Entrevistando na sala de artes: percursos por uma educação contra-hegemômica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630812024e5013

Palavras-chave:

pedagogia Histórico-crítica, ensino de artes, formação de professores

Resumo

A entrevista surge a partir de discussões sobre o quadro Entrevistando na sala de artes do canal do Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (LIFE) no Youtube. O quadro, iniciado em 2019, tem o propósito de entrevistar professores da educação básica que dialogam com a pedagogia histórico-crítica (PHC). Com oito entrevistas até o momento, decidimos entrevistar a professora Maria Cristina da Rosa Fonseca da Silva, figura central tanto no quadro do canal quanto em nossos estudos sobre PHC, em nossa docência e carreira acadêmica. A iniciativa de realizar a entrevista surgiu durante a disciplina Tópico Especial: Ensino das Artes Visuais na Atualidade, ministrada em 2023/2 pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV/UDESC). A entrevista foi proposta como atividade avaliativa, alinhando-se ao objetivo de abordar professores com pesquisas relacionadas ao ensino de artes visuais na contemporaneidade. Optamos por entrevistar a professora Maria Cristina, nossa orientadora, cujo percurso docente e pesquisa significativa contribuem para a área de ensino de artes visuais. Dessa forma, a entrevista proporciona não apenas a retomada do quadro, mas também uma reflexão sobre a influência da PHC em nossos estudos e prática docente, além de destacar a importância da professora Maria Cristina como referência no ensino de artes visuais a partir do materialismo histórico-dialético.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thalita Emanuelle De Souza, Universidade do Estado de Santa Catarina

Graduada em arte-educação pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, Unicentro-PR. Pós-graduada em artes visuais. Mestra em arte pela Universidade do Estado de Santa Catarina, Udesc, com mestrado profissional em arte - PROFartes. Integrante do Observatório da Formação de Professores no Âmbito do Ensino de Arte: estudos comparados entre Brasil e Argentina - OFPEA/BRARG; do Grupo de Pesquisa Arte e Formação nos Processos Políticos e Contemporâneos - Udesc; e do Clube de Fotografia Sopro Coletivo - Udesc. Professora de arte do quadro próprio do magistério do estado do Paraná, atuante em sala de aula desde 2009. Tem interesse de estudo e pesquisa na área de arte e ensino. Acredita e luta por uma escola pública de qualidade.

Janaína Enck, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestra em artes visuais pelo Programa de Mestrado Profissional Prof-Artes da Universidade Estadual de Santa Catarina - Udesc, na linha de pesquisa Abordagens Teórico-Metodológicas das Práticas Docentes. Membro do Grupo de Pesquisa Arte e Formação nos Processos Políticos Contemporâneos - CNPq/Udesc e do Observatório da Formação de Professores no âmbito do Ensino de Arte: estudos comparados entre Brasil e Argentina - OFPEA/BRA-ARG. Trabalha na área educacional desde 2012 e é professora efetiva da prefeitura municipal de Florianópolis desde 2015, atuando com o ensino de artes visuais no ensino fundamental I e II e como professora preceptora do programa Residência Pedagógica no subprojeto Artes da Udesc.

Downloads

Publicado

2024-03-14

Como Citar

EMANUELLE DE SOUZA, Thalita; ENCK, Janaína. Entrevistando na sala de artes: percursos por uma educação contra-hegemômica. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 1–24, 2024. DOI: 10.5965/25944630812024e5013. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/25013. Acesso em: 21 maio. 2024.