Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição deve ser Original e Inédita, e não estar sendo avaliada para publicação em outra revista. Caso contrário, dever-se justificar em Comentários para o Editor.
    Os arquivos para Submissão estão em formato Word (doc. ou docx).
    URLs (Links) para referências estão informadas quando necess´ário.
    O texto segue todas as diretrizes, normas, padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores.

Diretrizes para Autores

SUBMISSÕES ONLINE

Já possui um login/senha de acesso à revista Cidadania em Ação?
ACESSO

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

“Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura” publica trabalhos inéditos, que contribuam para o estudo e o desenvolvimento científico, Extensionista e da Cultura, em português, inglês ou espanhol. Ver Template.

Em forma de Artigos, Comunicações, Resenhas, Dossiês Temático e Relatos de Experiência, descritos como:

a)Artigos: Devem ser originais e inéditos. Compreende textos que contenham relatos completos de estudos ou ações de Extensão concluídas. Os artigos devem conter até 25 laudas, incluindo t´ítulo, resumos, tabelas, figuras, quadros, mapas, notas e referências.

Por ações de Extensão entende-se: Programas, Projetos, Cursos, Eventos e Prestação de Serviços.

b)Comunicação: Relatos breves sobre tema relevante da atualidade na área de extensão e  Cultura de caráter inédito e original.

c)Resenhas: compreende análises críticas de livros, de periódicos recentemente publicados, sobre assuntos correlatos a extensão.

d)Dossiês Temático: compreende textos que contenham relatos sobre um determinado tema, escrito por autores convidados. Os artigos devem conter até 25 laudas, incluindo t´ítulo, resumos, tabelas, figuras, quadros, mapas, notas e referências.

e)Relatos de Experiências: relatos breves, acerca de experiências vivenciadas na extensão.

Comunicação, Resenhas e Relatos de Experiência devem conter no máximo 13 laudas, incluindo t´ítulo, resumos, tabelas, figuras, quadros, mapas, notas e referências.

 

1 ESTRUTURA DOS TRABALHOS 1.1 Elementos pré-textuais

a) Título – Deve ser conciso e claro expressando o conteúdo do tema, sendo o subtítulo dedicado às suas delimitações. O título deverá ser apresentado em letras maiúsculas, e o subtítulo em letras minúsculas com exceção de nomes próprios e siglas em fonte Times New Roman, tamanho 16, em negrito e centralizado. Os artigos submetidos em português deverão ter título no idioma original, em inglês e espanhol. Os artigos submetidos em espanhol deverão ter título no idioma original e em inglês.

b) Autores –  Não Informar o nome do(s) autor(es). Os nomes dos autores serão acrescentados somente após avaliação e aprovação do manuscrito em sua edição final pelos editores da Revista.

c) Resumo – Os artigos submetidos em português deverão ter resumo no idioma original, em inglês (Abstracts) e espanhol (Resumen). Fonte 11, espaço simples.

Os artigos submetidos em espanhol deverão ter resumo no idioma original, inglês (Abstracts) e espanhol.

O resumo deve conter no máximo 500 palavras, fonte Times New Roman, tamanho 11, com entrelinhamento simples e precedido da palavra Resumo e seguido das palavras-chave.

Segundo o Manual UDESC (2016) o Resumo deve “[...] descrever de forma clara e sintética a natureza do trabalho, o objetivo, o método, os resultados e as conclusões, visando fornecer elementos para o leitor decidir sobre a consulta do trabalho no todo. O resumo deve: a) ser iniciado com frase significativa, explicando o tema principal do documento; b) ser redigido em parágrafo único em linguagem clara e objetiva, sem recuo de parágrafo na primeira linha; c) o uso dos verbos deve ser na voz ativa, utilizar de preferência a 3ª pessoa do singular; d) ser inteligível por si mesmo (dispensar a consulta ao trabalho); e) evitar a enumeração de tópicos; f) evitar repetição de frases inteiras do trabalho; g) respeitar a ordem em que as ideias ou fatos são apresentados; h) evitar o uso de parágrafos, frases negativas, abreviaturas, fórmulas, diagramas, quadros, equações, etc.; i) evitar o uso de símbolos e contrações que não sejam de uso comum.”.

Palavras-chave – Descritores (Termos indicativos) do conteúdo do manuscrito. Destacar no mínimo três e no máximo cinco palavras-chave, separando cada termo por ponto que deverão ser precedidos do termo Palavras-chave.

