A arte da performance como ação cultural na escola pública: algumas experiências e os sentidos da subversão no universo escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630422020182

Palavras-chave:

performace , subversão , escola pública

Resumo

Este trabalho apresenta apontamentos teóricos, metodológicos e práticos sobre construções cênicas próprias da linguagem da performance, elaboradas por meio de experiências estético-sensoriais, seus decorrentes relatos e repercussão no interior de escolas públicas localizadas no interior de uma periferia da Zona Sul da cidade de São Paulo/SP. Contempla ainda o diálogo entre artistas, inclusive em formação, comunidades escolar e local, professores, estudantes e sociedade. Enxergando a arte da performance como linguagem e considerando suas tendências transgressoras, o intuito é discutir os sentidos da subversão, em seu sentido literal e simples, em significado mais metalinguístico do que histórico, como um componente próprio da performance no ambiente escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Camacho Teixeira, Universidade de São Paulo - USP

Nome artístico e de produção: Thiago Camacho. É ator com DRT, Performer e Professor de artes, teatro, literaturas e línguas. Mestrando no Programa de Pós-graduação da Escola de Comunicações e Artes - ECA - Universidade de São Paulo - USP. 2017. Graduado pelo curso de Arte-Teatro da Universidade Estadual Paulista. (UNESP). Possui graduação em Letras - Português, Inglês e Literatura pela Universidade Paulista (2009). Desenvolve um trabalho pessoal e independente de pesquisa com registros e produções da Performance, entre os quais estão vídeos e fotografias. Professor de Línguas Portuguesa e Inglesa e de Literaturas no Ensino Fundamental II e Médio das redes municipal e estadual de São Paulo. (Desde 2010). Membro participante do grupo de teatro e performance Desvio Coletivo. Foi membro do grupo Teatro Didático e da rede de pesquisadores do "Portal Teatro Sem Cortinas", ambos projetos de extensão da UNESP. Iniciou sua produção dramatúrgica com a Comédia "A Gaivota". 

Referências

ANDRÉ, Carminda Mendes. Teatro pós-dramático na escola: Inventando espaços: estudos sobre as condições do ensino do teatro em sala de aula. São Paulo: Editora Unesp, 2011

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em: 10 jun. 2017.

CORREIA, Pedro Luís Lopes Pais. Arte e tecnologia: estratégias de subversão e transgressão. Aveiro, 2010. Disponível em: https://ria.ua.pt/bitstream/10773/1182/1/2010001973.pdf. Acesso em: 20 jul. 2017.

CHAUÍ, Marilena. O que é ideologia. São Paulo: Brasiliense, 2008.

CHAUÍ, Marilena. Sociedade brasileira: violência e autoritarismo por todos os lados. Revista Cult, n. 209, fev. 2016. Disponível em: http://revistacult.uol.com.br/home/2016/02/sociedade-brasileira-violencia-e- autoritarismo-por-todos-os-lados/#respond. Acesso em 20 jul. 2017.

COPEAU, Jacques. Reflexiones de um comediante sobre “La paradoja”, de Diderot. Buenos Aires: Editorial La Pleyade, 1929.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FERNANDES, Silvia. Grupos Teatrais anos 70. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2000.

CANTON, Katia. Novíssima Arte Brasileira: um guia de tendências. São Paulo: Iluminuras e FAPESP, v. 1, 2001.

CANTON, Katia. Temas da arte contemporânea. Coleção Temas da arte contemporânea. São Paulo: WMF Martins Fontes Ltda., v. 6, 2009a.

CANTON, Katia. Do Moderno ao Contemporâneo. Coleção Temas da arte contemporânea. São Paulo: WMF Martins Fontes Ltda., v. 1, 2009b.

| http://www.revistas.udesc.br/index.php/Ensinarmode

CANTON, Katia. Da Política às Micropolíticas. Coleção Temas da arte contemporânea. São Paulo: WMF Martins Fontes Ltda., v. 1, 2009d.

CANTON, Katia. Espaço e Lugar. Coleção Temas da arte contemporânea. São Paulo: WMF Martins Fontes Ltda., v. 1, 2009g.

FOUCAULT, Michel. Corpos dóceis. In: Vigiar e Punir. Petrópolis: Vozes, 1975.

LEHMANN, H-T. Teatro Pós-Dramático e Teatro Político. Sala Preta 3. USP, São Paulo, v. 3, p. 9-19, 2003.

PAZ, G. et al. Arte Ogie. Transgressão das artes/Transgressão nas artes. França, n. 8, 2016. Disponível em: https://journals.openedition.org/artelogie/623#ftn1. Acesso em: 10 jun. 2017.

TIGRE, M. P.; SACRAMENTO, S. M. P. Identidade de Gênero em Subversão: Niketche, de Paulina Chiziane. Litterata: Revista do Centro de Estudos Hélio Simões, v. 3, n. 2, 2015. Disponível em: http://periodicos.uesc.br/index.php/litterata/article/view/855. Acesso em: 10 jun. 2017.

TOSCANO, Priscila. Vídeo-performance do Laboratório do Vale. 2017. Disponível em: https://vimeo.com/182791062. Acesso em: 10 jun. 2017.

Downloads

Publicado

2020-06-01

Como Citar

TEIXEIRA, T. C. A arte da performance como ação cultural na escola pública: algumas experiências e os sentidos da subversão no universo escolar. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 4, n. 2, p. 182 - 200, 2020. DOI: 10.5965/25944630422020182. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/16554. Acesso em: 18 ago. 2022.