O processo criativo na construção de uma fantasia carnavalesca: em busca de uma metodologia

Autores

  • Cláudio Almeida EBA - UFRJ https://orcid.org/0000-0003-4609-4404
  • Madson Oliveira EBA - UFRJ https://orcid.org/0000-0003-3888-6292

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x13272020048

Palavras-chave:

Moda, Carnaval, Carnavalesco, Fantasia carnavalesca

Resumo

O desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro é um evento sazonal e temático que é realizado por diversos profissionais ligados à criação de serviços e produtos, em função da festa. Neste artigo analisamos questões no processo criativo do carnavalesco Severo Luzardo, ao projetar uma fantasia. Assim, pretendemos ressaltar as relações entre o fazer carnavalesco e as ações de design, inserindo a prática carnavalesca como uma “forma particular de design”. Para tal apresentamos um figurino carnavalesco de ala inspirado no milho e a consequente materialização deste projeto (do croqui à fantasia-protótipo pronta), tecendo paralelos com os processos metodológicos do design de moda e do design de produto. Pretendemos descortinar práticas que nos revelem processos de design e que nos levem a aproximação do carnaval à prática acadêmica do design.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Almeida, EBA - UFRJ https://orcid.org/0000-0003-4609-4404

Mestrando em Design pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2018). Possui graduação em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio (2013),com bacharelado nas habilitações de Design de Projeto de Produto e Design de Moda; Foi bolsista PIBIC do Laboratório de Representação Sensível/ LaRS, representante do corpo discente nas reuniões de Comissão Geral do Departamento de Artes e Design/ DAD e presidente do Centro Acadêmico (2009/ 2010). Interessado em pesquisas que envolvem moda, carnaval e cultura popular.

O sistema acusa meu ORCID como inválido: https://orcid.org/0000-0003-4609-4404

Madson Oliveira, EBA - UFRJ https://orcid.org/0000-0003-3888-6292

Graduação em Estilismo e Moda (Universidade Federal do Ceará - UFC, 2002); Especialização no Ensino da Arte (Universidade Veiga de Almeida - UVA-Rj, 2005), Mestrado (2006) e Doutorado (2010) em Design, ambos realizados na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio. Entre 2013 e 2014 desenvolveu a pesquisa de pós-doutorado intitulada "A criação dos figurinos para o rancho Ameno Resedá, por meio da análise das aquarelas realizadas por Amaro Amaral, em 1913", sob supervisão da profa. Dra. Maria Cristina Volpi Nacif, no PPGAV-EBA/UFRJ. Professor no Programa de Pós-Graduação em Design - EBA/UFRJ (jan./2017); Professor Associado, do Curso de Artes Cênicas na Escola de Belas Artes/UFRJ (iniciou a atividade docente na EBA/UFRJ em 2003, em dos contratos de professor substituto). Foi Professor assistente A da Escola de Design, na Universidade Veiga de Almeida (entre 2003 e 2012) e foi Professor visitante do Curso de Pós-Graduação Moda e Marketing, Marista Católica do Ceará - CE. Foi Professor auxiliar I da Universidade Estácio de Sá (entre março a dezembro de 2007). Foi Coordenador do Curso: de Pós-Graduação Lato Sensu em Figurino e Carnaval (UVA-Rj, de set./2007 a mar./2009); Foi Coordenador do curso Superior de Graduação Tecnológica em Design de Carnaval (UVA-Rj, de jan./2008 a jan./2011). Entre abril/2012 e agosto/2014 foi coordenador do curso de Artes Cênicas/UFRJ (habitações: indumentária e cenografia). A partir de outubro/2014 assumiu a Chefia do Departamento de Artes Utilitárias - BAU/EBA. Desde maio/2018 é o responsável pelo novo Departamento de Artes Teatrais - BAT/EBA. Tem interesse em pesquisas na área de Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: MODA, CARNAVAL, FIGURINO / INDUMENTÁRIA, ARTES e DESIGN. 

Referências

CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros De Castro. Carnaval carioca: dos bastidores ao desfile. Rio de Janeiro: FUNARTE/UFRJ, 1994.

FERREIRA, Felipe. O livro de ouro do carnaval brasileiro. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

FERREIRA, Felipe. O marquês e o jegue: estudo da fantasia para escolas de samba. Rio de Janeiro: Altos do Glória, 1999.

Manual do Julgador da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIESA). Disponível em: http://liesa.globo.com/material/materia2019/publicacoesliesa/___MANUALDOJULGADOR/Manual%20do%20Julgador%20-%20Carnaval%202019.pdf. Acesso em 13 maio 2019.

LODY, Raul. Brasil bom de boca. São Paulo: Ed. Senac, 2008.

MAGALHÃES, Rosa Lucia Benedetti. Fazendo carnaval: The making of carnival. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997.

NIEMEYER, Lucy. Design no Brasil: origem e instalação. Rio de Janeiro: 2AB, 2007.

OLIVEIRA, Madson. “As fantasias para escola de samba”. In: VIANA, Fausto; BASSI, Carolina (orgs.). Traje de cena, traje de folguedo. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2014.

PIRES, Dorotéia. Design de Moda: olhares diversos. Barueri/SP: Estação das Letras e Cores Editora, 2008.

SOMMERMAN, Américo. Inter ou transdisciplinaridade?: da fragmentação disciplinar ao novo diálogo entre os saberes. São Paulo: Paullus, 2006.

SOUZA, Luciana Barbosa de. Desfile em processo: um estudo da produção das alegorias e fantasias para o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: PUC – Rio (Dissertação de Mestrado em Design), 2001.

UNIÃO da Ilha do Governador. Livro Abre Alas 2018. Disponível em: https://liesa.globo.com/2019/por/03-carnaval/abrealas/index.html. Acesso em: 02 mar. 2018.

Downloads

Publicado

2020-03-31

Como Citar

ALMEIDA, C.; OLIVEIRA, M. O processo criativo na construção de uma fantasia carnavalesca: em busca de uma metodologia. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 13, n. 28, p. 48-73, 2020. DOI: 10.5965/1982615x13272020048. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/15382. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Variata