Tramas dramáticas: as redes teatrais brasileiras entre o sistema moderno e o sistema de indicadores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102322018519

Resumo

O presente ensaio recupera a noção de “sistema teatral” – associada à figura de Décio de Almeida Prado – com a finalidade de refletir a respeito da necessidade de um enfoque sistêmico do teatro brasileiro no âmbito do Capitalismo Cognitivo cadenciado por políticas recentes de austeridade. Para isso, contextualiza os esforços de Prado em relação a seus pares, discípulos e questionadores, passando em seguida a justapor o sistema moderno ao sistema contemporâneo de indicadores culturais. Compreendendo a insuficiência das análises econômicas para um diagnóstico adequado da produção teatral do país, o ensaio termina com a proposição de um enfoque sob o paradigma sociotécnico das redes teatrais.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Silvestre Friques, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, RJ

Manoel Silvestre Friques é Teórico do Teatro (UNIRIO) e Engenheiro de Produção (UFRJ). Doutor em História no Programa de História Social da PUC-Rio, foi Visiting Scholar da Columbia Univeristy (2015-16), é Mestre em Artes Cênicas pela UNIRIO. Professor da Escola de Engenharia de Produção da UNIRIO, deu aulas, entre 2008 e 2013, nos cursos de Design de Moda e Artes da Faculdade SENAI Cetiqt. Publicou o livro de críticas Seis Chaves (EAV, 2012) e ensaios nas revistas Concinittas, Poeisis, Arte & Ensaios, Percevejo, Urdimento, E-compós, dentre outras. Dentre suas últimas curadorias destacam-se "Bailado no Tempo", individual de Juana Amorim (Centro de Justiça Federal, 2017), "Lúmens" (Furnas Espaço Cultural), "Incorpóreo" (Centro de Justiça Federal), ambas individuais de João Penoni em 2013; "Brazo de Monte", exposição individual de Andrés Boero Madrid, no Uruguai em 2014; e as exposições coletivas "Coisas Vistas Aqui e Ali, Sem Óculos" e "Curadoria Operária" (ambas no Espaço Cultural Sergio Porto, 2014).

Downloads

Publicado

2018-09-11

Como Citar

FRIQUES, Manoel Silvestre. Tramas dramáticas: as redes teatrais brasileiras entre o sistema moderno e o sistema de indicadores. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 32, p. 519–541, 2018. DOI: 10.5965/1414573102322018519. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573102322018518. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Fluxo Continuo