O movimento plus size e o corpo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x12262019068

Palavras-chave:

Moda, Mídia, Corpo

Resumo

Os efeitos de sentido do corpo belo são social e historicamente progressivos, balizados por estereótipos culturais, sociais, de classes, políticos ou religiosos. A mídia e a moda também possuem forte influência nos padrões de beleza impostos. A mídia surge como um lugar privilegiado de constituição, formulação e circulação dos sentidos do que pode ser um corpo belo ou não, enquanto legitimadora de instituições que determinam o que pode e o que não pode ser dito/ mostrado em diferentes espaços. A moda, por sua vez, é um espaço de mercado. Sendo assim, o movimento plus size surge como uma necessidade de aceitação e interação dos corpos gordos na moda. No entanto, a condição do corpo gordo não muda, mudam-se as nomeações para produzir um efeito de que esse corpo é possível, mas ele continua sendo impossível dentro dos aspectos de padronização das instituições. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Pavei Souza, Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), Palhoça, SC.

Doutoranda do Programa de Ciências da Linguagem da Universidade do Sul de Santa Catarina- UNISUL- pertencente a linha de pesquisa Texto e Discurso. Veiculada ao grupo de pesquisa Discurso, Cultura e Mídia no projeto de pesquisa: Corpo- Imagem e(m) Discurso. Desenvolve pesquisas na área de Moda e de Análise de Discurso, tendo o corpo como objeto principal de estudo. Mestre em Ciências da Linguagem pela Universidade do Sul de Santa Catarina- UNISUL- (2017). Graduada em Moda com Habilitação em Design de Moda pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2014). Atualmente é Professora Substituta na área de Design de Moda no Instituto Federal Catarinense - IFC (Campus Ibirama). Atua na área de Moda com ênfase para Modelagem e Tecnologia da Costura.

Referências

CORBIN, Alain; COURTINE, Jean- Jacques; VIGARELLO, Georges. Prefácio. In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean- Jacques; VIGARELLO, Georges. História do corpo: Da Renascença às Luzes. Tradução de Lúcia M.E. Orth; revisão da tradução Ephraim Ferreira Alves. 5. ed. - Petrópolis, RJ: Vozes, 2012. p. 7-13.

COURTINE, Jean- Jacques. Os stakhanovistas do narcisismo: body-building e puritanismo ostentatório na cultura americana do corpo. In: SANT’ANNA, Denise Bernuzzi De. (org.). Políticas do Corpo: elementos para uma história das práticas corporais. 2. Ed. São Paulo: Estação Liberdade, 2005. p. 81-114.

DEBORD, Guy. Comentários sobre a sociedade do espetáculo. In: DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Tradução de Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

FERREIRA, Maria Cristina Leandro. A ciranda dos sentidos. In: ROMÃO, Lucília Maria Sousa; GASPAR, Nádea Regina. (orgs.). Discurso midiático: sentidos de memória e arquivo. São Carlos, SP: Pedro & João Editores, 2008. p. 13-22.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 8 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1989.

MILANEZ, Nilton. A disciplinaridade dos corpos: o sentido em revista. In: SARGENTINI, Vanice; BARBOSA, Pedro Navarro. Foucault e os domínios da linguagem: discurso, poder, subjetividade. São Carlos: Claraluz, 2004. p. 183-200.

ORLANDI, Eni. Discurso em Análise: Sujeito, Sentido e Ideologia/ Eni Puccinelli Orlandi- 2ª ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2012.

ORLANDI, Eni. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 12. ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2015.

RODRIGUES, Marlon Leal. Identidade: Movimento do Sujeito. In: PEREIRA, Danglei de Castro; RODRIGUES, Marlon Leal. Língua e Literatura I: questões teóricas e práticas. São Paulo: Nelpa, 2010.

SANT’ANNA, Denise Bernuzzi De. Transformações do corpo: controle de si e uso dos prazeres. In: RAGO, Margareth; ORLANDI, Luiz B. Lacerd; VEIGA-NETO, Alfredo. (orgs.). Imagens de Foucault e Deleuze: ressonâncias nietzschianas. 2 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005. p. 99-110.

SCALZO, Marília. Jornalismo de Revista. São Paulo: Contexto, 2003. (Coleção Comunicação).

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomas Tadeu da (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012. p. 6- 68.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

PAVEI SOUZA, B. O movimento plus size e o corpo. Modapalavra e-periódico, Florianópolis, v. 12, n. 26, p. 68-91, 2019. DOI: 10.5965/1982615x12262019068. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/modapalavra/article/view/14059. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Variata