O invasivo vazio

Autores

  • Cristina Santaella Braga UNICAMP
  • Lucia Santaella Braga PUC-SP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101222014133

Resumo

Neste artigo, a dança indiana clássica Odissi é descrita nos seus principais atributos e, a partir da iniciativa de Martinez, é comparada ao Kabuki. Encontramos no vazio o ponto de conexão entre ambas, Odissi e Kabuki. Uma vez que a dança Odissi nos foi apresentada no contexto de uma experiência vivida, as teorizações do psicanalista Jacques Lacan sobre o zen foram de grande valia para orientar a interpretação dessa vivência, aqui compreendida à luz do inescapável vazio que caracteriza o limite do saber com que a arte nos surpreende e inquieta.

Palavras-chave: Odissi, Kabuki, vazio, zen, psicanálise lacaniana

Biografia do Autor

Cristina Santaella Braga, UNICAMP

Departamento de Artes da cena do Programa de Pós Graduação Do Insituto de Artes

Downloads

Publicado

2014-06-26

Como Citar

BRAGA, C. S.; BRAGA, L. S. O invasivo vazio. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 22, p. 133 - 144, 2014. DOI: 10.5965/1414573101222014133. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101222014133. Acesso em: 30 jul. 2021.

Edição

Seção

Fluxo Continuo