Economia Criativa de Moda em Santa Catarina: compreensões de um público alvo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x15362022197

Palavras-chave:

Economia Criativa, Moda, Vale do Itajaí

Resumo

Este artigo resulta de pesquisa aplicada com estudantes dos primeiro e terceiro semestres do curso Técnico em Modelagem de uma instituição Federal de Santa Catarina, localizada no Vale do Itajaí, com o objetivo de perceber as suas compreensões sobre a Economia Criativa de Moda na região. O contato com os estudantes foi feito anteriormente por um dos autores, como docente da unidade curricular de Modelagem Manual do Vestuário e, percebido interesse dos estudantes em empreender negócios após a formação, foram compreendidos como possível público de ações de Economia Criativa. Informações sobre as percepções locais acerca da Economia Criativa de Moda são de interesse dos Conselhos Municipais de Políticas Culturais, e podem auxiliar na construção de políticas públicas para a região. A pesquisa ocorreu via questionário online com 35 estudantes. O método de análise utilizado foi análise de conteúdo de Bardin (2016), que permitiu observar a predominância do discurso do empreendedorismo, cujos impedimentos foram o investimento em tempo e dinheiro. A pesquisa revela a compreensão de Economia Criativa de Moda vinculada a feiras e ao artesanato, em detrimento das políticas de desenvolvimento industrial aplicadas na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emanuella Scoz, FURB

Designer de Moda, Especialista em Negócios da Moda, Mestranda em educação, Professora e Pesquisadora.

Lauro Roberto Lostada, Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina - DIEN/GEALE

Doutor e Mestre em Educação (UFSC), Especialista em Mídias na Educação (FURG), Especialista em Práticas Pedagógicas Interdisciplinares (FACVEST), Filósofo (UFSC). Integrante do Grupo de Pesquisa Edumídia . dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7358330050350194

Referências

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 16ª ed. São Paulo: Cortez, 2015.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Ministério da Cultura. Decreto n. 7.566. Rio de Janeiro, 23 de setembro de 1909. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf. Acesso em: 27.05.2020.

BRASIL. Presidência da República, Casa Civil. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em 27.05.2020.

BRASIL. Ministério da Cultura. Programa Cultural para o Desenvolvimento do Brasil. Brasília: MinC, 2006. Disponível em: http://rubi.casaruibarbosa.gov.br/bitstream/20.500.11997/6837/1/119.pdf. Acesso em: 27.05.2020.

COSTA, Suéllen Mota Marques et al. Aplicando as bases da Economia Criativa: Metodologias ativas na aprendizagem. In: MENDONÇA, Rosângela Míriam L. O.; FIGUEIREDO, Márcia Câmara Bandeira de. (Orgs.). Economia Criativa [recurso eletrônico]: práticas para inovação e desenvolvimento. Belo Horizonte: EdUEMG, 2019.

HALL, Stuart. Cultura e representação. Tradução de Daniel Miranda e William Oliveira. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio, Apucari, 2016.

HILL, Manuela Magalhães; HILL, Andrew. A construção de um questionário. Lisboa: Dinâmia'Cet-IUL, 1998.

MINC. Programa Cultural para o Desenvolvimento do Brasil. Brasília- DF: 2006.

PEDEM. Plano estratégico de desenvolvimento econômico municipal de Blumenau. 2018. Disponível em https://www.blumenau.sc.gov.br/governo/secretaria-de-desenvolvimento-economico/pagina/plano-desenvolvimento-economico-sedec. Acesso em 11.05.2020.

PROJETO PEDAGÓGICO. Projeto pedagógico do curso técnico em Modelagem do Vestuário de nível médio condomitante ao Ensino Médio. 201?. disponível em < https://sig.ifsc.edu.br/sigaa/public/curso/ppp.jsf?lc=pt_BR&id=2400447>. Acesso em 22.03.2022.

PSM. Plano Setorial de Moda.[s.d]. Disponível em < http://Moda.cnpc.cultura.gov.br/plano-setorial/>. Acesso em 11.05.2020.

REDECIM. Força empreendedora é destaque em Gaspar. 17/12/2019 às 15:43. Disponível em https://www.gaspar.sc.gov.br/noticias/index/ver/codNoticia/595074/codMapaItem/20033. Acesso em 11.05.2020.

REDECIM. Prefeitura de Gaspar tem crescimento econômico de 17,2%. 11/02/2020 às 13:08. Disponível em https://www.gaspar.sc.gov.br/noticias/index/ver/codMapaItem/20033/codNoticia/601129. Acesso em 11.05.2020.

SANTOS, Heloísa. Moda e Economia Criativa: Perspectivas globais e relações locais. 10º Colóquio de Moda. 7ª Edição Internacional. 1 º Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Design e Moda, 2014.

SCOZ, Emanuella. Moda e Memórias no Vale do Itajaí: Registros mnésicos de moradoras do Vale. Revista do Ensino de Artes, Moda e Design, 2021, v. 5 n. 2, pp. 224 – 239.

SCOZ, Emanuella; SCOZ, Tatiane, FAVERO, Juliana. Ensino de Moda no Brasil com ênfase em Santa Catarina: análise construída pelos paradigmas da educação da sociologia clássica. Ensinarmode, , fev-mai 2020, Vol. 4, n. 1, p.046 – 068.

SCOZ, Emanuella; MELCHIORETTO, Albio Fabian. Reterritorialização como um dos fatores relevantes para políticas públicas culturais de base comunitária em Blumenau. Iberoamérica Social, (XVI), pp. 60-87.

SCOZ, Emanuella; HEINZLE, Márcia Regina Selpa; LENZI, Gabriela Poltronieri. Influências do Ensino de Moda sobre o currículo de um curso de Moda de Santa Catarina. Anais do 14º Forum das escolas de Moda Doroteia Baduy Pires e Congresso de Iniciação Científica em design e Moda, 15º Colóquio de Moda. Porto Alegre, setembro de 2019.

SCOZ, Emanuella. Relações entre a formação superior em Moda e os campos de atuação dos egressos. Dobras, vol. 14, n.29, maio-agosto de 2020, pp. 396-418.

SCOZ, Emanuella. Características e influências de um currículo de Moda de uma Universidade de Santa Catarina. Teias, vol.21, agosto de 2020, pp. 149-166.

SEBRAE. Perfil do MEI. 2019. Disponível em < https://datasebrae.com.br/perfil-do-microempreendedor-individual/#infografico>. Acesso em 18.06.2020.

Downloads

Publicado

2022-04-18

Como Citar

SCOZ, E.; LOSTADA, L. R. Economia Criativa de Moda em Santa Catarina: compreensões de um público alvo. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 15, n. 36, p. 197-220, 2022. DOI: 10.5965/1982615x15362022197. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/18006. Acesso em: 20 ago. 2022.

Edição

Seção

Variata