R/E/P: Rimador-educador-pesquisador

Autores

  • André Marques Gomes Universidade Federal de Pelotas
  • Larissa Patron Chaves Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267512019126

Palavras-chave:

Hip-Hop, educação , arte

Resumo

Este trabalho é um convite ao leitor para pensarmos juntos o movimento cultural hip-hop como forma de arte contemporânea e ferramenta de ensino e transformação social e os processos criativos do rap e os conceitos que envolvem suas construções, junto do seu possível deslocamento para campo da educação. É neste contexto que se apresenta o conceito que envolve o ato de Rimar-Educar-Pesquisar, articulando o rimador – aquele que cria música, realiza improvisos, versos e poemas, transmite a mensagem e também a recebe – o educador – aquele que ensina e aprende de forma conjunta, utiliza a pedagogia científica e empírica – e o pesquisador – aquele que utiliza-se de sua experiência, vai a campo, busca dar profundidade ao seu conhecimento, investiga, vasculha e coleta dados, através de leituras, entrevistas, e outras técnicas para buscar aquilo que precisa. Neste sentido se articula, através do hífen o Rimador-Educador-Pesquisador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Marques Gomes, Universidade Federal de Pelotas

Graduação em Artes Visuais Bacharelado pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG sob a orientação da prof.Dra. Teresa Lenzi no ano de 2014. Graduação em Artes Visuais Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG sob a orientação da Prof. Vivian Pulitsch no ano de 2016. Mestrando em Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais PPGAV da Universidade Federal de Pelotas - UFpel. Atualmente é oficineiro de Hip hop no projeto BGV rolézinhos pela Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social da cidade de Rio Grande/RS. Tem interesse e desenvolve pesquisas sobre educação, estudos culturais, história da arte, arte urbana, música     e     produção audiovisual.

http://lattes.cnpq.br/5537144352604548

Larissa Patron Chaves, Universidade Federal de Pelotas

Professora Associada do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas. Possui Graduação em Artes Visuais pela Universidade Federal de Pelotas (1995), Mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002), Doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2008), com período de atuação em estágio de doutoramento na Universidade do Porto (Portugal) entre os anos de 2005 e 2006 e Pós Doutorado em História, pelo Centro de Investigação em Ciência Política da Universidade de Évora, Portugal (2019).

http://lattes.cnpq.br/3858201697400054

Referências

DIAS, Belidson. Preliminares: A/r/tografia como metodologia e pedagogia em Artes. In: Maria das Vitórias Negrieiros do Amaral, Maria Betãnia e Silva. (Org). Conferências em Arte/Educação: Narrativas Plurais. 1ed. Recife: FAEB, 2014.

FIDÉLES, Nina. O movimento hip-hop no Brasil. São Paulo: Editora Caros Amigos, 2014.

IRWIN, Rita L. A/r/tografia: uma mestiçagem metonímica. In: Ana Mae Barbosa, Lilian do Amaral. (Org). Interterritorialidades: mídias, contextos e educação. São Paulo: Senac, 2008.

MOURA, Thiago. Resenha do rap. Pelotas: Bradamente Livros, 2017.

PILLAR, Analice. Leitura & releitura, Arte na escola. Porto Alegre, v. 1, n. 15, 1996.

RAMOS, Celia Maria Antonacci. Grafite & pichação: por uma nova epistemologia da cidade e da arte. CEART/UDESC, 2008.

Retórica. SP: Editora Edipro, 2011. Trad. Edson Bini.

Retórica.. Grafite Pichação & Cia. São Paulo: Annablume, 1994.

TAPERMAN, Ricardo. Se liga no som. São Paulo: Claro Enigma, 2015.

Downloads

Publicado

2019-04-30

Como Citar

GOMES, A. M.; CHAVES, L. P. . R/E/P: Rimador-educador-pesquisador. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 5, n. 1, 2019. DOI: 10.5965/24471267512019126. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/14808. Acesso em: 5 fev. 2023.