Separar as palavras-chave do resumo, com um espaço em branco. A apresentação e a redação do resumo devem seguir os requisitos estipulados pela ABNT/NBR 6028, 2003.

Exemplo de resumo:

Resumo

Este artigo apresenta os aspectos da catalogação e do Resource Description and Access (RDA) e suas contribuições teóricas sobre as novas diretrizes para a catalogação de recursos informacionais, que tem seu foco voltado para o ambiente digital. Apresenta o atual panorama de discussões teóricas ocorridas no período de 2010 a 2014 entre os especialistas da área. Analisa a literatura nacional e a internacional no que tange à catalogação e temas correlatos, incluindo-se o RDA. A pesquisa configura-se como bibliográfica, do tipo levantamento. Os dados foram analisados por categorização, por meio da leitura e análise dos resumos e das palavras-chaves de artigos. Os resultados da busca nacional e internacional apresentaram temas semelhantes. Foram reunidos em nove grupos distintos: capacitação; catálogos; controle de autoridades; implementações; modelos conceituais; RDA; tecnologia; tratamento descritivo de recursos; e tratamento temático de recursos. Identificou-se que em algumas temáticas, as publicações brasileiras sobressaem como, por exemplo, acerca dos modelos conceituais e do tratamento descritivo, embora com relação ao tema RDA, a produção internacional tem maior destaque.

Palavras-chave: Catalogação. RDA. Modelos Conceituais. Catálogos.

Abstract

It presents aspects of cataloging and the Resource Description and Access (RDA) and its theoretical contributions on the new guidelines for the collection of information resources, which have their focus to the digital environment. It presents the current situation of theoretical discussions that took place in the period 2010 to 2014 among specialists. Analyzes the national and international literature regarding the cataloging and related topics, including the RDA. The research appears as literature, the survey type. Data were analyzed by categorization, through reading and analysis of abstracts and keywords of articles. The results of national and international search had similar themes. Its were assembled into nine groups: training; catalogs; authority control; implementations; conceptual models; RDA; technology; descriptive treatment resources; and thematic treatment resources. It was identified that in some themes, Brazilian publications stand as, for example, about conceptual models and descriptive treatment, although with regard to RDA subject, the international production stands out.

Keywords: Cataloging. RDA. Conceptual Models. Catalog.

 

Resumen

Este artículo presenta los aspectos de catalogación y descripción y acceso de recursos (RDA) y sus aportes teóricos sobre las nuevas pautas para la catalogación de recursos de información, que tiene como foco el entorno digital. Presenta el panorama actual de las discusiones teóricas que tuvieron lugar entre 2010 y 2014 entre especialistas en la materia. Analiza la literatura nacional e internacional sobre catalogación y temas relacionados, incluida la RDA. La investigación se configura como bibliográfica, del tipo encuesta. Los datos fueron analizados por categorización, leyendo y analizando los resúmenes y palabras clave de los artículos. Los resultados de la búsqueda nacional e internacional presentaron temas similares. Fueron agrupados en nueve grupos diferentes: formación; catálogos; control de autoridades; implementaciones; modelos conceptuales; RDA; tecnología; tratamiento descriptivo de los recursos; y tratamiento temático de los recursos. Se identificó que en algunos temas destacan las publicaciones brasileñas, por ejemplo, sobre modelos conceptuales y tratamiento descriptivo, aunque en relación al tema RDA, la producción internacional tiene mayor protagonismo.

Palabras clave: Catalogación. RDA. Modelos conceptuales. Catálogos.

 

1.2 Elementos Textuais

a) Texto

Corpo do manuscrito deve estar estruturado de forma que apresente a introdução, o desenvolvimento, a metodologia e a conclusão. Para as citações de texto utilizar o sistema autor, data, e listar no final do texto as referências em ordem alfabética. No caso de divisão em seções, sua ordenação deverá seguir o sistema de numeração progressiva. O texto deverá ser apresentado utilizando a fonte Times New Roman, tamanho 12, com espaço 1,5 com entrelinhas. Imagens, gráficos e tabelas devem ser incluidos somente no corpo do texto.

Diretrizes para submissão (Todos os itens obrigatórios)

•A contribuição deve ser original e inédita, e não estar sendo avaliada para publicação por outra revista; não sendo o caso, justificar em "Comentários ao Editor".

•Os arquivos para submissão estão em formato Word para avaliação e em PDF após aprovação para publicação.

  • As figuras devem estar em jpeg ou png.

