Tempo Presente e História Ambiental: a contemporaneidade do desastre do Césio-137 (Goiânia, mais que 1987)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180311262019201

Resumo

Neste artigo, discutimos encontros de contemporaneidade entre História Ambiental e História do Tempo Presente, tendo a história de um desastre sociotécnico como ponto de partida e de chegada: a contaminação de Césio-137 em Goiânia, Brasil, em 1987. Ele nos permite questionar o estatuto do ser contemporâneo, o que significa pensar tempo presente em História Ambiental e o que significa pensar tempo contemporâneo em História do Tempo Presente. A problematização das práticas de nomeação e caracterização do tecnodesastre de Goiânia nos impeliu a ler relatos oriundos tanto da imprensa escrita como de imagens e de documentários produzidos ao longo dos 30 anos de permanência do desastre na memória nacional, em cotejo com produções teórico-metodológicas sobre o tempo na História.

Palavras-chave: História Ambiental. Desastres. Brasil. História do Tempo Presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jo Klanovicz, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO)

Doutor em História Ambiental (UFSC, 2007), com pós-doutorado em Etnopedologia e História Ambiental (CAV-UDESC, 2008) e pós-doutorado em História Global (Freie Universität Berlin, 2017). Professor Adjunto D, na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro). Coordenador do Laboratório de História Ambiental (Unicentro), docente do Departamento de História, do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Desenvolvimento Comunitário e do Programa de Pós-Graduação em História na mesma instituição. Bolsista Produtividade em Pesquisa 2, do CNPq.

Referências

ALLEMEYER, M. L. Profane hazard or divine judgment? Coping with urban fire in the 17th. century. Historical Social Research. Köln, v. 32, n. 3, p. 145-168, 2007.

AREND, S. M. F.; MACEDO, F. Sobre a história do tempo presente: entrevista com o historiador Henry Rousso. Tempo & Argumento. Florianópolis, v.1, n.1, p. 201-216, jan./jun. 2009.

BARRACLOUGH, G. An introduction to Contemporary History. Middlesex: Penguin Books, 1969.

BUELL, L. Writing for an endangered world. Boston: Belknap Press, 2001.

CLARK, T. Ecocriticism on the edge: the anthropocene as a thershold concept. London: Bloomsbury, 2015.

DAVIS, M. Late Victorian Holocausts: El Niño Famines and the Making of the Third World. London/New York: Verso, 2001.

DUTRA, K. Césio-137: 30 anos da maior tragédia radioativa do Brasil. Redes. Disponível em: <http://redes.moderna.com.br/2017/04/17/30-anos-acidente-radioativo-cesio-brasil/> Acesso em: 8 set. 2018.

GADAMER, H.-G. Verdade e método: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

GARRARD, G. Ecocrítica. Brasília: Editora da UnB, 2005.

GERBER, D. Causal Explanation and Historical Meaning: How to Solve the Problem of the Specific Historical Relation Between Events. In: KAISER, M. I.; SCHOLZ, O. R.; PLENGE, D.; HÜTTEMANN, A. (orgs.) Explanation in Special Sciences: the case of Biology and History. Heidelberg: Springer, 2014. p. 197-210.

HARAWAY, D. The Companion Species Manifesto: dogs, people, and significant otherness. Chicago: Prickly Paradigm Press, 2003.

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS. Revista Césio 25 anos. Goiânia: Governo de Goiás, 2012.

HELOU, S.; COSTA NETO, S. B. da. (orgs.) Césio-137: consequências psicossociais do acidente de Goiânia. Goiânia: UFG Digital, 2015.

HELOU, S.; COSTA NETO, S. B. da; CURADO, M. P. Análise psicossocial da população de Goiânia três anos após o acidente com o césio-137. In: HELOU, S.; COSTA NETO, S. B. da. (orgs.) Césio-137: consequências psicossociais do acidente de Goiânia. Goiânia: UFG Digital, 2015. p.85-104.

ISENBERG, A. C. The Oxford Handbook of Environmental History. New York: Oxford University Press, 2014.

JORGE, L. E. Césio 137: o brilho da morte. 2003. Documentário. 1h33min. color.

KEANE, S. Disaster movies: the cinema of catastrophe. New York: Walflower, 2001.

KLIPP, S. Ethicidades televisivas. São Leopoldo: Unisinos, 2002.

KOMEL, D. Gadamer and Kierkegaard: On contemporaneity. Filozofia. Praha, v. 69, n. 5, p.434-442, 2014.

LATOUR, B. Políticas da natureza. Bauru: EDUSC, 2004.

LEHMKUHL, U.; WELLENREUTHER, H. Historians and nature: comparative approaches to environmental history. Oxford: Berg, 2007.

MATURANA, H. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2001.

MAUCH, C.; TRISCHLER, H. International Environmental History. Munich: RCC Perspectives, 2010.

