Conceito Antropofagia: vanguarda e proliferação

Autores

  • Francine Regis Goudel UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312903052008131

Palavras-chave:

Antropofagia brasileira, Semana de Arte 22, Raízes do Brasil, Vanguardas brasileiras

Resumo

Este artigo configura-se em uma análise da busca do caráter do projeto estético nacional nas vanguardas brasileiras, especialmente do início da arte moderna no Brasil com a semana de 1922. Parte do conceito da Antropofagia, idealizado em 1928 no manifesto antropofágico escrito por Oswald de Andrade, para entender a questão de assimilação e repulsa que engloba a arte de vanguarda brasileira; trazendo assim uma reflexão sobre a legitimidade dessa arte e a legitimidade da arte produzida no país ainda hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

REGIS GOUDEL, F. Conceito Antropofagia: vanguarda e proliferação. DAPesquisa, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 131-138, 2019. DOI: 10.5965/1808312903052008131. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/15352. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais