História e Internet: conexões possíveis

Autores

  • Nucia Alexandra Silva de Oliveira Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180306122014023

Resumo

Este artigo pretende problematizar as conexões possíveis entre história e internet. O ponto de partida de tal discussão é a constatação da presença da internet na vida social e dos impactos desta mídia nas formas de obter e publicar conhecimentos. Procura-se, de modo mais específico, discutir como a internet tem produzido novos documentos para o trabalho do historiador e, ainda, como tem lidado com eles. Para isso, listam-se alguns trabalhos feitos por historiadores que utilizam a internet como fonte. Nesta parte do trabalho, a ideia é apontar os documentos digitais escolhidos pelos historiadores para a realização de suas análises, ad dificuldades encontradas e as potencialidades destas fontes. Compreende-se que a internet oferece grandes possibilidades ao trabalho historiográfico e, em particular, à História do Tempo Presente. Na segunda parte deste artigo são trazidas informações a partir da pesquisa intitulada “www.historia.com: uma investigação sobre marcos históricos brasileiros tematizados em sítios eletrônicos”. Seu objetivo é investigar narrativas produzidas e apresentadas em sites de pesquisa escolar a respeito de marcos históricos brasileiros. Nesta etapa da discussão, o propósito é debater os usos da história feitos por estes espaços. Percebe-se que se têm apresentado narrativas em que os fatos históricos aparecem de forma linear, simplificada e seguindo o que se costuma chamar de história tradicional. Nesse duplo movimento de observação, espera-se contribuir com o debate sobre esta importante questão: produção e divulgação do saber histórico.

 Palavras-chave: História – Estudo e Ensino; Internet.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nucia Alexandra Silva de Oliveira, Universidade do Estado de Santa Catarina

Professora no curso de História da Universidade do Estado de Santa Catarina. Possui Mestrado em História (2001) e Doutorado em História (2005) pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2003. 243 p.

BERGMANN, Klaus. A História na reflexão didática. Dossiê história em quadro-negro: escola, ensino e aprendizagem. Revista Brasileira de História. São Paulo: v.9, n. 19, p. 29-42, set.1989/fev.1990.

BRIGGS, Asa,; BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à internet. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2004. 377 p

BRESCIANO, Juan Andrés. La historiografia em el amanecer de la cultura digital.Uruguay; Ediciones Cruz del Sur, 2010.

CHARTIER, Roger. A história ou a leitura do tempo. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. 77 p

COHEN, Daniel I.; ROSENZWEIG, Roy. Digital history: a guide to gathering, preserving, and presenting the past on the web. Washington D.C.: Center for History and New Media, George Mason University, 2005. Disponível: <http://chnm.gmu.edu/digitalhistory/>. Acesso em: 10 de fevereiro de 2014.

DANTAS, Camila Guimarães. O passado em bits: memórias e histórias na Internet. 2008, 00f. Dissertação (Mestrado em Memória Social) – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, data, 00 f. Rio de Janeiro, 2008.

FONSECA. T. Inaugurando a história e construindo a nação: discursos e imagens no ensino de história. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

HARTOG, F. Tempo e patrimônio. Varia HISTORIA, Belo Horizonte, v.22, n.36, p.261-273, jul./dez.2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/vh/v22n36/v22n36a02.pdf>. Acesso em: 19 fev.2010.

GINZBURG, Carlo. História na era Google. In: Fronteiras do Pensamento 2010. Porto Alegre: 29 nov. 2010. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=wSSHNqAbd7E>. Acesso em: 10 abr. 2014.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 2. ed. São Paulo: Ed. 34, 1999. 260 p.

LUCCHESI, Anita. Entre a Storiografia Digitale e a Digital History: um olhar comparativo. In: SEMINÁRIO VISÕES DO MUNDO CONTEMPORÂNEO, II, 2012, São Cristóvão - SE. Tema do evento: as estações da história: do grande inverno russo à primavera árabe, 2012. Disponível em: https://www.academia.edu/2310957/Entre_a_Storiografia_Digitale_e_a_Digital_History_um_olhar_comparativo

LUCCHESI, A. Histórias no ciberespaço: viagens sem mapas, sem referências e sem paradeiros no território incógnito da Web. Cadernos do Tempo Presente, v. 6, p. 2, 2012.

LUCCHESI, A. história e historiografia digital: diálogos possíveis em uma nova esfera pública. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: CONHECIMENTO HISTÓRICO E DIÁLOGO SOCIAL, XXVII, 2013, Natal. Anais eletrônicos...Natal: ANPUH, 2013. Disponível em: <http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1372190846_ARQUIVO_AnitaLucchesi-HistoriaeHistoriografiaDigital-dialogospossiveisemumanovaesperapublica-ANPUH2013-final.pdf.> Acesso em: 12 abr. 2014.

PLA, Sebastián. LEDESMA, Xavier Rodríguez. TUITEROS HISTÓRICOS: ENTRE LA VIEJA HISTORIA ESCOLAR Y LOS NUEVOS USOS PÚBLICOS DE LA HISTORIA. OPSIS, Catalão, v. 13, n. 1, p. 137-157 - jan./jun. 2013 Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/index.php/Opsis/article/view/20967/15179#.U_aTI8VdX-s. acesso em 15 de abril de 2014.

POIRRIER, Philippe. Internet et les historiens. In: DELACROIX Christian, DOSSE François, GARCIA Patrick et OFFENSTADT Nicolas (Dir.). Historiographies. concepts et débats. Paris: Gallimard, 2010. p. 468-475.

RODRIGUES, Pedro Eurico. Do on-line para o off-line: sociabilidades e cultura escrita proporcionadas pela internet no Brasil do século XXI (2001-2010). 2012. 00 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História (PPGHUDESC), Florianópolis, Disponível em: <http://www.faed.udesc.br/arquivos/id_submenu/482/pedroeuricorodrigues.pdf.> Acesso em: mar. 2014.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. BARCA. Isabel. MARTINS (Org.) Jörn Rüsen e o ensino de Historia. Curitiba. Editora da UFPR, 2010

TOMASI, Julia Massucheti. “Eternamente Off-Line”: as práticas do luto na rede social do Orkut no Brasil (2004-2011). 2013. 178 p. Dissertação (Mestrado em História) –Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História (PPGHUDESC), Florianópolis. Disponível em: <http://www.faed.udesc.br/arquivos/id_submenu/784/julia_massucheti_tomasi.pdf.> Acesso em: mar. 2014.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. BARCA, Isabel. REZENDE, Estevão (Org.). Jorn Rüsen e o ensino de história. Curitiba, UFPR, 2010.

SARLO, Beatriz. Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Downloads

Publicado

2014-09-29

Como Citar

OLIVEIRA, Nucia Alexandra Silva de. História e Internet: conexões possíveis. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 6, n. 12, p. 23–53, 2014. DOI: 10.5965/2175180306122014023. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180306122014023. Acesso em: 29 fev. 2024.