Diálogos estéticos e contradições políticas da arte pós-colonial

Célia Maria Antonacci Ramos

Resumo


A partir de autores contemporâneos como Edward Said, Stuart Hall e Rogé Somé, este artigo resume um percurso histórico sobre o processo de colonização do continente africano, salientando as classificações estéticas como formas de negar a cultura, a arte e a sabedoria dos povos das Áfricas e seu reverso nas apropriações das estéticas africanas pelos modernistas, iniciada por Picasso, que deu origem a arte moderna ocidental, e essa contra- dição ainda presente nas políticas culturais contemporâneas.

Palavras-chave


África; contemporaneidade; modernismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1808312904062009250



Direitos autorais 2009 Célia Maria Antonacci Ramos

URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                  


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.