Mapas mentais e painéis de imagem: o estudo semiológico na definição do conceito em Moda

Autores

  • Camila Konradt Pereira
  • Anne Anicet Ruthschilling

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630212018131

Resumo

Este trabalho apresenta uma proposta metodológica para o desenvolvimento de mapas mentais e painéis de imagens a partir da leitura da análise semiológica saussuriana e de metodologias projetuais. O problema deste artigo surge da inserção de conteúdos teóricos em disciplinas de projeto e da necessidade de dinâmicas que permitam a construção conjunta de conhecimentos, além da elaboração do projeto com base em uma aprendizagem significativa. Para tanto, buscou-se aliar o estudo da semiologia à utilização de mapas mentais em metodologias de design com vistas à definição de parâmetros para a formulação do conceito do projeto. Como resultado, apresentamos a aplicação das etapas de desenvolvimento identificadas no estudo para a geração do conceito e das imagens inspiracionais de uma coleção por estudantes de projeto de moda de um curso de graduação em Design de Moda de uma faculdade privada do Brasil.

Biografia do Autor

Camila Konradt Pereira

Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela UNISINOS. Graduada em Tecnologia- Moda e Estilo pela UCS. Foi professora dos cursos de Graduação de Design de Moda da UCPEL e UNIRITTER. Áreas de interesse: Comunicação, Design, Estética.

Anne Anicet Ruthschilling

Doutora em Design pela Universidade de Aveiro com pesquisa na área de design e desenvolvimento de moda sustentável. Possui Mestrado em Design e Marketing do Vestuário pela Universidade do Minho (2009), Bacharelado em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004) e Graduação em Tecnólogo em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul (1999). É sócia gerente da Anne Anicet Confecções e Serviços em Moda e Estilo Ltda (AA Moda), sendo responsável pela criação e produção da marca Contextura.

Referências

BARTHES, Roland. Elementos da semiologia. 19.ed. São Paulo: Cultrix. 2012. 120 p.

BROEGA, Ana Cristina; MAZZOTTI, Karla. 2014. Metodologias facilitadoras da criatividade em design aplicadas à moda: uma experiência académica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN. 11, Gramado. Blucher Design Proceedings, Gramado, P&D, Vol.4, n.1, p. 1-9. 2014.

FEDRIZZI, Carla Link; HALPERN, Marcelo; MACHADO, Taís Lagranha; GERENDA, Felipe. O moodboard como ferramenta metaprojetual: um estudo sobre o caso Smart! In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO EM DESIGN. 11, Gramado. Blucher Design Proceedings, Gramado, P&D, Vol.4, n.1, p. 1-12. 2014.

CHOKLAT, Aki. Design de sapatos. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2012. 192 p.

GOBÉ, Marc. "Let's brandjam to humanize our brands". In: LOCKWOOD, Thomas. Design thinking: integrating innovation, customer experience, and brand value. New York: Allworth Press, 2010. 285 p.

GOMES, Luiz Antônio Vidal de Negreiros. Criatividade: projeto < desenho > produto. 3. ed. Santa Maria, RS: sCHDs, 2004. 122 p.

KRAMPEN, Martin. Semiotics in Architecture and Industrial / Product Design. In: MARGOLIN, Victor; BUCHANAN, Richard (Ed.). The idea of design. Cambridge, Mass: MIT Press, 1995. xxii, 285 p.

LOCKWOOD, Thomas (Ed.). Design thinking: integrating innovation, customer experience and brand value. New York: Allworth, 2010. 285 p.

MCDONAGH, Deana. Exploring the degree to whichindividual students share a common perception of specific mood boards: observations relating to teaching, learning and team-based design. Design Studies Elsevier Ltd., Vol.26, n.1, p. 35-53. Jan. 2005.

NORMAN, Donald A. Design Emocional: por que adoramos (ou detestamos) os objetos do dia-a-dia. Donald A. Norman; Tradução de Ana Deiró. Rio de Janeiro: Rocco, 2008. 278 p.

OSTERWALDER, Alexander; PIGNEUR, Yves. Business model generation - Inovação em modelos de negócios: um manual para visionários, inovadores e revolucionários. Rio de Janeiro: Alta Books, 2011. 281 p.

PENN, Gemma. 2014. Análise semiótica de imagens paradas. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George (Ed.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 12. ed. Petrópolis: Vozes, [2008]. 516 p.

PEREZ, Clotilde. Signos da marca: expressividade e sensorialidade. São Paulo: Pioneira Thomson, 2004. 174 p.

POZO, J. I. Teorias cognitivas da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

RAYMOND, Martin. Tendencias: qué son, cómo identificarlas, en qué fijarnos, cómo leerlas. Barcelona: Promopress, 2010. 214 p.

RUIZ, José Mário Martinez. Arte e Moda conceitual: uma reflexão epistemológica. Revista Cesumar - Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. vol.12, n.1, p. 123-134, jan/jun. 2007.

SANCHES, Maria Celeste de Fátima; MARTINS, Sérgio Reis Moreira. Projetando mensagens visuais: a contribuição das ferramentas de síntese imagética no design de moda. Revista Estudos em Design (online). vol. 23, n.1, p. z108-117. 2015.

SANCHES, Maria Celeste de Fátima; MIOTTO, Thassiana de Almeida; ORTUÑO, Bernabé Hernandis; MARTINS, Sérgio Regis Moreira Martins. Bases para o ensino/aprendizagem de projeto no design de moda: conectando diretrizes didáticas e estratégias metodológicas. Revista Moda Palavra. Ano 9, n.17, p. 119-144. jan-jun. 2016.

SANTAELLA, Lúcia. 1986. O que é semiótica. 4. ed. São Paulo: Brasiliense. 114p.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. 28. ed. Cultrix: São Paulo, 2012. 312 p.

SIBBET, D. 2013. Reuniões visuais: como gráficos, lembretes autoadesivos e mapeamento de ideias podem transformar a produtividade de um grupo. Rio de Janeiro, Alta Books, 292 p.

SORGER, Richard; UDALE, Jenny. Fundamentos de design de moda. Porto Alegre: Bookman, 2009. 176 p.

TREPTOW, Doris. Inventando moda: planejamento de coleção. 3. ed. Brusque: Ed. do Autor, 2005. 212 p.

VOLLI, Ugo. Manual de semiótica. Edições Loyola: São Paulo, 2007. 338 p.

Downloads

Publicado

2018-02-01

Como Citar

PEREIRA, C. K.; RUTHSCHILLING, A. A. Mapas mentais e painéis de imagem: o estudo semiológico na definição do conceito em Moda. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 131-148, 2018. DOI: 10.5965/25944630212018131. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/11672. Acesso em: 27 jan. 2022.