Renitências da imagem

Autores

  • Rosângela Miranda Cherem UDESC
  • Jefferson W.Kielwagen UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312903052008162

Palavras-chave:

História da Arte, Imagem, Anacronismo, Ornamento

Resumo

O presente artigo apresenta uma série de imagens pertencentes ao arsenal da História da
Arte, problematizando algumas complexidades que envolvem sua abordagem. Em contraposição
aos procedimentos de generalização e homogeneização, considera-se a composição serial como
possibilidade para pensar a repetição que surge como diferença, bem como o recurso de montagem
como operação que conjuga diversas temporalidades. Também está contemplada tanto uma reflexão
sobre o ornamento como um modo de remeter aos efeitos tácteis e ultrapassar a mera representação
visual, como o empilhamento enquanto tentativa para preencher o que ultrapassa a obra e encobre o
vazio e o informe. O fragmento, enfim, é considerado como desintegração e re-configuração de
mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

CHEREM, R. M.; W.KIELWAGEN, J. Renitências da imagem. DAPesquisa, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 162-173, 2019. DOI: 10.5965/1808312903052008162. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/15357. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)