Histórias de municípios narradas nos seus sites oficiais: a História Pública e seu potencial para a pesquisa histórica

Autores

  • Jorge Pagliarini Junior Unespar-câmpus de Campo Mourão

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180309202017247

Resumo

Parte-se do princípio de que as representações históricas presentes em sites municipais oficiais possibilitam um significativo e pouco explorado caminho para a análise e produção de conhecimento histórico. A partir das contribuições da História Pública, o artigo tem por objetivo problematizar o conteúdo histórico dos sites dos 25 municípios integrantes da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (COMCAM). Metodologicamente, o estudo se pauta no entendimento do conteúdo dos sites enquanto fontes históricas, avaliadas naquilo que eles indicam sobre os seus tipos de narrativas, e sobre os silenciamentos e as lacunas, bem como sobre seus usos potenciais na pesquisa histórica. Com a problematização desse material, visa-se contribuir com uma análise epistemológica a respeito das categorias memória e identidade.

 

Palavras-chave: Campo Mourão (PR); Municípios – História. Sites da Web - Avaliação e Classificação.

 

Biografia do Autor

Jorge Pagliarini Junior, Unespar-câmpus de Campo Mourão

Professro efetivo do Curso de História da Unespar-Campo Mourão; Professor titular do Programa de Mestrado Profissional em História da Unespar -Profist. Graduado e mestre em História pela Unioeste; Doutor em História pela UFGD.

Referências

BARBOSA, Marivalda. Imprensa e história pública. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p. 121-132.

BAUMAN, Zygmunt. Comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2011.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação e a história entre narrativa e conhecimento. In: CHARTIER, Roger. A beira da falésia: a história entre certeza e inquietude. Trad. Patrícia Chitoni Ramos. Porto Alegre, RS: EUFRGS, 2002. p. 61-100.

COMCAM. [site]. Campo Mourão, PR, 2014. Disponível em: <http://www.COMCAM.com.br/site/>. Acesso em: 25 fev. 2014.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1996.

FRISCH, Michael. A história pública não é uma via de mão única, ou, De Shared Authority à cozinha digital, e vice-versa. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p. 57-70.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. p. 103-133.

HARTOG, François. Regime de Historicidade [Time, History and the writing of History - KVHAA Konferenser 37: 95-113 Stockholm 1996]. Disponível em: <https://pos.historia.ufg.br/up/113/o/Fran%C3%A7ois_Hartog_-_Regime_de_Historicidade_(1).pdf>. Acesso em 07 de jan. de 2017.

HARTOG, François. Aristóteles e a história, mais uma vez. História da Historiografia. Ouro Preto, nº 13, p. 14-23, dez. 2013.

LEMOS, André et al. Cidade, tecnologia e interfaces: análise de interfaces de portais governamentais brasileiros. Uma proposta metodológica. Revista Fronteiras ─ Estudos Midiáticos, São Leopoldo: Unisinos, v. 2, p. 116-137, jul./dez.,2004. Disponível em: <http://www.revistas.univerciencia.org/index.php/fronteiras/article/view/3096/2906>. Acesso: 8 jan. 2013.

MAGNO, Maria Ignês Carlos. 1984 e Nós. Um filme, dois romances e a sociedade atual Comunicação & Educação, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 145-154. 2014. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/78931>. Acesso em: 05 de fevereiro de 2017.

MARTINS, Marcos Lobato. História regional. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Novos temas nas aulas de história. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2010. p. 135-152.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise do discurso: princípios e procedimentos. Campinas. SP: Pontes, 1999.

RICOUER, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Edunicamp, 2007. p. 143-301.

SANTHIAGO, Ricardo. Duas palavras, muitos significados: alguns comentários sobre a história pública no Brasil. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p. 23-36.

SCHITTINO, Renata. O conceito de público e o compartilhamento da história. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; SANTHIAGO, Ricardo (Orgs.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p. 37-46.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. p. 73-102.

SOUSA, Jorge Pedro. Introdução à análise do discurso jornalístico impresso: um guia para estudantes de graduação. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2004.

WOODWARD, Kathryn. A identidade e a diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. p. 7-72.

Downloads

Publicado

2017-05-31

Como Citar

Pagliarini Junior, J. (2017). Histórias de municípios narradas nos seus sites oficiais: a História Pública e seu potencial para a pesquisa histórica. Revista Tempo E Argumento, 9(20), 247 - 266. https://doi.org/10.5965/2175180309202017247