O corpo transita no Viewpoints - O Viewpoints transit no corpo: ocorrências possíveis para o corpo como arte

Autores

  • Sandra Meyer Nunes UDESC
  • Volmir G. Cordeiro UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/18083129030520081284

Palavras-chave:

Corpo, Ambiente, Cena, Procedimento artístico, Identidade, Singularidade, Viewpoints

Resumo

Este estudo apóia-se numa investigação artística que toma o corpo como o lugar da ação, de ocorrências e trânsito de informações e como espaço de produção de conhecimento. As teorias contemporâneas sobre o corpo aqui abordadas, propiciam a compreensão das relações que este estabelece com o ambiente e o reconhecimento das formas de organização elaboradas pelo corpo na sua história e na construção de sua identidade. Os processos de criação de intérpretes-criadores na atualidade são problematizados por meio do Viewpoints (Pontos de Vista), procedimento norte-americano desenvolvido pelas diretoras Anne Bogart e Tina Landau para habilitar atores-bailarinos e performers para a cena. Estes processos são construídos no “sempre-presente” com aquilo que se torna materialidade cênica e se desdobra como obra artística na relação corpo-ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

MEYER NUNES, S.; G. CORDEIRO, V. O corpo transita no Viewpoints - O Viewpoints transit no corpo: ocorrências possíveis para o corpo como arte. DAPesquisa, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 1284-1294, 2019. DOI: 10.5965/18083129030520081284. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/15878. Acesso em: 26 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Cênicas