Recortes sobre a cor Transformações cromáticas da pintura brasileira: do modernismo à arte contemporânea.

Autores

  • Marco Giannotti USP

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267232016090

Resumo

O principal objetivo deste projeto consiste em analisar as principais transformações que ocorreram na pintura brasileira a partir do modernismo tendo o estudo cromático como fio condutor. Pretende-se mostrar como paulatinamente a pintura brasileira adquire certa autonomia estilística justamente na medida em que os pintores salientam as propriedades expressivas e espaciais da cor.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Giannotti, USP

Marco Giannotti é pintor, professor Associado da Escola de Comunicação e Artes da USP. Formou-se em Ciências Sociais na USP, e realizou suas exposições individuais nas principais galerias e museus de São Paulo e Rio de Janeiro. Defendeu seu mestrado em filosofia com a tradução e introdução crítica da Doutrina das Cores, de Goethe (1749 - 1832). Participou de duas versões da Bienal do Mercosul e do Arte Cidade, e de algumas exposições coletivas internacionais. Defendeu sua tese de livre-docência intitulada A sombra da Imagem. Forma o grupo de pesquisa sobre a cor no departamento de artes plásticas da USP. Convidado em 2011 para ser professor visitante durante o ano letivo na Universidade de Estudos Estrangeiros de Kioto, publica o livro Diário de Kioto pela Martins Fontes com apoio da embaixada do Brasil em Tóquio. Recentemente realizou uma exposição no Instituto Tomie Ohtake e na Galeria Raquel Arnaud.

Downloads

Publicado

2017-01-12

Como Citar

GIANNOTTI, M. Recortes sobre a cor Transformações cromáticas da pintura brasileira: do modernismo à arte contemporânea. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 2, n. 3, 2017. DOI: 10.5965/24471267232016090. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/9068. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos Seção temática