Bergson em cena

Juliano Casimiro de Camargo Sampaio

Resumo


Este artigo apresenta as noções de conhecimento intelectual, instintivo e intuitivo desde Bergson e os discute no campo da docência em teatro na educação básica. Metodologicamente, opera-se revisão crítica da literatura especializada, com fins de se encontrar fissuras nas proposições do filósofo que nos permitam pensar avanços para o campo da docência em teatro. Resulta desta iniciativa, que o conhecimento que buscamos em nossas proposições para o ensino de teatro é aquele tomado por Bergson como conhecimento intuitivo. Entretanto, ainda que seja o conhecimento intuitivo aquele almejado nas práticas de referência, ele é raro, de difícil acesso, e, no mais das vezes, exige experimentações intensas em relação ao conhecimento generalizado e abstrato proveniente da inteligência.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1414573102322018505


Indexadores


 

 

         

Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br - Tel. 3664.8353

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.