VOZ EM ESTADO DE MOVÊNCIA: o saber corpóreo e político das vocalidades da cena em “Água, Flores e Anjinhos” e “baldio”.

Héctor Briones, Juliana Rangel Pereira

Resumo


O presente artigo aborda as vocalidades em suas movências na cena teatral a partir de duas montagens realizadas na cidade de Fortaleza-CE, Nordeste brasileiro: “Água, Flores e Anjinhos” e “baldio”. Com estas montagens se indaga sobre uma dimensão sensória da voz, dando a perceber os seus alcances poéticos, como uma força performativa que conecta corpo, memória e cena, na qual se evidenciam intensivas marcas políticas, como ecos de um outro tempo no tempo presente desse Nordeste.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101312018237

Direitos autorais 2018 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas




Indexadores


 

 

         

Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br - Tel. 3664.8353

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.