Design thinking no contexto do projeto editorial: contribuições instrumentais

Autores

  • Maíra Woloszyn Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maurício Elias Dick Universidade Federal de Santa Catarina
  • Berenice Santos Gonçalves Universidade Federal de Santa Catarina
  • Francisco Antonio Pereira Fialho Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312913212018059

Palavras-chave:

Design thinking, Design editorial, Ferramentas, Compreensão do usuário

Resumo

O projeto de livros, revistas e outros produtos editoriais se inicia a partir de um conceito que deve levar em conta o público-alvo, suas preferências, necessidades e restrições, além de apresentar um design adequado ao leitor, às editoras e ao mercado. Ainda, diante da emergência de novas formas digitais de publicação – como livros e revistas digitais para dispositivos móveis – o sistema editorial se amplia e evidencia a necessidade de estudos mais atentos aos usuários, seus hábitos e sua relação com a tecnologia. Dado este contexto, o entendimento do público se mostra essencial para o desenvolvimento de produtos editoriais. Nessa perspectiva, o Design Thinking – uma abordagem de projeto que auxilia os designers na solução de problemas – pode vir a contribuir para a prática do Design Editorial a partir do uso de seus métodos e técnicas. Desse modo, esta pesquisa tem por objetivo identificar ferramentas do Design Thinking que contribuam para a compreensão do usuário no contexto do projeto editorial. Para tanto, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, seguida de um levantamento de ferramentas e métodos do Design Thinking encontrados na literatura. Posteriormente, executou-se o agrupamento e a categorização dos achados, culminando na seleção dos instrumentos pertinentes ao escopo do estudo. Como resultado, nove ferramentas foram identificadas e apresentadas neste artigo, a saber: “A mente do principiante”, “Um dia na vida”, “Autodocumentação do usuário”, “Sessões generativas”, “Sombra”, “Mapa de empatia”, “Usuários extremos”, “Jornada do usuário” e “Personas”. Por fim, foi possível inferir que o Design Thinking se mostra útil para o estudo aprofundado dos usuários também no desenvolvimento de produtos editoriais, contribuindo para a renovação, inovação e criação de valor no campo do Design Editorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maíra Woloszyn, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e graduada em Desenho Industrial, Habilitação em Programação Visual pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Participou durante a graduação do Núcleo de Pesquisa e Produção de Conteúdos Digitais (NPC), da Projetar Empresa Júnior de Desenho Industrial e do Centro Acadêmico de Desenho Industrial. Possui interesse em publicações digitais, design editorial, tipografia e branding. É membro dos grupos de pesquisa do CNPq Design de publicações digitais, certificados pela instituição.

Maurício Elias Dick, Universidade Federal de Santa Catarina

Atualmente é Professor Substituto no curso de Design Gráfico da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), doutorando do Programa de Pós-Graduação em Design, na linha de pesquisa Mídia, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e integrante do Laboratório de Ambientes Hipermídia para Aprendizagem (Hiperlab/UFSC). Mestre em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi Professor Substituto no curso de Desenho Industrial da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), instituição pela qual é graduado em Desenho Industrial - habilitação Programação Visual. Também participou do Núcleo de Pesquisa e Produção de Conteúdos Digitais (NPC) da UFSM e desde então possui interesse em publicações digitais, design editorial, design de interfaces e design de informação.

Berenice Santos Gonçalves, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), mestrado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) e graduação em Artes Visuais - Bacharelado e Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990). Atualmente exerce a função de professor Associado na Universidade Federal de Santa Catarina onde ministra disciplinas nas áreas de Teoria da Cor, Ergonomia e usabilidade e Design Digital para o curso de Graduação em Design. Atua no Programa de Pós-Graduação em Design [Mestrado e Doutorado]. Desenvolve pesquisas nas linhas de Mídia e Mídia e Tecnologia a partir dos seguintes eixos: " interação e Interface", "Design Editorial no contexto das tecnologias digitais".e "Hipermídia para Aprendizagem. È líder do grupo de pesquisa "Publicações digitais" e vice-líder do grupo de pesquisa "Ambientes Hipermídia para apoio ao processo ensino aprendizagem".

Francisco Antonio Pereira Fialho, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Engenharia Eletrônica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1973) e em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999), Mestrado em Engenharia de Produção, Ergonomia, pela Universidade Federal de Santa Catarina (1992) e Doutorado em Engenharia de Produção, Engenharia do Conhecimento, pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994). Atualmente é professor Titular da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Engenharia e Gestão do Conhecimento, atuando principalmente nos seguintes temas:engenharia do conhecimento, mídias do conhecimento, eco-ergonomia, gestão do conhecimento e ergonomia cognitiva. Líder do Núcleo de Estudos e Desenvolvimentos em Conhecimento e Consciência - NEDECC. Líder do Núcleo de Pesquisas em Complexidade e Cognição - NUCOG. Participante do Núcleo da Engenharia da Integração e Governança do Conhecimento para a Inovação - ENGIN da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC e do LGR - Laboratório de Gestão Responsável.

Downloads

Publicado

2018-12-18

Como Citar

WOLOSZYN, Maíra; DICK, Maurício Elias; GONÇALVES, Berenice Santos; FIALHO, Francisco Antonio Pereira. Design thinking no contexto do projeto editorial: contribuições instrumentais. DAPesquisa, Florianópolis, v. 13, n. 21, p. 059–075, 2018. DOI: 10.5965/1808312913212018059. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/1808312913212018059. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)