Dança como cena-grafia do saber

Autores

  • Gabriele Brandstetter Universidade Livre de Berlin
  • Tradutor - Stephan Baumgartel Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102192012103

Resumo

O presente artigo discute o lugar da dança contemporânea no
campo dos saberes humanos. Esboça a relação entre dança e escrita enquanto tentativa de fixar o momento efêmero da dança e oferecê-lo enquanto conhecimento objetivado. Contra essa tentativa, o ensaio mostra como a dança contemporânea coloca seus saberes enquanto gestos de desdefinições em relação aos campos fixos dos saberes humanos. Propõe o saber da dança como um espaço de experiências e vivências cujo objetivo é colocar em xeque tanto uma lógica estável das
linguagens cênicas quanto uma posição fixa do observador, para tornar perceptíveis os parâmetros de orientação inscritos em uma situação cultural e cênica. Os saberes da dança revelam, assim, sua afinidade com outras mudanças paradigmáticas no campo dos saberes científicos.

Biografia do Autor

Gabriele Brandstetter, Universidade Livre de Berlin

Professora de Estudos em Teatro e Dança na Universidade Livre de Berlin (Freie Universität Berlin), na Alemanha, desde 2003. Sua área de pesquisa inclui teoria da performance, conceitos de corpo, imagem e movimento em literatura, imagem e performance, história e estética da dança do século XVII ao presente, bem como dança, teatralidade e gênero. Doutora pela Universität Bayreuth, Alemanha.

Tradutor - Stephan Baumgartel, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Professor doutor do CEART/UDESC

Downloads

Publicado

2019-12-07

Como Citar

BRANDSTETTER, G.; BAUMGARTEL, T. .-. S. Dança como cena-grafia do saber. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 19, p. 101-111, 2019. DOI: 10.5965/1414573102192012103. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/3195. Acesso em: 25 jul. 2021.

Edição

Seção

Traduções