A tensão entre o sagrado e o fazer teatral

Autores

  • Alessandro Jose Oliveira Universidade do Estado de São Paulo (Unicamp), Campinas, SP
  • Grácia Navarro Universidade do Estado de São Paulo (Unicamp), Campinas, SP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102272016249

Resumo

Este artigo constitui em reflexões a respeito da lida com o sagrado nas artes cênicas contemporâneas. Partindo da montagem do espetáculo Exus, do Grupo de teatro Pindorama, discutimos questões de recepção provocadas pelo deslocamento do sagrado para o espaço profano da cena. Numa outra perspectiva, também chamamos a atenção da recepção deste mesmo aspecto do sagrado no âmbito do fazer teatral, dentro do espaço universitário. No bojo desta discussão, ancoramo-nos no arcabouço de ideias levantado pelos estudos pós-coloniais e seu argumento a respeito do aprimoramento de uma ‘epistemologia’ que leve em consideração o legado do subalterno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandro Jose Oliveira, Universidade do Estado de São Paulo (Unicamp), Campinas, SP

Pesquisador Colaborador departamento de artes. Instituto de Artes da Cena - Unicamp

Downloads

Publicado

2016-12-24

Como Citar

OLIVEIRA, A. J.; NAVARRO, G. A tensão entre o sagrado e o fazer teatral. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 27, p. 249-268, 2016. DOI: 10.5965/1414573102272016249. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/8535. Acesso em: 28 nov. 2022.