A frutificação efetiva e produtividade de pereiras ‘Santa Maria’ e ‘Abate Fetel’ são incrementadas pela aplicação de aminoetoxivinilglicina (AVG) no início da primavera

Autores

  • Mateus da Silveira Pasa Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina image/svg+xml
  • Carina Pereira da Silva Universidade Federal de Pelotas image/svg+xml
  • Bruno Carra Universidade Federal de Pelotas image/svg+xml
  • Alberto Fontanella Brighenti Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina image/svg+xml
  • André Luiz Kulkamp de Souza Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina image/svg+xml
  • Juliano Dutra Schmitz Instituto Federal Catarinense image/svg+xml
  • José Masanori Katsurayama Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina image/svg+xml
  • Marlise Nara Ciotta Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina image/svg+xml

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711642017487

Palavras-chave:

Pyrus communis, pyrus, reguladores de crescimento de plantas, frutas, frutos, eficiência

Resumo

O objetivo desse trabalho foi de avaliar o efeito da aminoetoxivinilglicina (AVG), aplicado em diferentes doses, nos componentes de produtividade e qualidade de frutos de pereiras, durante as safras de 2015/2016 e 2016/2017, em São Joaquim, SC. Os tratamentos consistiram na aplicação de AVG uma semana após a plena floração (1 SAPF) em diferentes concentrações em pereiras ‘Santa Maria’ (0 mg L-1, 40 mg L-1, 80 mg L-1 e 120 mg L-1) e ‘Abate Fetel’ (0 mg L-1, 80 mg L-1, e 100 mg L-1). O delineamento experimental foi de casualização por blocos. Os componentes de produtividade e qualidade de frutos foram avaliados. A frutificação efetiva, número de frutos por planta e produtividade são significativamente aumentados e positivamente correlacionados com a dose de AVG para ambas as cultivares, enquanto os atributos de qualidade e tamanho de frutos não são afetados pelos tratamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIANCHI VJ et al. 2000. Aumento da frutificação efetiva de pereiras cultivar Garber com uso de AG3 e TDZ. Revista Brasileira de Agrociência 6: 191-193.

CRISOSTO CH et al. 1986. Effect of ethylene inhibitors on fruit set, ovule longevity, and polyamine levels in ‘Comice’ pear. Acta Horticulturae 179: 229-236.

DECKERS T & SCHOOFS H. 2002. Improvement of fruit set on young pear trees cultivar Conference with gibberellins. Acta Horticulturae 596: 735–743.

DUSSI MC et al. 2002. Effects of Retain™ on Fruit Maturity and Fruit Set of Pear Cultivars Williams and Packham’s Triumph. Acta Horticulturae 596: 767-771.

EINHORN TC et al. 2013. Promotion and management of pear fruiting. Good Fruit Grower 64: 42-43.

FERREIRA EB et al. 2013. ExpDes: experimental designs package. R Package Version 1.1.2.

GREENE DW. 1980. Effect of silver nitrate, aminoethoxyvinylglycine and gibberellins A 4+7 plus 6-benzylaminopurine on fruit set and development of ‘Delicious’ apples. Journal of the American Society for Horticultural Science 105: 717-720.

HAWERROTH FJ et al. 2011. Aumento da produção de pereira asiática pelo uso de fitorreguladores. Ciência Rural 41: 1750-1754.

JACKSON JE. 2003. Biology of apples and pears. Cambridge: Cambridge University Press. 488p.

PASA MS et al. 2015. Performance of ‘Rocha’ and ‘Santa Maria’ pears as affected by planting density. Pesquisa Agropecuária Brasileira 50: 126-131.

PETRI JL et al. 2001. Efeito do thidiazuron (TDZ) na frutificação de fruteiras de clima temperado. Revista Brasileira de Fruticultura 23: 513-517.

R CORE TEAM. 2014. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing. Vienna, Austria.

ROBINSON TL. 2011. High density pear production with Pyrus communis rootstocks. Acta Horticulturae 909: 259-270.

SÁNCHEZ E et al. 2011. Effect of AVG Application on Fruit Set, Yield and Fruit Size in ‘Abate Fetel’ and ‘Packam’s Triumph’ Pears in a Semi-Commercial Statistical Trial. Acta Horticulturae 909: 435-440.

SANTOS HG et al. 2013. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3.ed. rev. e ampl. Brasília: Embrapa. 353p.

SANZOL J & HERRERO M. 2001. The “effective pollination period” in fruit trees. Scientia Horticulturae 90: 1-17.

VERCAMMEN J & GOMAND A. 2008. Fruit set of ‘Conference’: a small dose of gibberellins or Regalis. Acta Horticulturae 800: 131-138.

WEBSTER AD. 2002. Factors influencing the flowering, fruit set and fruit growth of European pears. Acta Horticulturae 596: 699-709.

YANG SF & HOFFMAN NE. 1984. Ethylene biosynthesis and its regulation in higher plants. Annual Review of Plant Physiology 35: 155–189.

Downloads

Publicado

2018-01-24

Como Citar

PASA, Mateus da Silveira; SILVA, Carina Pereira da; CARRA, Bruno; BRIGHENTI, Alberto Fontanella; SOUZA, André Luiz Kulkamp de; SCHMITZ, Juliano Dutra; KATSURAYAMA, José Masanori; CIOTTA, Marlise Nara. A frutificação efetiva e produtividade de pereiras ‘Santa Maria’ e ‘Abate Fetel’ são incrementadas pela aplicação de aminoetoxivinilglicina (AVG) no início da primavera. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 16, n. 4, p. 487–491, 2018. DOI: 10.5965/223811711642017487. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/9737. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Nota Científica

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>