Getúlio Vargas: um estudo comparativo entre a revista ilustrada “Careta” e a imprensa comunista (1945-1954)

Autores

  • Alberto Gawryszewski Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180309202017186

Resumo

Utilizando como fontes a revista “Careta” e os periódicos da imprensa comunista, buscar-se-á fazer um estudo comparativo de como essas publicações desenharam a figura de Getúlio Vargas no período de 1945-54. Traços, conceitos de caricatura e charge, abordagens, público-alvo, busca do riso, da ironia e da denúncia serão abordados neste texto.

 

Palavras-chave: Getúlio Vargas; “Careta”; Imprensa Comunista; Caricatura; Charge.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alberto Gawryszewski, Universidade Estadual de Londrina

Pesquisador na área de História do Brasil, com experiência de cinco anos no ensino Médio e 27 nos no ensino superior. Possui Graduação em Licenciatura em História pela Universidade Federal Fluminense (1981), Bacharelado em História pela Universidade Federal Fluminense (1982), Graduação em Direito pela Universidade Norte do Paraná (2004), Mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense (1988), Doutorado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (1996), Pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004) e Pós-doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2013). Estágio Sênior Pesquisador-Convidado) com apoio da CAPES no Departement de Arts & Medias na Sorbonne Nouvelle (Paris 3), em 2014/15. Com várias pesquisas realizadas, sendo vencedor do Prêmio Carioca de Pesquisa de 2001 e menção honrosa no Prêmio Prof. Afonso Marques (2011), ambos do Arquivo Geral da cidade do Rio de Janeiro. É professor Associado do Departamento de História da Universidade Estadual de Londrina. Foi coordenador do Laboratório dos Estudos dos Domínios da Imagem (LEDI) e editor da revista "Domínios da Imagem". Foi coordenador geral dos I , II, III e IV Encontro Nacional de Estudos da Imagem (2007/9/11/13) e é líder do Grupo de Pesquisa "Iconografia e Memória". Membro do grupo de pesquisa (Grupo de Investigación) Historia, Trabajo, Sociedad y Cultura sob coordenação do Prof. Dr. Renzo Ramírez Bacca, da Universidad Nacional de Colombia, sede Medellin - Classifiação Colciencias A1. Membro do Mestrado em História da UEL, dirigi-se para o trabalho em História Cultural, em especial das Fontes Visuais, Movimentos Sociais e da História - visual - do Direito). Membro permanente do Programa de Pós-graduação em Comunicação da UEL. Membro da Red Internacional de Investigadores en Estudios de Fiesta -REDRIEF que congrega pesquisadores de Bolivia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Espanha, EEUU, França, Itália, México, Suiça e Venezuela. Especializou-se em projetos em Ensino à distância junto à UEL e é avaliador-supervisor especial dos cursos de Direito, subordinado à SESU e ao INEP.

Referências

ABDELMALACK, Genny. Momentos da história do Brasil através da caricatura (1900/37). 1991. Dissertação (Mestrado em Artes) -Universidade de São Paulo, Departamento de Comunicações e Artes, São Paulo, 1991

ABREU, Carlos. Hacia una definición de caricatura. Revista Latina de Comunicación Social, n.40, abr.2001. Disponível em: <http://www.ull.es/publicaciones/latina/ 2001/latina40abr/102cabreuvii.htm>. Acesso em: 26 de julho de 2016.

ALBERTI, Verena. O riso e o risível. Rio de Janeiro: Zahar, 1999.

BENÉVOLO, Hélio. Relembranças. Rio de Janeiro: Edição, 2003.

CAMPOS, Maria de Fátima Hanaque. Rian: a primeira caricaturista brasileira (1a. fase artística - 1909/26). 1990. Dissertação (Mestrado em História da Arte) – USP - ECA, São Paulo, 1990.

CARMONA, Rubén Dário Acevedo. Política y caudillos colombianos em la caricatura editorial (1920-1950) http://www.hors-limites.fr/edition/2017/petit-pays/25-03-2017-19-00/. 2003. Tese (Programa de Doctorado em Historia) - Universidad de Huelva, Espanha, 2003.

CARETA, Rio de Janeiro, 1945-1954

CARONE, Edgard. O PCB (1943-1964), Vol. II, São Paulo: Difel, l982.

CARONE, Edgard. Movimento operário no Brasil (1945-l964). São Paulo: Difel, Volume II, l981.

