Moda E Sustentabilidade: O Que Pensam Futuros Profissionais Da Área De Design

Autores

  • Gabriel Coutinho Calvi Unicesumar
  • Ana Paula Furlan Unicesumar
  • Paula Piva Linke Unifamma

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x12262019146

Palavras-chave:

Designer de Moda, Educação Ambiental, Sustentabilidade.

Resumo

Esta pesquisa, de caráter qualitativo, objetiva investigar a compreensão que os acadêmicos de um curso de design de moda possuem em relação à sustentabilidade, especialmente na área da moda. Os dados foram coletados durante uma intervenção pedagógica, no contexto da disciplina de Desenvolvimento de Produto. Participaram da pesquisa 20 acadêmicos do 3º ano do curso de Design de Moda, que foram mobilizados a responder a um questionário, apresentar seminários e produzir textos acerca da temática sustentabilidade. A análise dos dados coletados por meio do questionário, de filmagens, apresentação dos seminários e dos escritos, evidenciou que os acadêmicos além de ampliarem a compreensão acerca do tema sustentabilidade, refletiram sobre a importância de este ser levado em conta no campo da moda, futura área de atuação dos sujeitos pesquisados. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Coutinho Calvi, Unicesumar

Mestrando em gestão do conhecimento nas organizações, especialista em EaD e novas tecnologias e bacharel em Moda, atua como tutor pedagógico e professor conteúdista do ensino a distância. Na área de pesquisa investiga a EaD e o processo de ensino aprendizagem, subjetividade e metodologia criativa em EaD e Comportamento de Moda.

Ana Paula Furlan, Unicesumar

Mestre em educação para o ensino da matemática pela UEM e professora do corpo docente do Bacharel em Moda da Unicesumar. Na área de pesquisa estuda moda e sustentabilidade. 

Paula Piva Linke, Unifamma

Unifamma - docente do curso de administração e técnico em produção de moda. Bacharel em moda pela Unicesumar, Mestre em História pela UEM e Doutora em Ciência Ambiental pela USP. Na área de pesquisa estuda a moda e seu desenvolvimento sustentável.

Referências

ADORNO, T.; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1991.

AMADOR, M. B. M. Sustentabilidade: constatação de uma prática, ainda, abissal em ambiente rural. Palestra proferida no III Fórum Ambiental da Alta Paulista, Tupã-SP, 4 set. 2007.

BENVENUTI, C. Desenvolvimento humano Sustentável. In: Encontro de sustentabilidade em projeto do vale do itajaí, 2., 2008, Balneário Camboriú-SC. Anais... Balneário Camboriú-SC: Universidade do Vale do Itajaí, 2008, p. 220-235. Disponível em: <http://www.ubq-rj.com.br/cbqp%5CEcodesign_ sustent.pdf>. Acesso em: 5 jul 2012. .

BIRKELAND, J. Design for Sustainability: a soucebook of integrated eco-logical solutions. London: Earthscan Publications, 2002.

BOGDAN. R.,& BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto. 1994.

BRASIL. Resolução n. 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 jun. 2012. Seção 1, p. 70.

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9. ed. São Paulo: Gaia, 2004.

GOULART, C. As práticas orais na escola: o seminário como objeto de ensino. 2005. 210 f. Dissertação (Mestrado em Lingüística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

JACOBI, P. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Autores Associados, n. 118, p. 189-205, 2005.

JOFFILY, R. O Brasil tem Estilo? Rio de Janeiro: Senai, 1999.

KÖHLER, C. História do vestuário. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

LEFF, E. Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Petrópolis: Vozes, 2001.

LIPOVETSKY, G. O Império do Efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

MANZINI, Ezio; VEZZOLI, Carlo. O desenvolvimento de produtos sustentáveis: os requisitos ambientais dos produtos industriais. Tradução de Astrid de Carvalho. 1. ed. 2. reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

MARTÍN, M.M. Formación para La ciudadanía y educación Superior. Revista iberoamericana de Educación, n. 42, p. 85-102, 2006. Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=2259860>. Acesso em: 19 maio 2013.

MELLO, C.I. et al. A preocupação com a questão ambiental através do design para o ciclo de vida: projeto de uma cadeira residencial. In: Encontro de sustentabilidade em projeto do vale do itajaí, 1., 2007, Balneário Camboriú-SC. Anais... Balneário Camboriú-SC: Universidade do Vale do Itajaí, 2007, p. 50-65.

PEREIRA, J.V.I. Sustentabilidade: diferentes perspectivas, um objectivo comum. Economia Global e Gestão, Lisboa, v. 14, n. 1, abr. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.gpeari.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S0873-74442009000100008&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 16 jul. 2012.

PEZZOLO, D.B. Tecidos: história, tramas, tipos e usos. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007.

REIGOTA, M. Meio Ambiente e Representação Social. São Paulo: Cortez, 1995.

RIBEIRO, C.M.P.J.; POZENATO, J.C. Caminhos e Passos: aspectos históricos e culturais da área da usina hidrelétrica Machadinho. Caxias do Sul: EDUCS, 2001.

ROCHE, D. La culture des apparances: une historire du vêtement XVIIe-XVIII siècle. Paris: Fayard, 1989.

SIMMEL, G. Cultura Feminine y outros Ensayos. Ciudad Del México: Espasa Calpe, 1961.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

CALVI, G. C.; FURLAN, A. P.; LINKE, P. P. Moda E Sustentabilidade: O Que Pensam Futuros Profissionais Da Área De Design. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 12, n. 26, p. 146-170, 2019. DOI: 10.5965/1982615x12262019146. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/14317. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Ensaios