Formação/Atuação Docente e Ensino de Arte: visão dos professores de Artes Visuais a respeito das Tecnologias Contemporâneas

Autores

  • Luana Pavesi Pera Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Stéfani Rafaela Pintos da Rocha Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Valéria Metroski de Alvarenga Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984317812032016183

Palavras-chave:

Educação, Artes, Formação Docente, Tecnologia, Ensino,

Resumo

Neste artigo, objetivamos identificar qual a visão dos professores de Artes Visuais no estado de Santa Catarina sobre as tecnologias contemporâneas, tanto no que diz respeito a sua formação docente quanto sobre o ensino de arte. Para tal, usufruímos da pesquisa qualitativa, por esta permitir a coleta de informações relevantes para este estudo, a partir da fala dos sujeitos envolvidos. Contamos com o apoio dos seguintes autores: Loyola (2009), Barreto (2009), Garcia (2009), Bertoletti (2014) e Pimentel (2002). Constatou-se que a maioria dos professores entrevistados realizaram cursos na modalidade Ensino a Distância (EaD), em sua formação continuada, ou fizeram algum curso sobre essa temática. Vê-se que os professores se mostram interessados e tentam abordar/utilizar as Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) em suas aulas, mas, muitas vezes, devido a uma formação superficial sobre essa temática, assim como pela precária infraestrutura do colégio, no que tange a recursos básicos para a realização desta, os professores trabalham pouco com as tecnologias contemporâneas.

Biografia do Autor

Luana Pavesi Pera, Universidade do Estado de Santa Catarina

Artista visual. Acadêmica do curso de Licenciatura em Artes Visuais (UDESC)

Stéfani Rafaela Pintos da Rocha, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestre em Artes Visuais (UDESC) Graduada no curso de Artes Visuais - Habilitação em Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Valéria Metroski de Alvarenga, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutoranda em Artes Visuais (PPGAV/UDESC). Mestre em Artes Visuais (UDESC). Licenciada em Artes Visuais (UFPR). Professora de Arte pela SEED/PR.

Referências

BARRETO, Raquel Goulart. Discursos, Tecnologias, Educação. Rio de Janeiro. EdUERJ, 2009. (Série Pesquisa em Educação. Práticas de Linguagem).

BERTOLETTI, Andréa. O ensino de arte na contemporaneidade: perspectivas frente às tecnologias digitais. Anais do VIII Simpósio Nacional da ABCiber - Comunicação e Cultura na era de tecnologias midiáticas onipresentes e oniscientes, 2014.

FONSECA DA SILVA, M.C.R. et al. Análises sobre licenciaturas em Artes Visuais: situação no Brasil e no estado de Santa Catarina, 2014 (X Encontro do Grupo de Pesquisa Educação, Arte e Inclusão).

GARCIA, Dirce Maria Falcone. Educação a distância, competências, tecnologias e o trabalho docente. In: GARCIA, Dirce Maria Falcone; SÁLUA, Cicílio. Formação e profissão docente em tempos digitais. Campinas, SP: Editora Alínea, 2009.

LOYOLA, Geraldo Freire. me adiciona.com – Ensino da arte + Tecnologias contemporâneas + Escola pública. Dissertação de mestrado. Belo Horizonte, UFMG, 2009. Mestrado em Artes.

PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Tecnologias contemporâneas e o ensino da arte. In: BARBOSA, Ana Mae (org.) Inquietações e mudanças no ensino de arte. São Paulo: Editora Cortez, 2002. p. 113-121.

SAMPAIO, Jurema Luzia de Freitas. O que se ensina e o que se aprende nas Licenciaturas em Artes Visuais a distância?. Art& (São Paulo. Online), v. 1, p. online, 2013.

SILVERMAN, David. Interpretação de dados qualitativos: métodos para análise de entrevistas, textos e interações. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Downloads

Publicado

2016-12-01