•Todos os endereços "URL" no texto (ex.: http://pkp.ubc.ca) estão ativos.

•O texto segue os requisitos de formatação da revista segundo as Diretrizes do autor, encontradas na seção "Sobre" a revista.  Todos os autores citados no texto, devem constar obrigatoriamente nas referências.

1.3 Exemplos de citação na lista final de referências (ABNT NRB 6023 de 2018) a) artigos em periódicos

ALBUQUERQUE, U. P.; ANDRADE, L. H. C. Uso de recursos vegetais da Caatinga: o caso do agreste do estado de Pernambuco. Interciência, Caracas, v. 2, n. 28, p. 336-346, 2002.

FARGE, Alerte. Alerta nas escolas de educação básica: bullying. Educação em Revista, Rio de Janeiro, v. 25, n.4, p. 15-25, nov. 2016.

b) livros na íntegra

OLIVER, C. Introdução à RDA: um guia básico. Brasília: Briquet de Lemos, 2011.

PONTES, B.R. Administração de cargos e salários: carreira e remuneração. 12. ed. São Paulo: LTr, 2007. 405 p. Disponível em: http://www.parceirosdolivro.com.br/materias. php?cd_secao=12>. Acesso em: 12 maio 2015.

SPODECK, B.; SARACHO, O. N. Ensinando crianças de três a oito anos. Porto Alegre: Artmed, 1998. 1 CD-ROM.

TERRA, A.; MISSIONEIRO, P. Do plantio à colheita: técnicas familiares. Porto Alegre: Veras, 1994. 246 p.

c) capítulo de livros

CARDOSO, P. de J. F.; AMARAL, T. C. do. Descolonização e África contemporânea. In: CARDOSO, P. de J. F.; RASCKE, K. L. (Org.). Formação de professores: produção e difusão de conteúdos sobre a história e cultura afro-brasileira e africana. Florianópolis: Dioesc, 2014. p. 154-165.

LIMA, J. L. O.; ALVARES, L. Organização e representação da informação e do conhecimento. In: ALVARES, Lilian (Org.). Organização da informação e do conhecimento: conceitos, subsídios interdisciplinares e aplicações. São Paulo: B4 Editores, 2012. p.21-48.

d) Teses, dissertações e monografias

FARIA, P. E. P. Uso de biomarcadores de estresse oxidativo no berbigão Anomalocardia brasiliana (GMELIN, 1971) para avaliação de poluição aquática em dois sítios em Florianópolis - Santa Catarina - BRASIL. 2008. 37 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. 2008.

e) Publicações em Congressos, Reuniões Científicas, Simpósios, etc.

PEREZ, D. R.; LIMA, P. O projeto de conversão retrospectiva de registros bibliográficos: uma experiência do sistema de bibliotecas da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 12., 2002, Recife. Anais... [s. l.: s.n.], 2002.

ZAFALON, Z. R., SANTOS, P. L. V. A. C. Aplicações sintáticas e semânticas na conversão de registros bibliográficos ao formato MARC21 Bibliográfico In: ENCUENTRO INTERNACIONAL DE CATALOGADORES, 7., 2012, Buenos Aires; ENCUENTRO NACIONAL DE CATALOGADORES, 3., 2012, Buenos Aires. Estándares y procedimientos para la organización de la información. [s.l.: s.n.], 2012b. Disponível em: http://www.bn.gov.ar/descargas/catalogadores/encuentro2011/ponencia- 24-C-Zafalon-Santos.pdf.

f) Referências documentos online

FOX, R. Invertebrate Anatomy – Daphnia magna. 2002. Disponível em . Acesso em: 22 maio 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CES 492/2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0492.pdf. Acesso em: 6 jul. 2015.

Dossiês Temáticos

Os artigos desse Dossiê são de autores convidados, em comemoração aos 10 anos do Núcleo Extensionista Rondon (NER).