MEIER, M. Zur Terminologie der (Natur-)Katastrophe in der griechischen Historiographie: einige einleitende Anmerkungen. Historical Social Research. Köln, v. 32, n. 3, p. 44-56, 2007.

O GLOBO. Goianenses vão à rua em protesto. Disponível em: <https://www.instagram.com/memorialdademocracia/>

PALESTINO, C. S. F.; DIAS, F. do P. Aspectos sociais dos vinte anos desde o acidente radiológico com o césio-137. In: HELOU, S.; COSTA NETO, S. B. da. (orgs.) Césio-137: consequências psicossociais do acidente de Goiânia. Goiânia: UFG Digital, 2015. p.120-133.

PÁDUA, J. A. As bases teóricas da história ambiental. Estudos Avançados. São Paulo, v.24, n.68, p.81-101, 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142010000100009.

PIRES, R. Césio 137: o pesadelo de Goiânia. Rio de Janeiro: Globo, 1990. 115min. colorido.

PURDY, J. After nature: a politics for the anthropocene. Cambridge: Harvard University Press, 2015.

REALI JUNIOR. Goiânia, "pior acidente do mundo". O Estado de São Paulo, p.10. Sábado, 10 de outubro de 1987.

REVISTA Emergência. Depósito de rejeitos do césio-137 foi alvo de polêmica em GO. Disponível em: <http://www.revistaemergencia.com.br/noticias/ocorrencias/deposito_de_rejeitos_do_cesio137_foi_alvo_de_polemica_em_go/A5jyJ9ji> Acesso em: 5 set. 2018.

ROSA, J. O brilho da morte: 30 anos do césio 137. Goiânia: SBT-Serra Dourada, 2017. 4 episódios. 23min.

ROTENSTREICH, N. Time and Meaning in History. Boston: D. Reidel Publishing Company, 1987.

SCHÄFER, W. Global History and the Present Time. Center for Global History and Local History. Stony Brook: SBU, 2018. Disponível em: https://www.stonybrook.edu/globalhistory/PDF/GHAndThePresentTime.pdf

SCHENK, G. J. Historical disaster research: state of research, concepts, methods and case studies. Historical Social Research. Köln, v. 32, n. 3, p. 9-31, 2007.

SILVA, T. C. da. Eventos críticos: sobreviventes, narrativas, testemunhos e silêncios. Anais RBA, 27. Disponível em: <http://www.abant.org.br/conteudo/ANAIS/CD_Virtual_27_RBA/arquivos/grupos_trabalho/gt20/tcs.pdf> Acesso em: 13 ago. 2018.

SIMONS, M. Radiation fears infect Brazil after accident. The New York Times. New York: TNYT, 2 dez. 1987.

SIMONS, M. Goiania Journal; Gittering toy delights and does its deadly work. The New York Times. New York: TNYT, 19 out. 1987.

SIMONS, M. Brazil gets help on radiation accident. The New York Times. New York: TNYT, 11 out. 1987.

SMITH, T. Defining Contemporaneity: Imagining Planetarity. The Nordic Journal of Aesthetics. Aarhus, v. 24, n. 49-50, p. 156-174, 2016.

SOUZA, L. 25 anos após césio 137, Justiça condena Estado de Goiás a pagar pensão a cinco trabalhadores. UOL Portal. Disponível em: <https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/10/10/25-anos-apos-cesio-137-justica-condena-estado-de-goias-a-pagar-pensao-a-cinco-trabalhadores.htm> Acesso em: 11 out. 2018.

SÖRLIN, S. The contemporaneity of environmental history: negotiating scholarship, useful history, and the new human condition. Journal of Contemporary History, v. 46, n. 3, p. 610-630, 2011.

VEJA. Brilho perigoso. São Paulo: Abril. Edição 996, 7 out. 1987. p.30.

VEJA. Desolação radioativa. São Paulo: Abril. Edição 997, 14 out. 1987. p.58.

VEJA. Inocentes de plantão. São Paulo: Abril. Edição 998, 21 out. 1987, p.36.

VIEREGG, H. K. Contemporary history in relation to memory, museums and memorial sites internationally - past, present and future. Complutum. Madrid, v. 26, n. 2, p. 89-99, 2015.

WOJTOWICZ, A. Roubados em seus sonhos: uma Interpretação da cobertura jornalística do acidente com o Césio 137 em Goiânia. Brasília: UnB, 1990.

Downloads

Publicado

2019-04-15

Como Citar

KLANOVICZ, J.; FONSECA, M. K. da. Tempo Presente e História Ambiental: a contemporaneidade do desastre do Césio-137 (Goiânia, mais que 1987). Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 11, n. 26, p. 201 - 228, 2019. DOI: 10.5965/2175180311262019201. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180311262019201. Acesso em: 1 dez. 2022.