Problematizando gênero a partir da arte: ações educativas para o combate a discriminações e violências contra mulheres

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267732021069

Palavras-chave:

Arte, Educação, Gênero, Discriminação, Violência

Resumo

As mulheres são vitimadas por inúmeras discriminações e violências em nossa sociedade. Desse modo, é imprescindível a construção de estratégias de sensibilização da sociedade a respeito desses problemas, as quais podem contribuir para a transformação de mentalidade necessária ao efetivo enfrentamento deles. A partir da problematização da arte e de sua história, delineamos e executamos ações educativas com os objetivos de estimular uma postura reflexiva e crítica acerca das relações de gênero e incentivar o repúdio e o combate às discriminações e violências contra mulheres. Essas ações foram concebidas de modo a elucidar, a partir da discussão sobre obras, artistas e o sistema da arte de modo geral, que preconceitos, assimetrias e violências de gênero foram tanto banalizadas e reforçadas quanto expostas e combatidas por meio da arte no curso da história. Os relatos de participantes dessas ações evidenciam que as problematizações propostas despertaram novos modos de ver, fomentando importantes reflexões e discussões a respeito das estereotipações, exclusões e violências sofridas por mulheres, dentro e fora do campo da arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jocy Meneses dos Santos Junior, Universidade Federal de Goiás

Mestrando em Arte e Cultura Visual (PPGACV/UFG). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1046601120345232

E-mail: jocyjunior@discente.ufg.br

Jarlisse Nina Beserra da Silva, Universidade Federal do Maranhão

Discente do Programa de Mestrado Profissional em Educação Inclusiva (PROFEI) da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Especialista em Arte Mídia e Educação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA). Bacharela em Serviço Social pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). professora da Rede Municipal de Educação de São Luís – MA (SEMED).

Referências

ANUÁRIO BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. São Paulo: Fórum Brasileiro de Segurança Pública, v. 14, 2020. ISSN 1983-7364 versão online. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/anuario-brasileiro-seguranca-publica/. Acesso em: 19 nov. 2020.

BRASIL. Decreto nº 89.460, de 20 de março de 1984. Promulga a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, 1979. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 122, n. 56, p. 4018-4023, 21 mar. 1984.

BRASIL. Decreto nº 1.973, de 1 de agosto de 1996. Promulga a Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, concluída em Belém do Pará, em 9 de junho de 1994. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 134, n. 149, p. 14471-14472, 2 ago. 1996.

BRASIL. Decreto nº 4.377, de 13 de setembro de 2002. Promulga a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, de 1979, e revoga o Decreto nº 89.460, de 20 de março de 1984. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 179, p. 4, 16 set. 2002.

BRASIL. Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006. Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8º do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 143, n. 151, p. 1-4, 8 ago. 2006.

BUENO, Samira; BOHNENBERGER, Marina; SOBRAL, Isabela. A violência contra meninas e mulheres no ano pandêmico. In: ANUÁRIO BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. São Paulo: Fórum Brasileiro de Segurança Pública, v. 15, 2021. p. 93-109.

SANTOS JUNIOR, Jocy Meneses dos. Discutindo questões de gênero em contextos educativos a partir da arte: estereótipos, violências e resistências. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Arte, Mídia e Educação) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, São Luís, 2021b.

Downloads

Publicado

2022-03-08

Como Citar

SANTOS JUNIOR, J. M. dos; SILVA, J. N. B. da. Problematizando gênero a partir da arte: ações educativas para o combate a discriminações e violências contra mulheres. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 7, n. 3, 2022. DOI: 10.5965/24471267732021069. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/21134. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Seção temática