Teatro dialético como prática pedagógica em comunidade

Autores

  • Aline Porto Quites Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Márcia Pompeo Nogueira Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312906082011012

Palavras-chave:

Brecht, contradições, comunidade, criação teatral

Resumo

O presente trabalho estuda a perspectiva brechtiana num contexto teatral comunitário, mais precisamente investiga aspectos do teatro dialético presentes no processo criativo da peça Relações em conflito. A peça, de um lado, foi criada com o objetivo de gerar um trabalho cênico no qual os integrantes do grupo de teatro da comunidade da Tapera pudessem se reconhecer e refletir de forma mais aprofundada sobre as relações e os processos que modificam sua comunidade. De outro lado, a montagem era uma oportunidade para os facilitadores, integrantes do grupo Fofa, participarem de um processo conjunto que partisse de uma investigação dos interesses e características da comunidade e gerasse uma criação teatral. Dessa forma, o processo aqui analisado foi construído a partir da interação entre estes dois grupos. Partindo da apresentação de nosso entendimento do teatro brechtiano, envolvendo os conceitos de teatro épico, contradição, conflito e distanciamento, neste artigo são analisados os aspectos brechtianos presentes nas diferentes fases do processo criativo de Relações em conflito, que inclui: a fase de pesquisa na comunidade; a fase de construção da dramaturgia e montagem; e a fase das apresentações. Complementarmente, apontamos a proximidade do teatro dialético com o pensamento de Paulo Freire e a idéia de conscientização e dialogismo. Os dois autores fundamentam a análise dos personagens e suas ações, e do significado da peça na comunidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-25

Como Citar

QUITES, A. P.; NOGUEIRA, M. P. Teatro dialético como prática pedagógica em comunidade. DAPesquisa, Florianópolis, v. 6, n. 8, p. 012-022, 2018. DOI: 10.5965/1808312906082011012. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13988. Acesso em: 30 jul. 2021.

Edição

Seção

Artes Cênicas