Duas traduções difíceis: transpor línguas e linguagens

Autores

  • Luiz Fernando Ramos Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102352019079

Resumo

Não se trata de um artigo acadêmico, mas de duas traduções de dramaturgias singularíssimas, do português para o inglês e do inglês para o português, apresentadas por um pequeno ensaio que constextualiza os processos de traduação e encenação de cada uma das peças. Duas Páginas em Branco, de Qorpo-Santo, e Am I to Go, or, I’ll Say Sode Gertrude Stein, desafiam o tradutor na transposição das línguas e o encenador na transposição da linguagem literária à cênica.

Biografia do Autor

Luiz Fernando Ramos, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil

Professor Titular do Departamento de Artes Cênicas da USP, Pesquisou as relações entre texto e cena, a história da cena brasileira no século 19, o teatro contemporâneo e, sobretudo, os conceitos de "mimesis" e anti-teatralidade, como operadores da cena contemporânea, incluindo nesse enfoque tanto a produção estritamente teatral como a dos campos das artes plásticas, da música e do cinema.

Downloads

Publicado

2019-09-20

Como Citar

Ramos, L. F. (2019). Duas traduções difíceis: transpor línguas e linguagens. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 2(35), 079-113. https://doi.org/10.5965/1414573102352019079

Edição

Seção

Dossiê Temático - Sobre a Tradução no Teatro: abordagens histórico-culturais