Cultura de compartilhamento em processos avaliativos.

Maria Carolina Garcia

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar de que maneira o modelo de apresentação dos trabalhos de conclusão dos cursos de Design do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo converteu-se na mostra BA Creative Collectibles. Igualmente, apresenta seu impacto a longo prazo para os egressos de Design de Moda da instituição. Para tanto, o estudo de caso considera o conceito de economia de compartilhamento desenvolvido por Gansky (2011) e o entendimento de metadesign em sistemas complexos proposto por Alão (2015) como elementos de ressignificação simbólica de processos avaliativos. Assim, observa de que maneira o BA Creative Collectibles eliminou as bancas de defesa, compostas majoritariamente por docentes, em prol de um sistema de avaliação em formato de exposição interativa, que inclui como avaliadores acadêmicos, pesquisadores e profissionais do mercado brasileiro de design. Como resultado, os estudantes tiveram acesso a distintas oportunidades de colocação profissional e foi possível observar que a força e a diversidade do ecossistema da Economia Criativa dependem de uma educação ampla e balanceada. Essa proposta desenvolve um largo espectro de caminhos para a criatividade, com forte foco em uma vida cultural ativa, na sistematização de habilidades de comunicação e na pró-atividade e caráter empreendedor do estudante. Consequentemente, os parâmetros de excelência acadêmica garantem posicionamento e visibilidade no mercado tanto para os egressos quanto para a instituição de ensino.


Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ALÃO, Rui Sérgio Dias. Projeto e complexidade. Reflexões sobre um design colaborativo. Tese de Doutorado em Design e Arquitetura. FAUUSP, São Paulo, 2015.

ALSTYNE, G.; LOGAN, R.K. Designing for emergence and innovation: redesigning design. 2007. Disponível em: . Acesso em: 31 de março de 2018, 16:30.

ASSOCIAÇÃO Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, 2018. Perfil do setor. Disponível em . ABIT. Acesso em 29 de março de 2018, 12:00.

BOTSMAN, Rachel.; ROGERS, Roo. O que é Meu é Seu: Como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo. Porto Alegre: Bookman, 2011.

CORNER, F., 2015. Schools Must Respond to the Needs of the Industry. Disponível em . The Business of Fashion Education Report 2015. Acesso em 30 de março de 2018, 11:14.

DE WAAL, Martin. The city as interface. How new media are changing the city. Amsterdam: Naio10publishers, 2014.

FLORIDA, Richard. A Ascensão da Classe Criativa. Porto Alegre: L&PM Editores, 2011.

GANSKY, Lisa. Mesh: Por que o Futuro dos Negócios é Compartilhar. Rio de Janeiro: Atlas Books, 2011.

HUGHES, Philip. Diseño de exposiciones. Londres: Lawrence King Publishing, 2010.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. 2ª ed. São Paulo: Aleph, 2009.

QS. World University Ranking by Subject, 2017. Disponível em .Acesso em 11 de fevereiro de 2018, 18:30.

THALER, Richard.; SUSSTEIN, Cassie. Nudge - O Empurrão para a Escolha Certa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

WARWICK Report, 2015. Enriching Britain: Culture, Creativity and Growth. The 2015 Report by the Warwick Commission on the Future of Cultural Value. [pdf]. Warwick University. Disponível em .Acesso em 13 de fevereiro de 2018, 08:30.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/25944630222018009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Maria Carolina Garcia

Indexadores, diretórios e bases de dados

      

Endereço: Lab. Moda e Sociedade - sala 51 | Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001. 

Email: modaesociedade@gmail.com

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Esta revista é um projeto interinstitucional entre os programas de pós graduação em artes, design e consumo da PPGAV/UDESC, ICA/UFC, PPGD/UFPE e PGCDS/UFRPE, com apoio da Diretoria de Ensino da Abepem.