Correspondências flutuantes: o butoh na voz das mulheres em Abya Yala

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/14145731033920200213

Palavras-chave:

Butoh. Dança pessoal. Mitopoética feminina. Memória. Coronavírus.

Resumo

Este trabalho parte de correspondências eletrônicas trocadas com as dançarinas de butoh Eugenia Vargas (México) e Susana Reyes (Equador) em meio à crise pandêmica do coronavírus no mundo. Inquietações compartilhadas com as artistas buscaram fomentar autorreflexões acerca de suas práticas no butoh, que são aqui analisadas a partir de um entrelaçamento teórico inscrito no trânsito Abya Yala-Japão. A abordagem persegue pistas que permitem organizar um conjunto de ideias acerca das qualidades e das potências do corpo, trabalhadas por ambas, e refleti-lo como uma possível hipótese evidenciada pela troca de cartas. Os achados corroboram o corpo como um lugar expressivo, íntimo e gerador de mitopoéticas, vistas como dança pessoal, experimentadas e tecidas a partir de relações com suas próprias culturas e ancestralidades em face da informação estrangeira.  

Biografia do Autor

Sandra Corradini, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutoranda e mestre em Dança pela Universidade Federal da Bahia, bacharel em Dança pela Unicamp. Fisioterapeuta residente no Programa Multiprofissional em Neurologia, em Salvador/BA. Artista e colaboradora do Núcleo Cuerpo Fluctuante (Brasil-Peru).

Simone Mello, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Mestre em Dança e pós-graduada (especialização) em Estudos Contemporâneos de Corpo pela Universidade Federal da Bahia, licenciada em Dança pela Universidade Paulista de Artes. Bailarina e fundadora do Núcleo Cuerpo Fluctuante (Brasil-Peru).

Referências

BAIOCCHI, Maura. Butoh: dança veredas d’alma. São Paulo: Palas Athena, 1995.

CORRADINI, Sandra; MELLO, Simone. Correspondência I. [mensagem pessoal]. Mensagem enviada por 20 abr. 2020.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FUGANTI, Luiz. Corpo em devir. Revista Sala Preta, São Paulo, v. 7, p. 67-76, 2007.

GITTI, Gustavo. Ailton Krenak sobre como adiar o fim do mundo. O Lugar: práticas de transformação, 2020. Disponível em: https://olugar.org/ailton-krenak-sobre-como-adiar-o-fim-do-mundo/. Acesso em: 21 jun. 2020.

GREINER, Christine. Butô(s) na América Latina: uma reflexão crítica. São Paulo: Fundação Japão, 2013.

GREINER, Christine. O corpo em crise: novas pistas e o curto-circuito das representações. São Paulo: Annablume, 2010.

GREINER, Christine. O colapso do corpo a partir do ankoku butô de Hijikata Tatsumi, 2005. Disponível em: https://www.japonartesescenicas.org/ankokubutoh.pdf Acesso em: 31 ago. 2020.

HANDA, Francisco. Kabuki: uma forma de teatro popular estilizado. In: Cultura Japonesa. Disponível em: http://www.culturajaponesa.com.br/index.php/diversos/teatro/kabuki/ . Acesso em: 31 ago. 2020.

HIJIKATA, Tatsumi. To prison. TDR, TDR – The Drama Review, Cambridge, v. 44, n. 1, Spring, 2000.

KATZ, Helena. Um movimento das entranhas para a pele. O Estado de São Paulo. 19 nov. 1994. Disponível em: http://www.helenakatz.pro.br/midia/helenakatz101219757750.jpg. Acesso em: 31 ago. 2020.

NANAKO, Kurihara. Hijikata Tatsumi: As Palavras de Butoh. TDR, v. 44, n. 1, 1988.

PASSOS, Eduardo; KASTRUP, Virgínia; TEDESCO, Silvia. A experiência cartográfica e a abertura de novas pistas. In: PASSOS, Eduardo; KASTRUP, Virgínia; TEDESCO, Silvia. Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade, vol. 2. Porto Alegre: Sulina, 2014, p. 7-14.

PERETTA, Éden. O soldado nu: origens da dança butô. Perspectiva: São Paulo, 2015.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. Abya Yala. Enciclopédia Latino Americana, 2015a. Disponível em: http://latinoamericana.wiki.br/verbetes/a/abya-yala. Acesso em: 21 jun. 2020.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. Pela vida, pela dignidade e pelo território: um novo léxico teórico político desde as lutas sociais na América Latina/Abya Yala/Quilombola. Polis, Revista Latino Americana, v. 14, n. 41, 2015b.

REYES, Susana. Info de Susana Reyes [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por . 26 maio. 2020.

REYES, Susana. Susana cumple 45 años de labor artística en la danza. La Hora Quito, Quito, 06 mar. 2019. Disponível em: https://www.lahora.com.ec/cotopaxi/noticia/1102227015/susana-reyes-cumple-45-anos-de-labor-artistica-en-la-danza. Acesso em: 21 jun. 2020.

ROCHA, Diego Augusto Pereira da. Butoh: o artesão de si mesmo. Belém, 2018. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Artes, Instituto de Ciências das Artes, Universidade Federal do Pará, 2018.

SAID, Edward W. Orientalismo: o oriente como invenção do ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

SADOCK, Benjamim J., SADOCK, Virgínia A., RUIZ, Pedro. Compêndio de psiquiatria: ciência do comportamento e da psiquiatria clínica. 11ª ed. Porto Alegre: Artemed, 2017.

VARGAS, Eugenia. Correspondência I [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por 01 maio. 2020.

VIEIRA, Jorge de Albuquerque. Ciência: formas de conhecimento – arte e ciência uma visão a partir da complexidade. Fortaleza: Expansão, 2007.

YOKOYAMA, Ana Cristina. O campo onde brotou o butoh: antes do filho, o pai. In: Anais do IV Encontro de Pós-Graduandos em Estudos Japoneses, Anais. São Paulo: FFLCH/USP, 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

CORRADINI, S.; MELLO, S. Correspondências flutuantes: o butoh na voz das mulheres em Abya Yala. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 39, p. 1-21, 2020. DOI: 10.5965/14145731033920200213. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/18097. Acesso em: 28 jul. 2021.