Avaliação da fertilidade de gemas de variedades de uvas americanas e híbridas cultivadas no Planalto Norte Catarinense

Autores

  • Douglas André Würz Instituto Federal de Santa Catarina, Canoinhas, SC, Brasil
  • Maíra Alves Pinto
  • Alcemir Nabir Kowal
  • Thalia Aparecida Silva Maciel
  • Simone de Oliveira
  • Rabechlt Stange Almeida
  • Ramilton Manuel Ribeiro
  • Daniele Moreira Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711942020502

Palavras-chave:

Vitis labrusca L., poda mista, Bordô, Niágara Branca, Casca Dura, Grano D’Oro

Resumo

Apesar da importância da fertilidade de gemas para a produtividade e para indicação do melhor método de poda, estes dados são inexistentes na região do Planalto Norte Catarinense, e nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a fertilidade de gemas de variedades de uvas americanas e híbridas cultivadas no Planalto Norte Catarinense. O presente projeto foi realizado durante as safras 2018 e 2019, em um vinhedo comercial, situado na localidade de Pedras Brancas, município de Canoinhas, Santa Catarina. Para o desenvolvimento do trabalho foram utilizadas plantas das variedades: Bordô, Niágara Branca, Casca Dura e Grano d’Oro. Coletou-se 20 ramos do ano de cada tratamento, no período de endodormência das plantas, e cada segmento do ramo contendo uma gema foi disposto em bandejas de isopor com espuma fenólica hidratada. As bandejas foram colocadas em casa de vegetação com temperatura e umidade controladas. As gemas foram classificadas em férteis ou não férteis de acordo com a presença ou ausência da inflorescência. De acordo com os dados observados no presente estudo, observa-se que as variedades Casca Dura, Niágara Branca, Bordô e Grano D’Oro apresentam boa adaptabilidade, apresentando alta fertilidade de gemas, com destaque para as gemas das porções medianas e apicais dos ramos. Dessa forma, recomenda-se a poda mista destas variedades, para obtenção de melhores produtividades nas condições do Planalto Norte Catarinense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas André Würz, Instituto Federal de Santa Catarina, Canoinhas, SC, Brasil

Professor no Instituto Federal de Santa Catarina, Canoinhas, SC, Brasil.

Referências

BRIGHENTI AF et al. 2017. Ecophysiology of three Italian cultivars subjected to two pruning methods in Santa Catarina, Brazil. Acta Horticulturae 1157: 381-388.

BRIGHENTI AF et al. 2018. Qualification of ‘Bordô’ grape clones in Vale do Rio do Peixe, in the state of Santa Catarina, Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira 53: 800-808.

CAMARGO UA et al. 2011. Progressos da viticultura brasileira. Revista Brasileira de Fruticultura 33: 144-149.

LEÃO PCS & SILVA EEG. 2003. Brotação e fertilidade de gemas em uvas sem sementes no Vale do São Francisco. Revista Brasileira de Fruticultura 25: 375-378.

LOPEZ-MIRANDA SL et al. 2000. Fluctuations of yield components in Verdejo vineyards as affected by the bud position, either in spurs or on canes. In: 6th International Symposium on Grapevine Physiology and Biotechnology. Anais... Heraklion: Book of Abstracts.

MENEGUZZI A et al. 2020. Fertility of buds and pruning recommendation of different grapevine varieties grown in altitude regions of Santa Catarina State, Brazil. Revista Ceres 67: 30-34.

MUNHOZ B et al. 2016. Fertilidade e Análise de gemas das videiras Greco di Tufo, Coda di Volpe e Viognier cultivadas em São Joaquim - Santa Catarina. Revista Agropecuária Catarinense 29: 68-72.

ROSA AM et al. 2014. Fertilidade e reserva de carbono e nitrogênio em gemas de ramos das viníferas ‘Cabernet Sauvignon’ e ‘Nebbiolo’. Revista Brasileira de Fruticultura 36: 576-585.

SÁNCHEZ LA & DOKOOZLIAN NK. 2005. Bud microclimate and fruitfulness in Vitis vinifera L. American Journal Enology and Viticiculture 56: 319-329.

WINKLER AJ. 1965. Viticultura. México: Continental. 792p.

WÜRZ DA. 2018a. Análise da comercialização de vinhos finos e de mesa no Brasil. Journal of Agronomic Science 7: 43-49.

WÜRZ DA et al. 2018b. Reguladores de crescimento na fertilidade de gemas e maturação da cultivar ‘Nebbiolo’ em região de elevada altitude de Santa Catarina. Scientia Agraria Paranaensis 17: 90-95.

WÜRZ DA et al. 2019. Avaliação da fertilidade de gemas de uvas viníferas cultivadas em região de elevada altitude de Santa Catarina. Revista de Ciências Agroveterinárias 18: 81-86.

Downloads

Publicado

2020-12-14

Como Citar

WÜRZ, Douglas André; PINTO, Maíra Alves; KOWAL, Alcemir Nabir; MACIEL, Thalia Aparecida Silva; OLIVEIRA, Simone de; ALMEIDA, Rabechlt Stange; RIBEIRO, Ramilton Manuel; RIBEIRO, Daniele Moreira. Avaliação da fertilidade de gemas de variedades de uvas americanas e híbridas cultivadas no Planalto Norte Catarinense. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 19, n. 4, p. 502–505, 2020. DOI: 10.5965/223811711942020502. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/16883. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Nota de Pesquisa - Ciência de Plantas e Produtos Derivados

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>