A Indústria Têxtil no Brasil: uma perspectiva histórica e cultural

Mayumi Fujita, Maria José Vicentini Jorente

Resumo


A trajetória histórica e cultural do setor têxtil e de confecção brasileiro demonstra que existiu e ainda existe um processo de mudança. Com a liberação comercial, que trouxe a globalização do mercado doméstico, o setor sofreu um choque estrutural; além disso, o Brasil vive uma invasão de produtos importados asiáticos. No histórico do setor têxtil, pode-se ressaltar a tecnologia como fator estratégico para mudanças e desenvolvimento, incluindo a questão da moda, que atualmente exige aderência à complexidade tecnológica dada à necessidade de assimilação de novas tendências artísticas e culturais para ressignificação contínua da cultura e mesmo da individualidade. Por outro lado, a trajetória da indústria têxtil brasileira tem história de aproximadamente 200 anos com casos de sucesso e insucesso em diferentes épocas que sofreram crises, assim como a de outros países da Europa, América do Norte e Ásia. A China aparece atualmente como o líder mundial em exportações de produtos têxteis e confeccionados. Os impactos da expansão da economia chinesa sobre a indústria têxtil brasileira começam a serem sentidos.

Palavras-chave: Indústria Têxtil; Tecnologia; Moda.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais Mayumi Fujita, Maria José Vicentini Jorente

Licença Creative Commons

      http://www.revistas.udesc.br/public/site/images/rocha1/ceart1.png