A coleção como acontecimento

Autores

  • Marina Rieck Borck Udesc
  • Sandra Mackowiecky Udesc

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312904062009199

Palavras-chave:

academicismo e modernismo, acervo afetivo, Santa Catarina, sensibilidades e percepções.

Resumo

Este artigo pretende tratar do acervo de pinturas pertencente aos escritores Salim Miguel e Eglê, constituído naturalmente ao longo da vida, dos contatos, das trocas, das contingências e das escolhas feitas pelos donos da coleção. Interessa pensar uma galeria de imagens colhidas ao longo do percurso artístico-literário de pessoas que contribuíram ativamente para a implementação do chamado Movimento Moderno na capital de Santa Catarina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-11-12

Como Citar

RIECK BORCK, M.; MACKOWIECKY, S. A coleção como acontecimento. DAPesquisa, Florianópolis, v. 4, n. 6, p. 199-212, 2018. DOI: 10.5965/1808312904062009199. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/14172. Acesso em: 3 ago. 2021.

Edição

Seção

Artes Visuais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)