Produção de forragem e de grãos de trigo de duplo propósito submetido a diferentes densidades de semeadura, adubação nitrogenada e manejos de corte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/223811711642017367

Palavras-chave:

Triticum aestivum, produtividade de grãos, biomassa, Triticum, manejo de produção

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a produção de forragem e a produtividade de grãos, em cultivar de trigo de duplo propósito, submetidos a diferentes doses de nitrogênio, regimes de corte e densidades de semeadura. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições, em um arranjo fatorial (densidade de semeadura x doses de nitrogênio), nas parcelas principais, com parcelas subdivididas (manejos de corte). As densidades de semeadura utilizadas foram de 400 e 500 sementes aptas por m². As doses de nitrogênio foram de 100, 150, 200, 250 e 300% da dose recomendada, aplicados na base, no perfilhamento e após cada corte. As subparcelas foram divididas conforme o manejo de corte (sem corte, um corte e dois cortes). O segundo corte proporcionou maior acúmulo de forragem, não causou prejuízos à composição mineral e ao teor de proteína bruta e também não reduziu a produtividade. No manejo com dois cortes a adubação nitrogenada deve ser superior (2,5 vezes) à adubação recomendada, pois aumenta a produção de forragem. A maior densidade de semeadura promoveu incrementos na produtividade de grãos e não alterou a produção de forragem no segundo corte. O teor de proteína bruta na forragem não foi alterado pelo manejo adotado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Zilio, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Professor do curso de agronomia da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Área de atuação: Fitotecnia.

Jéssica Aline Peloso, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Bolsista de pesquisa e estudante do curso de Agronomia

Analu Mantovani, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Professora do curso de agronomia da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Área de atuação: Ciências do Solo.

Referências

AOAC - Association of Official Analytical Chemists. 1995. Official methods of analysis. 16.ed. Washington, DC: Association of Official Analytical Chemists. 1025p.

BALBINOT JUNIOR AA et al. 2009. Integração lavoura-pecuária: intensificação de uso de áreas agrícolas. Ciência Rural 39: 1925-1933.

BORTOLINI PC et al. 2004. Cereais de inverno submetidos ao corte no sistema de duplo propósito. Revista Brasileira de Zootecnia 33: 45-50.

CECATO U et al. 2001. Produção e composição química em cultivares e linhagens aveia (Avena spp.). Acta Scientiarum 23: 775-780.

CHRISTIANSEN S et al. 1989. Spring and fall cattle grazing effects on components and total grain yield of winter wheat. Agronomy Journal 81: 145-150.

DEL DUCA L de JA et al. 2000. Experimentação de genótipos de trigo para duplo propósito no Paraná, em 1999. Passo Fundo: Embrapa Trigo. 28p. (Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 6).

FEROLLA FS et al. 2007. Produção de matéria seca, composição da massa de forragem e relação lâmina foliar/caule + bainha de aveia-preta e triticale nos sistemas de corte e de pastejo. Revista Brasileira de Zootecnia 36: 1512-1517.

MARTIN TN et al. 2010. Fitomorfologia e produção de cultivares de trigo duplo propósito em diferentes manejos de corte e densidades de semeadura. Ciência Rural 40: 1695-1701.

MCRAE F. 2003. Crop agronomy and grazing management of winter cereals. New South Wales Agriculture 59: 59-69.

MEINERZ GR et al. 2012. Produtividade de cereais de inverno de duplo propósito na depressão central do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Zootecnia 41: 873-882.

MEINERZ GR et al. 2011.Valor nutritivo da forragem de genótipos de cereais de inverno de duplo propósito. Revista Brasileira de Zootecnia 40: 1173-1180.

SCHEFFER-BASSO SM et al. 2001. Potencial de genótipos de aveia para duplo-propósito. Revista Brasileira de Agrociência 7: 22-28.

ROSO C & RESTLE J. 2000. Aveia preta, triticale e centeio em mistura com azevém. 2. Produtividade Animal e Retorno Econômico. Revista Brasileira de Zootecnia. 29: 85-93.

TEDESCO MJ et al. 1995. Análise de solo, plantas e outros materiais. 2.ed. Porto Alegre: UFRGS. 147p. (Boletim técnico, 5).

VALÉRIO IP et al. 2008. Desenvolvimento de afilhos e componentes do rendimento em genótipos de trigo sob diferentes densidades de semeadura. Pesquisa Agropecuária Brasileira 43: 319-326.

WENDT W et al. 2006. Manejo na cultura do trigo com finalidade de duplo propósito-forragem e grãos. Pelotas: Embrapa. 2p. (Comunicado técnico 141).

ZAFFARONI E et al. 1998. Análise de caminho nos componentes do rendimento de genótipos de arroz no Rio Grande do Sul. Pesquisa Agropecuária Brasileira 33: 43-48.

Downloads

Publicado

2018-01-24

Como Citar

ZILIO, Marcio; PELOSO, Jéssica Aline; MANTOVANI, Analu. Produção de forragem e de grãos de trigo de duplo propósito submetido a diferentes densidades de semeadura, adubação nitrogenada e manejos de corte. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 16, n. 4, p. 367–375, 2018. DOI: 10.5965/223811711642017367. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/agroveterinaria/article/view/7541. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo Completo - Ciência de Plantas e Produtos Derivados