Editorial

<h3>Foco e Escopo</h3><p>A Revista Eletrônica de Extensão – “UDESC em Ação” foi idealizada no ano de 2006, pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.</p><p>O objetivo é divulgar a produção extensionista da Universidade e trabalhos de extensão de outras Instituições, propiciando a troca de experiências e saberes distintos, aberto a contribuições da comunidade científica nacional e internacional.</p><p><br />A partir de outubro de 2017 a Revista passa por uma reformulação, incluindo a mudança de nome, intitulada: "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura".<br />O fluxo para submissão de artigos também passa a ser contínuo.</p> <h3><br /></h3><h3>Processo de Avaliação pelos Pares</h3><p>Critérios de avaliação pelos pares <br /><br />a) Os originais serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria.<br /><br />b) Os originais serão encaminhados aos avaliadores no menor tempo possível. O processo de seleção de artigos envolve avaliação do Conselho Editorial, do Conselho Editorial Científico e de Pareceristas Ad Hoc. Nessas três instâncias os trabalhos serão analisados e selecionados os títulos que serão publicados.<br /><br />c) A revista se reserva ao direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.<br /><br />d) Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da Revista Eletrônica de Extensão – “Cidadania em Ação”.<br /><br />e) As opiniões emitidas pelo(s) autor(es) do artigo são de sua exclusiva responsabilidade.</p> <h3>Periodicidade</h3><p>A partir de 2018 "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura", será semestral.<br />Com publicação jan./jun e jul./dez. de cada semestre.</p> <h3>Política de Acesso Livre</h3><p>A Cidadania em Ação é um periódico de acesso on-line gratuito, e oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento ao público é um dever ético e moral, pois proporciona a democratização do conhecimento a sociedade. A Revista não cobra taxas dos autores para publicação (APCs). <br /><br />Licença Creative Commons<br />Licenciado com Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.</p> <h3>Histórico do periódico</h3><p>No decorrer do período de 2007 a 2016, foram instituídas as normas e instruções normativas, valorizando assim o periódico em ascensão, com vistas a alcançar sua qualificação ainda em desenvolvimento.<br />Nesse ano a Revista completa 10 anos, com o propósito de continuar a divulgar as ações da universidade junto à comunidade, cumprindo sua ação social e cultural. <br />Com o objetivo de construir um novo ciclo de comunicação da Extensão em Santa Catarina e no Brasil, um novo nome foi atribuído e passa a denominar "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura". O nome está atribuído ao novo contexto em que a Extensão perpassa: a extensão como responsável por levar à comunidade as ações da universidade, que deve proporcionar a cidadania, como polo social e cultural, transformando o cidadão por meio do ensino, pesquisa e extensão: propósito maior da UDESC.</p>

Comunicação

<h3>Foco e Escopo</h3><p>A Revista Eletrônica de Extensão – “UDESC em Ação” foi idealizada no ano de 2006, pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.</p><p>O objetivo é divulgar a produção extensionista da Universidade e trabalhos de extensão de outras Instituições, propiciando a troca de experiências e saberes distintos, aberto a contribuições da comunidade científica nacional e internacional.</p><p><br />A partir de outubro de 2017 a Revista passa por uma reformulação, incluindo a mudança de nome, intitulada: "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura".<br />O fluxo para submissão de artigos também passa a ser contínuo.</p> <h3><br /></h3><h3>Processo de Avaliação pelos Pares</h3><p>Critérios de avaliação pelos pares <br /><br />a) Os originais serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria.<br /><br />b) Os originais serão encaminhados aos avaliadores no menor tempo possível. O processo de seleção de artigos envolve avaliação do Conselho Editorial, do Conselho Editorial Científico e de Pareceristas Ad Hoc. Nessas três instâncias os trabalhos serão analisados e selecionados os títulos que serão publicados.<br /><br />c) A revista se reserva ao direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.<br /><br />d) Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da Revista Eletrônica de Extensão – “Cidadania em Ação”.<br /><br />e) As opiniões emitidas pelo(s) autor(es) do artigo são de sua exclusiva responsabilidade.</p> <h3>Periodicidade</h3><p>A partir de 2018 "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura", será semestral.<br />Com publicação jan./jun e jul./dez. de cada semestre.</p> <h3>Política de Acesso Livre</h3><p>A Cidadania em Ação é um periódico de acesso on-line gratuito, e oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento ao público é um dever ético e moral, pois proporciona a democratização do conhecimento a sociedade. A Revista não cobra taxas dos autores para publicação (APCs). <br /><br />Licença Creative Commons<br />Licenciado com Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.</p> <h3>Histórico do periódico</h3><p>No decorrer do período de 2007 a 2016, foram instituídas as normas e instruções normativas, valorizando assim o periódico em ascensão, com vistas a alcançar sua qualificação ainda em desenvolvimento.<br />Nesse ano a Revista completa 10 anos, com o propósito de continuar a divulgar as ações da universidade junto à comunidade, cumprindo sua ação social e cultural. <br />Com o objetivo de construir um novo ciclo de comunicação da Extensão em Santa Catarina e no Brasil, um novo nome foi atribuído e passa a denominar "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura". O nome está atribuído ao novo contexto em que a Extensão perpassa: a extensão como responsável por levar à comunidade as ações da universidade, que deve proporcionar a cidadania, como polo social e cultural, transformando o cidadão por meio do ensino, pesquisa e extensão: propósito maior da UDESC.</p>

