarante Bomfim: uma coletânea. Rio de Janeiro: Rio Books, 2014 a. p. 23-32.

CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

DONDIS, Donis. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

GOMES, João F. Gestalt do Objeto: sistema de leitura virtual da forma João Gomes Filho. São Paulo: Escrituras Editora, 2003.

FABRIZ, Sabine et al. Fostering self-monitoring of university students by means of a standardized learning journal—a longitudinal study with process analyses. European Journal of Psychology of Education, v. 29, n. 2, p. 239-255, ago 2013.

FLAVELL, John H. Speculations about the nature and development of metacognition. In: Weinert, F.; Kluwe, R. (Ed.) Metacognition, motivation and understanding. Hillsdale, NJ: Lawrence Erlbaum, 1987, p. 21-29.

JOU, Graciela Inchausti de; SPERB, Tania Mara. A metacognição como estratégia reguladora da aprendizagem. Psicologia: reflexão e crítica. Porto Alegre. Vol. 19, n. 2, p. 177-185. 2006.

KHAIDZIR, Khairul Anwar Mohamed; LAWSON, Bryan. The cognitive construct of design conversation. Research in engineering design, v. 24, n. 4, p. 331-347, 2013.

LAWSON, Bryan. Como arquitetos e designers pensam. São Paulo: Oficina de Textos, 2011.

LEBORG, Christian. Visual grammar. New York: Princeton Architectural Press, 2006.

LESSA, Washington Dias. Linguagem da forma/linguagem visual no âmbito do ensino de design: balizamentos teóricos; tópicos de pesquisa. Arcos Design, Rio de Janeiro, ESDI-UERJ, n. 5, ano 4, n. 2, p. 69-91, dez. 2009.

LUPTON, Ellen; PHILIPS, Jennifer Cole. Novos fundamentos do design. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

NIEMEYER, Lucy. Elementos de semiótica aplicados ao design. Rio de Janeiro: 2AB, 2003.

OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes, 1999.

ROAM, Dan. Tu mundo en una servilleta. Barcelona: Planeta, 2010.

PALLASMAA, Juhani. La mano que piensa, sabiduría existencial y corporal en la arquitectura. Barcelona: Gustavo Gili, 2015.

SALTZMAN, Andrea. El cuerpo diseñado. Buenos Aires: Paidos, 2004.

SALTZMAN, Andrea. O design vivo. In: PIRES, D. (Org.) Design de moda: olhares diversos. Barueri, SP: Estação das Letras e Cores Editora, 2008. v. 1, Parte III, p. 305-318.

SANCHES, Maria Celeste; SILVA, Maria Antonia Romão da. Project thinking in fashion design: strategies for facilitating cognitive and metacognitive processes. In: Ana Cristina Broega et al. (org) Reverse Design: A Current Scientific Vision From the International Fashion and Design Congress. Leiden – Netherlands: CRC Press - Taylos & Francis Group, 2018. v., p.551-559.

SANCHES, Maria Celeste de Fátima. Moda e Projeto: estratégias metodológicas em design. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2017.

SANCHES, Maria Celeste de Fátima; MARTINS, Sérgio Regis Moreira. Projetando mensagens visuais: a contribuição das ferramentas de síntese imagética no design de moda. Estudos em Design, v. 23, n. 1, p. 108-117, 2015. Disponível em: <https://estudosemdesign.emnuvens.com.br/design/article/view/200>. Acesso em: 25 mai. 2019.

SANTOS, Aline Guilherme Maciel et al. Autorregulação da aprendizagem: revisão internacional dos estudos sobre intervenção no ensino superior. In: II Congresso Internacional de Ensino, 2019, Cornélio Procópio. Anais Desafios Educacionais Contemporâneos, Cornélio Procópio: Universidade Estadual do Norte do Paraná, 2019. p. 247-256

SILVA, Maria Antonia Romão da; ALLIPRANDINI, Paula Mariza Zedu. Aprendizagem autorregulada por alunos do curso de Design de Moda: um estudo exploratório. Cadernos de Educação, n. 60, p. 3-19, jul/dez. 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/11904/8985>. Acesso em: 25 mai. 2019.

SILVA, Maria Antônia Romão et al. A importância da decodificação de informações para a construção de produtos vestíveis: da concepção a produção da modelagem. In: COLÓQUIO DE MODA, 13., 2017, Bauru. Anais... Bauru: UNESP, 2017. P. 1-15.

SOUZA, Patrícia de Mello; SILVA, Maria Antônia Romão da. A Concepção da Forma no Processo Projetual de Design: uma ação pedagógica coletiva. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, v. 1, n. 2, p. 116-130, 2018. Disponível em: <http://www.revistas.udesc.br/index.php/Ensinarmode/article/view/11678>. Acesso em: 28 mai. 2019

SOUZA, Patrícia e Mello. A moulage, a inovação formal e a nova arquitetura do corpo. In: PIRES, D. (Org.) Design de moda: olhares diversos. Barueri, SP: Estação das Letras e Cores, 2008. v. 1, Parte III, p. 337-345.

WHITEBREAD, David et al. The development of two observational tools for assessing metacognition and self-regulated learning in young children. Metacognition and Learning, v. 4, n.1, p. 63–85, 2009. Disponível em: <https://link.springer.com/article/10.1007/s11409-008-9033-1>. Acesso em: 30 mai. 2019

WONG, Wucius. Princípios de forma e desenho. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

Downloads

Publicado

2020-01-01

Como Citar

DA SILVA, M. A. R.; SANCHES, M. C. Articulando a Forma: ações pedagógicas transversais para a construção do conhecimento de sintaxe visual. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 13, n. 27, p. 200-234, 2020. DOI: 10.5965/1982615x13272020200. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/15437. Acesso em: 6 out. 2022.