Preservação da saúde infantil no ensino do piano

Autores

  • Maria Bernardete Castelan Póvoas UDESC
  • Mariana Costa Chamas Tabacow UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312907092012308

Palavras-chave:

ensino do piano para crianças, formação óssea, cinesiologia

Resumo

Neste artigo são abordados fundamentos teóricos de estudos anátomo-fisiológicos do corpo humano, os quais podem auxiliar no ensino de piano para crianças. Através do conhecimento destes, o professor compreende basicamente os processos corporais pelos quais a criança passa e torna-se sensível à observação e análise de características apresentadas por cada aluno, o que intervém significativamente na maneira com a qual o ensino é procedido. Essa pesquisa resultou de um levantamento bibliográfico onde foram exploradas algumas das áreas que estudam os aspectos anátomo-fisiológicos do homem. As principais fontes de pesquisa aqui utilizadas foram as publicações de Marcondes (1980) e Rasch (1991). A primeira parte do trabalho é constituída de uma introdução sobre o processo de formação e desenvolvimento ósseo na infância, seguida de uma breve inserção na área de cinesiologia (segunda parte). A conexão desses estudos sobre o corpo humano com o ensino do piano encontra-se na terceira e última parte, na qual são apontados e discutidos alguns fatores que devem ser pré-avaliados pelo professor do instrumento, sempre de acordo com as características de cada aluno. Concluiu-se que a consciência destes aspectos é de grande importância para o ensino bem-sucedido do piano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-23

Como Citar

CASTELAN PÓVOAS, M. B.; TABACOW, M. C. C. Preservação da saúde infantil no ensino do piano. DAPesquisa, Florianópolis, v. 7, n. 9, p. 308-322, 2018. DOI: 10.5965/1808312907092012308. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13964. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Música