Artigos

<h3>Foco e Escopo</h3><p>A Revista Eletrônica de Extensão – “UDESC em Ação” foi idealizada no ano de 2006, pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.</p><p>O objetivo é divulgar a produção extensionista da Universidade e trabalhos de extensão de outras Instituições, propiciando a troca de experiências e saberes distintos, aberto a contribuições da comunidade científica nacional e internacional.</p><p><br />A partir de outubro de 2017 a Revista passa por uma reformulação, incluindo a mudança de nome, intitulada: "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura".<br />O fluxo para submissão de artigos também passa a ser contínuo.</p> <h3><br /></h3><h3>Processo de Avaliação pelos Pares</h3><p>Critérios de avaliação pelos pares <br /><br />a) Os originais serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria.<br /><br />b) Os originais serão encaminhados aos avaliadores no menor tempo possível. O processo de seleção de artigos envolve avaliação do Conselho Editorial, do Conselho Editorial Científico e de Pareceristas Ad Hoc. Nessas três instâncias os trabalhos serão analisados e selecionados os títulos que serão publicados.<br /><br />c) A revista se reserva ao direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.<br /><br />d) Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da Revista Eletrônica de Extensão – “Cidadania em Ação”.<br /><br />e) As opiniões emitidas pelo(s) autor(es) do artigo são de sua exclusiva responsabilidade.</p> <h3>Periodicidade</h3><p>A partir de 2018 "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura", será semestral.<br />Com publicação jan./jun e jul./dez. de cada semestre.</p> <h3>Política de Acesso Livre</h3><p>A Cidadania em Ação é um periódico de acesso on-line gratuito, e oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento ao público é um dever ético e moral, pois proporciona a democratização do conhecimento a sociedade. A Revista não cobra taxas dos autores para publicação (APCs). <br /><br />Licença Creative Commons<br />Licenciado com Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.</p> <h3>Histórico do periódico</h3><p>No decorrer do período de 2007 a 2016, foram instituídas as normas e instruções normativas, valorizando assim o periódico em ascensão, com vistas a alcançar sua qualificação ainda em desenvolvimento.<br />Nesse ano a Revista completa 10 anos, com o propósito de continuar a divulgar as ações da universidade junto à comunidade, cumprindo sua ação social e cultural. <br />Com o objetivo de construir um novo ciclo de comunicação da Extensão em Santa Catarina e no Brasil, um novo nome foi atribuído e passa a denominar "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura". O nome está atribuído ao novo contexto em que a Extensão perpassa: a extensão como responsável por levar à comunidade as ações da universidade, que deve proporcionar a cidadania, como polo social e cultural, transformando o cidadão por meio do ensino, pesquisa e extensão: propósito maior da UDESC.</p>

