Percepção e Expressão no Universo das Ilustrações de Moda

Autores

  • Gabriela Kuhnen Udesc
  • Célio Teodorico dos Santos UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1982615x12232019251

Palavras-chave:

Ilustração de moda, leitura de imagens, ferramentas de design.

Resumo

No universo da Moda, as ilustrações são importantes ferramentas para divulgação de produtos ou de marcas e os croquis ou desenhos de moda, estão presentes na forma de projetos e são o início da elaboração do produto em si. Na criação das ilustrações ou croquis, os elementos gráfico visuais como o ponto, a linha, a mancha e o plano são a base para a representação de figuras que delineiam este universo. Neste sentido, a expressividade e a percepção, se dão  tanto através dos aspectos estético-formais, quanto dos simbólicos, que organizados de certa maneira, tornam-se bastante relevantes, já que tem como objetivo principal, divulgar uma ideia ou conceito e estabelecer um impacto sobre o espectador. Para tanto, o presente artigo faz uma síntese sobre os conceitos da sintaxe visual, elementos estético-formais, associações simbólicas e busca aplicar essa teoria na leitura de uma ilustração de Laura Laine, aperfeiçoando o entendimento sobre a imagem a qual se refere e fazendo analogias desta imagem com outras a que faz menção.

Biografia do Autor

Gabriela Kuhnen, Udesc

Mestre em Design pela UDESC (2016-2018),  pós Graduada em Moda: Produção e Criação pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2002 e 2006) e graduada em Bacharelado em Moda (1998-2002). Atuou no mercado de trabalho como Estilista por mais de 10 anos. De 2013 a 2017 começou a lecionar na UDESC como professora colaboradora nas áreas de Desenho, Ergonomia e Estilo. Hoje é professora no Centro Universitário Estácio de Sá (2018) na graduação em Design de Moda e ministra oficinas de arte no DAC na Universidade Federal de Santa Catarina. Em 2017 foi selecionada no Edital Estação cultural que promoveu duas oficinas: Pintura em Aquarela e Cadernos de Arte ministradas pela professora.

Célio Teodorico dos Santos, UDESC

Bacharel em Desenho Industrial pela Universidade Federal da Paraíba (1983). Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998), na área de Gestão do Design e do Produto. Doutorado em Engenharia Mecânica, na área de Projeto de Sistemas Mecânicos pela UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina em 10 de dezembro de 2009. É professor Adjunto do Departamento de Design da Universidade do Estado de Santa Catarina. Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em Desenho Industrial, atuando principalmente nos seguintes temas: Pesquisa em Design, Design Industrial, Design Thinking, Ergonomia, consultoria no desenvolvimento de produtos eletro eletrônicos, equipamentos hospitalares, projetos especiais e mobiliário. Pesquisador em Prospecções Metodológicas em Design, linguagem do Produto, Design Thinking, Tecnologia Ubíqua e Perfasiva e Tecnologia Assistiva, Pesquisas Ergonômicas, Métodos Representacionais para o Ensino de Design. Pesquisas em Design de interações. É professor permanente do Programa de Pós Graduação em Design (PPG Design) da UDESC. Foi Coordenador da Comissão Setorial de Avaliação Institucional (CSA) do CEART/UDESC. Foi Chefe do Departamento de Design- UDESC entre 17/03 de 2011 a 16/03 de 2013. Foi Curador Adjunto da 5ª Bienal de Design 2015 em Florianópolis - Exposição Design para Todos. É Vice Coordenador do PPGDesign - Programa de Pós Graduação em Design CEART UDESC. É Coordenador do Laboratório de Pesquisas em Design de Interações LPDI UDESC.

Referências

ARMSTRONG, Jemi.;IVAS, Lorrie.; ARMSTRONG, Wynn. From Pencil to Pen Tool. New York: Fairchild Publications, Inc., 2006.

BAYER, Raymond. História da Estética. Lisboa: Editorial Estampa, 1995.

BÜRDEK, Bernhard E.; VAN CAMP, Freddy. Design: história, teoria e prática do design de produtos. Editora Edgard Blücher, 2006.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly; HALTON, Eugene. The meaning of things: Domestic symbols and the self. Cambridge University Press, 1981.

DONDIS, Donis A. Sintaxe da Linguagem Visual. 1 ed. São Paulo: Martin Fontes, 1991.

DUARTE, Carla Stephania de Góis . A Ilustração de moda e o Desenho de moda. In: 5º Colóquio de Moda, 2009, Recife. Moda, Cultura e Historicidade, 2009.

GOMES FILHO, João. Gestalt do Objeto: sistema de leitura virtual da forma João Gomes Filho. Escrituras Editora e Distribuirdora de Livros Ltda., 2015.

GOMES, Luiz Vidal Negreiros. Desenhando: um panorama dos Sistemas Gráficos. Santa Maria: Ed. UFSM, 1998.

JOLY, Martine. Introdução a Análise da Imagem. 11 ed. Campinas: Papiros Editora, 2007.

LÖBACH, Bernd. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais. Edgard Blücher, 2001.

OSTROWER, Fayga. Universos da Arte. 13 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1983.

PANOFSKY, Erwin. Significado nas Artes Visuais. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, 2004.

PERASSI, Richard. ; CASTRO, L. ; DIAS, A. R. ; CAMPOS, A. Q. . Cultura, Linguagem Gráfica e Alfabetismo Visual. Revista Educação Gráfica, v. 17, p. 24-37, 2013.

READ, Herbert. A educação pela Arte. São Paulo: Martins Fontes, 1958.

SALZEDAS, Nelyze Apparecida Melro. Das Palavras às Imagens: Uma leitura do Ver. 1. ed. São Paulo - SP: Arte & Ciência, 2001.

SANTIL, Fernando Luiz de Paula. Análise da percepção das variáveis visuais de acordo com as leis da Gestalt para representação cartográfica. 2008. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Paraná.

SENAC. DN. Elementos da Forma. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2006.

SILVA, Rafael Souza. Diagramação o planejamento visual gráfico na comunicação impressa. Summus Editorial, 1985.

Publicado

2019-01-01