A tensão entre o sagrado e o fazer teatral

Alessandro Jose Oliveira, Grácia Navarro

Resumo


Este artigo constitui em reflexões a respeito da lida com o sagrado nas artes cênicas contemporâneas. Partindo da montagem do espetáculo Exus, do Grupo de teatro Pindorama, discutimos questões de recepção provocadas pelo deslocamento do sagrado para o espaço profano da cena. Numa outra perspectiva, também chamamos a atenção da recepção deste mesmo aspecto do sagrado no âmbito do fazer teatral, dentro do espaço universitário. No bojo desta discussão, ancoramo-nos no arcabouço de ideias levantado pelos estudos pós-coloniais e seu argumento a respeito do aprimoramento de uma ‘epistemologia’ que leve em consideração o legado do subalterno.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573102272016249

Direitos autorais




Indexadores


 

 

         

Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br - Tel. 3664.8353

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.