O ator no teatro de rua: Reconstrução do imaginário cênico em espaços públicos: O Grupo de Teatro Menestrel Faze dô, de Lages / Santa Catarina

Autores

  • Loren Fischer Schwalb Udesc
  • Vera Collaço Udesc

DOI:

https://doi.org/10.5965/10.5965/1808312902042007135

Palavras-chave:

espaços teatrais, espaços alternativos, ator

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar o projeto de pesquisa que futuramente constituirá minha dissertação de mestrado no Programa de Pós-Graduação de Mestrado em Teatro. O tema central da pesquisa é definido pela problemática do trabalho do ator no espaço urbano através da investigação do trabalho do Grupo Menestrel Faze dô, de Lages/SC, na década de 1990.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRUGGER, Ricardo José Cardoso. Espaço Cênico – Espaço Urbano. Anais do II Congresso Brasileiro de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas, 2001.

CARREIRA, André. Reflexiones Sobre El Teatro Contemporáneo. Revista Los Rabdomantes. Buenos Aires:USAL, s/d.

CRUCIANI, Fabrizio; FALLETTI,Clélia. Teatro de Rua. São Paulo: Haucitec.1999.

CHARTIER, Roger. A História Cultural – Entre Práticas e Representações. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, s/d.

CHARTIER, Roger. Cultura Escrita, Literatura e História. Porto Alegre: Artmed, 2001.

GUINSBURG, J.; FARIA, João Roberto; LIMA, Mariângela Alves de (Coord.). Dicionário do Teatro Brasileiro: temas, formas e conceitos. São Paulo: Perspectiva: SESC/SP, 2006.

LIMA, Evelyn Furquim Werneck. Das Vanguardas à Tradição: Arquitetura, Teatro & Espaço Urbano. Rio de Janeiro, 7Letras, 2006.

PAVIS, Patrice. Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

PESAVENTO, Sandra Jatahy (Coord.). O Espetáculo da Rua. Porto Alegre: UFRGS, 1996.

_______. História & História Cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

Downloads

Publicado

2019-11-26

Como Citar

SCHWALB, L. F.; COLLAÇO, V. O ator no teatro de rua: Reconstrução do imaginário cênico em espaços públicos: O Grupo de Teatro Menestrel Faze dô, de Lages / Santa Catarina. DAPesquisa, Florianópolis, v. 2, n. 4, p. 135-142, 2019. DOI: 10.5965/10.5965/1808312902042007135. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/16089. Acesso em: 30 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Cênicas