Relatos de Experiências

<h3>Foco e Escopo</h3><p>A Revista Eletrônica de Extensão – “UDESC em Ação” foi idealizada no ano de 2006, pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.</p><p>O objetivo é divulgar a produção extensionista da Universidade e trabalhos de extensão de outras Instituições, propiciando a troca de experiências e saberes distintos, aberto a contribuições da comunidade científica nacional e internacional.</p><p><br />A partir de outubro de 2017 a Revista passa por uma reformulação, incluindo a mudança de nome, intitulada: "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura".<br />O fluxo para submissão de artigos também passa a ser contínuo.</p> <h3><br /></h3><h3>Processo de Avaliação pelos Pares</h3><p>Critérios de avaliação pelos pares <br /><br />a) Os originais serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria.<br /><br />b) Os originais serão encaminhados aos avaliadores no menor tempo possível. O processo de seleção de artigos envolve avaliação do Conselho Editorial, do Conselho Editorial Científico e de Pareceristas Ad Hoc. Nessas três instâncias os trabalhos serão analisados e selecionados os títulos que serão publicados.<br /><br />c) A revista se reserva ao direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.<br /><br />d) Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da Revista Eletrônica de Extensão – “Cidadania em Ação”.<br /><br />e) As opiniões emitidas pelo(s) autor(es) do artigo são de sua exclusiva responsabilidade.</p> <h3>Periodicidade</h3><p>A partir de 2018 "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura", será semestral.<br />Com publicação jan./jun e jul./dez. de cada semestre.</p> <h3>Política de Acesso Livre</h3><p>A Cidadania em Ação é um periódico de acesso on-line gratuito, e oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento ao público é um dever ético e moral, pois proporciona a democratização do conhecimento a sociedade. A Revista não cobra taxas dos autores para publicação (APCs). <br /><br />Licença Creative Commons<br />Licenciado com Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.</p> <h3>Histórico do periódico</h3><p>No decorrer do período de 2007 a 2016, foram instituídas as normas e instruções normativas, valorizando assim o periódico em ascensão, com vistas a alcançar sua qualificação ainda em desenvolvimento.<br />Nesse ano a Revista completa 10 anos, com o propósito de continuar a divulgar as ações da universidade junto à comunidade, cumprindo sua ação social e cultural. <br />Com o objetivo de construir um novo ciclo de comunicação da Extensão em Santa Catarina e no Brasil, um novo nome foi atribuído e passa a denominar "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura". O nome está atribuído ao novo contexto em que a Extensão perpassa: a extensão como responsável por levar à comunidade as ações da universidade, que deve proporcionar a cidadania, como polo social e cultural, transformando o cidadão por meio do ensino, pesquisa e extensão: propósito maior da UDESC.</p>

Resenhas

<h3>Foco e Escopo</h3><p>A Revista Eletrônica de Extensão – “UDESC em Ação” foi idealizada no ano de 2006, pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.</p><p>O objetivo é divulgar a produção extensionista da Universidade e trabalhos de extensão de outras Instituições, propiciando a troca de experiências e saberes distintos, aberto a contribuições da comunidade científica nacional e internacional.</p><p><br />A partir de outubro de 2017 a Revista passa por uma reformulação, incluindo a mudança de nome, intitulada: "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura".<br />O fluxo para submissão de artigos também passa a ser contínuo.</p> <h3><br /></h3><h3>Processo de Avaliação pelos Pares</h3><p>Critérios de avaliação pelos pares <br /><br />a) Os originais serão submetidos à aprovação de especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria.<br /><br />b) Os originais serão encaminhados aos avaliadores no menor tempo possível. O processo de seleção de artigos envolve avaliação do Conselho Editorial, do Conselho Editorial Científico e de Pareceristas Ad Hoc. Nessas três instâncias os trabalhos serão analisados e selecionados os títulos que serão publicados.<br /><br />c) A revista se reserva ao direito de efetuar nos originais alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores. As provas finais não serão enviadas aos autores.<br /><br />d) Os trabalhos publicados passam a ser propriedade da Revista Eletrônica de Extensão – “Cidadania em Ação”.<br /><br />e) As opiniões emitidas pelo(s) autor(es) do artigo são de sua exclusiva responsabilidade.</p> <h3>Periodicidade</h3><p>A partir de 2018 "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura", será semestral.<br />Com publicação jan./jun e jul./dez. de cada semestre.</p> <h3>Política de Acesso Livre</h3><p>A Cidadania em Ação é um periódico de acesso on-line gratuito, e oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento ao público é um dever ético e moral, pois proporciona a democratização do conhecimento a sociedade. A Revista não cobra taxas dos autores para publicação (APCs). <br /><br />Licença Creative Commons<br />Licenciado com Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.</p> <h3>Histórico do periódico</h3><p>No decorrer do período de 2007 a 2016, foram instituídas as normas e instruções normativas, valorizando assim o periódico em ascensão, com vistas a alcançar sua qualificação ainda em desenvolvimento.<br />Nesse ano a Revista completa 10 anos, com o propósito de continuar a divulgar as ações da universidade junto à comunidade, cumprindo sua ação social e cultural. <br />Com o objetivo de construir um novo ciclo de comunicação da Extensão em Santa Catarina e no Brasil, um novo nome foi atribuído e passa a denominar "Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura". O nome está atribuído ao novo contexto em que a Extensão perpassa: a extensão como responsável por levar à comunidade as ações da universidade, que deve proporcionar a cidadania, como polo social e cultural, transformando o cidadão por meio do ensino, pesquisa e extensão: propósito maior da UDESC.</p>

Política de Privacidade

Os nomes, e e-mails informados nesta revista são de uso exclusivo para os serviços prestados por esse periódico e não serão divulgados para outras finalidades ou terceiros.