PROGRAMA QUÍMICA NA EDUCAÇÃO

Autores

  • Tatiana Comiotto Menestrina UDESC

Resumo

Critica-se muito o modelo tradicional de educação, e, cada vez mais, é necessário que as escolas adotem novas metodologias e que assumam novas práticas de ensino. Um novo paradigma educacional propõe desenvolver ações, junto às crianças e adolescentes, que ultrapassem as fronteiras da fragmentação do saber, transcendam o “conteudismo” conservador das práticas das salas de aula e propõe novos rumos pedagógicos inseridos em modelos epistemológicos que ressaltam a capacidade de criar, de construir e de se harmonizar com o universo. Além disso, o mundo contemporâneo traz desafios significativos na busca de novas tecnologias por meio das contextualizações, atualizações, ampliações e melhorias do fazer docente. A proposta contida nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) de trabalhar a partir de temas geradores e tendendo a interdisciplinaridade gerou a necessidade de meios de capacitação inicial e continuada de professores e de materiais didáticos em sintonia com esta proposta. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM) salientam que as ciências são importantes na formação do cidadão. Porém, o conhecimento científico deve ser trabalhado em íntima relação com as aplicações tecnológicas e suas implicações ambientais, sociais, políticas e econômicas. O Programa de Extensão Química na Educação trabalha esta relação e propõem ações dentro dos seus 3 (três) projetos: Química no Ensino Fundamental, Materiais Didático-pedagógicos para o Ensino de Química e Portal da Química. As ações visam tanto a formação continuada como a formação inicial de professores e, através do Portal, as ações dos projetos são divulgadas e compartilhadas.

Biografia do Autor

Tatiana Comiotto Menestrina, UDESC

Pedagoga Mestre em educação Doutora em Educação Científica e tecnológica prof. de Psicologia da Educação

Downloads

Publicado

2014-09-30

Como Citar

MENESTRINA, T. C. PROGRAMA QUÍMICA NA EDUCAÇÃO. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 131-136, 2014. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/4541. Acesso em: 29 jul. 2021.