COSTA, Wagner Cabral da. Pra rebecca, o rebeco e a rabeca: sátira e caricatura de Vargas na revista Careta (1946-50), In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS DA IMAGEM, Londrina. 2011. Anais... Londrina: UEL, maio de 2011.

COTRIM, Álvaro. O Rio na caricatura. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1965.

CLASSE OPERÁRIA, Rio de Janeiro, 1951-54

FALCÃO, João. O Partido Comunista que eu conhecia (20 anos de clandestinidade), Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1988.

FLORES, Elio Chaves. Representações cômicas da República no contexto do Getulismo. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.21, n.40, p.133-157, 2001.

FONSECA, JOAQUIM.da.Caricatura: a imagem gráfica do humor. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1999.

FUNDAMENTOS, São Paulo, 194 9-1954

GARCIA, Sheila Nascimento. Revista Careta: um estudo sobre humor visual no Estado Novo (1930-1945). 2005. Dissertação (Mestrado em História) - UNESP - Faculdade de Ciências e Letras , Assis, –2005

GAWRYSZEWSKI, Alberto. Arte visual comunista. Londrina: LEDI/UEL, 2009.

GAWRYSZEWSKI, Alberto. Conceito de caricatura: não tem graça nenhuma. Domínios da Imagem, Londrina: LEDI/UEL, Ano I, n. 2, pp. 7-26, Maio 2008. Disponível em <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/dominiosdaimagem/article/view/19302>. Acesso em: 27 DE JULHO DE 2016

GAZETA SINDICAL, Rio de Janeiro, 1948-50

IMPRENSA POPULAR, Rio de Janeiro, 195l-54

LIMA, Herman. História da caricatura no Brasil. Rio de Janeiro: José Olímpio, 1963. Volume 01

LONER, Beatriz. O PCB e o manifesto de Agosto. 1985. Dissertação (Mestrado em História) - UNICAMP, Campinas, l985.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho (1917-1964), São Paulo: Perspectiva: FAPESP, 2002 (Estudos;180).

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no Brasil, 1917-1964. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002

MOMENTO FEMININO, Rio de Janeiro, 1947-54

PRESTES, Luiz Carlos. Problemas atuais da democracia, Rio de Janeiro: Ed. Vitória, l948.

RIANI, Camilo. Tá rindo do quê? (Um mergulho nos salões de humor de Piracicaba), Piracicaba: UNIMEP, 2002.

RUBIM, Antônio Albino Canelas. PC: cultura e política cultural. 1986 Tese (Doutoramento em Ciências Sociais)- USP - FFLCH, São Paulo, 1986.

SGARBI, Octávio. Introdução à história da caricatura brasileira. In: ANUÁRIO da Imprensa Brasileira. Rio de Janeiro: DIP, 1942.

SILVA, Marcelo Almeida. O Reich e o stato aos pés do cristo: o totalitarismo sob a ótica das charges da revista careta durante a segunda grande guerra. 2014. Dissertação (Mestrado em Historia) -UFJF, Instituto de Ciências Humana, Juiz de Fora/MG, 2014 .

SILVA, Marcos. Caricata república. São Paulo: Marco Zero, 1990.

SILVA, Marcos. Prazer e poder do amigo da onça, 1943-1962. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989. 305 p

TAVARES, Rodrigo Rodriguez. Desenhando a revolução: a luta de imagens na imprensa comunista (1945-1964). 2010. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo, 2010.

TEIXEIRA, Luiz G. S. O traço como texto: a história da charge no Rio de Janeiro de 1860 a 1930, Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 2001.

TORRES, Juliana. A representação visual da mulher na imprensa comunista. 2009. Dissertação ( Mestrado em História) - Universidade Estadual de Londrina, Programa de História Social, Londrina, 2009.

TRIBUNA POPULAR, Rio de Janeiro, 1945-47.

VOZ OPERÁRIA (ÓRGÃO OFICIAL DO PCB), Rio de Janeiro, 1949-54.

Downloads

Publicado

2017-05-31

Como Citar

GAWRYSZEWSKI, A. Getúlio Vargas: um estudo comparativo entre a revista ilustrada “Careta” e a imprensa comunista (1945-1954). Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 9, n. 20, p. 186 - 229, 2017. DOI: 10.5965/2175180309202017186. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180309202017186. Acesso em: 29 jan. 2023.