Fenômenos Antropofágicos: reflexos e paradoxos da percepção fenomenológica de Merleau-Ponty na leitura visual do corpo na pós-modernidade

Autores

  • Marta Lucia Pereira Martins Lindote UDESC
  • Francine Regis Goudel UDESC
  • Muriel Bombana Garcez UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312903052008308

Palavras-chave:

Corpo, Fenômenos Antropofágicos, Fenomenologia da Percepção, Arte pós-moderna

Resumo

O enfoque do artigo é dado principalmente aos Fenômenos Antropofágicos, relacionando concomitantemente a fenomenologia da antropofagia ritual Tupinambá do Brasil Colônia à Fenomenologia da Percepção de Merleau-Ponty, cuja pesquisa consiste em investigar a percepção fenomenológica da Antropofagia na Arte, no intuito de explorar a leitura visual do corpo na pós-modernidade sob o foco de uma leitura ao mesmo tempo fenomenológica e antropofágica, incluindo reflexões que abordam desde a Antropofagia oriunda do Ritual Antropofágico Tupinambá, ao presente contexto da arte no país e no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

PEREIRA MARTINS LINDOTE, M. L.; REGIS GOUDEL, F.; BOMBANA GARCEZ, M. Fenômenos Antropofágicos: reflexos e paradoxos da percepção fenomenológica de Merleau-Ponty na leitura visual do corpo na pós-modernidade. DAPesquisa, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 308-315, 2019. DOI: 10.5965/1808312903052008308. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/15379. Acesso em: 26 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais