Da cena ao ensino: conversando com as formadoras e os formadores da palhaçada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102472023e0105

Palavras-chave:

Artes Cênicas, Palhaçada, Relato de formadores

Resumo

Há tempos, os palhaços e as palhaças atraem a atenção da pesquisa acadêmica, acumulando uma literatura especializada relevante e diversificada. Este artigo se debruçou sobre o ensino da palhaçada e, mais especificamente, sobre como renomados artistas se tornaram formadores. Foram entrevistados sete profissionais, atuantes nas cinco regiões do país e referências nacionais no trabalho artístico e de formação, conforme salientam seus pares. A multiplicidade de processos de ensino e os caminhos trilhados para se tornarem mestres foram recorrentemente narrados. Distintas motivações, dificuldades e anseios foram relatados, visando ampliar os debates acerca da iniciação de novos formadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Braccialli, Federal University of Pernambuco

Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestrado em Artes pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Especialização em Iluminação de Designer de Interiores, pelo Instituto de Pós-Graduação em Graduação (IPOG). Graduação em Teatro pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professor substituto no Curso de Teatro da Universidade Federal de Pernambuco.

Marco Antonio Coelho Bortoleto, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado La investigación en la actividad física y deporte, pela Universidade de Lleida (UDL), Espanha. Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Graduação em Licenciatura Plena em Educação Física, pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Prof. Associado da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).  

Referências

ACHCAR, Ana. Palavra de palhaço. Rio de Janeiro: Jaguatirica, 2016.

AVANZI, Roger; TAMAOKI, Verônica. Circo Nerino. São Paulo: Pindorama Circus/Códex, 2004.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1995.

BARRETO, Mônica (Lua). Saltimbancos contemporâneos: seu aprendizado, suas escolhas, e expectativas. Goiânia: Editora Acadêmico, 2018.

BOLOGNESI, Mário Fernando. Palhaços. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

BRACCIALLI, Felipe. A arte de formar palhaças e palhaços no Brasil. 2022. Tese (Doutorado em Educação Física) – Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2022. Disponível em: https://hdl.handle.net/20.500.12733/5229. Acesso em: 31 mar. 2023.

BRACCIALLI, Felipe; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. A multiplicidade dos ensinos de palhaças e palhaços na extensão universitária. In: SOARES, Artemis de Araújo (org.). Sociedade, cultura, educação e extensão na Amazônia. Manaus: EDUA; São Paulo: Alexa Cultural, 2020. p.181-200.

CARRICO, André. Os Trapalhões: uma leitura da comédia popular brasileira. Natal: EDUFRN, 2020.

CASTRO, Alice Viveiros de. Elogio da bobagem: palhaços no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro: Editora Família Bastos, 2005.

CASTRO, Lili. Palhaço: multiplicidade, performance e hibridismo. Rio de Janeiro: Moura, 2019.

CHACOVACHI, Palhaço; YANANTOUNI, Javier Miguel; VALLEJOS, Martin. Manual e guia do palhaço de rua. La Plata: Contramar, 2018.

COBURN, Veronica; MORRISON, Sue. Clown Through Mask: the pioneering work of Richard Pochinko as practised by Sue Morrison. Chicago: Intellect, 2013.

DORNELLES, Juliana Leal. Clown, o avesso de si: uma análise do clownesco na pós-modernidade. 2003. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/2370. Acesso em: 26 jul. 2023.

GAULIER, Philippe. O atormentador: minhas ideias sobre teatro. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2016.

ICLE, Gilberto. O ator como xamã. São Paulo: Perspectiva, 2010.

JARA, Jesús. El Clown, um navegante de las emociones. Morón: PROEXDRA, 2007.

MAIA, Ari Fernando. Aceleração: reflexões sobre o tempo na cultura digital. Impulso, [s. l.], v. 27, n. 68, p. 121-131, out. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v27n69p99-109. Acesso em: 26 jul. 2023.

PUCCETTI, Ricardo. A travessia do palhaço: a busca de uma pedagogia. 2017. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/Acervo/Detalhe/984620. Acesso em: 26 jul. 2023.

REIS, Demian Moreira. Caçadores de Risos: o maravilhoso mundo da palhaçaria. Salvador: EDUFBA, 2013.

REMY, Tristan. Entradas Clownescas: uma dramaturgia do clown. São Paulo: SESC, 2016.

ROSA, Hartmut. Aceleração: a transformação das estruturas temporais na modernidade. São Paulo: Editora Unesp, 2019.

SANTOS, Ivanildo Lubarino Piccoli dos. Os palhaços nas manifestações populares brasileiras: Bumba-meu-boi, Cavalo-marinho, Folia de Reis e Pastoril Profano. 2008. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2008. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/86882. Acesso em: 26 jul. 2023.

SENA, Jonathan Brites; OLIVEIRA, Natassia Duarte Garcia Leite de. (Trans)formações do Palhaço: Breve história dos tipos clássicos da palhaçaria. Urdimento: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 41, p. 1-22, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.5965/1414573102412021e0206. Acesso em: 26 jul. 2023.

SILVA, Pedro Eduardo. A formação do palhaço circense. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/127945. Acesso em: 26 jan. 2023.

SILVA, Pedro Eduardo. O que é preciso para ser um palhaço?. Rebento, n. 8, p. 152-184, jun. 2018. Disponível em: https://www.periodicos.ia.unesp.br/index.php/rebento/article/view/253. Acesso em: 26 jan. 2023.

VINUTO, Juliana. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, Campinas, v. 22, n. 44, p. 203-220, dez. 2014. Disponível em: https://doi.org/10.20396/tematicas.v22i44.10977. Acesso em: 26 jan. 2023.

WUO, Ana Elvira. Clown: “Desforma”, rito de iniciação e passagem. 2016. Tese (Doutorado em Artes da Cena) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016. Disponível em: https://repositorio.unicamp.br/acervo/detalhe/979873. Acesso em: 26 jan. 2023.

WUO, Ana Elvira. Aprendiz de Clown: abordagem processológica para iniciação a comicidade. Jundiaí: Paco Editorial, 2019.

Downloads

Publicado

2023-07-24

Como Citar

BRACCIALLI, Felipe; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Da cena ao ensino: conversando com as formadoras e os formadores da palhaçada. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 47, p. 1–26, 2023. DOI: 10.5965/1414573102472023e0105. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/23176. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artes do Palhaço, Artes do Circo, Circo-Teatro e Comicidade Popular II