CEGOS CRUZANDO A PONTE: TRAVESSIAS DA PESQUISA ACADÊMICA

Autores

  • Clarissa Santos Silva Universidade do Estado de Santa Catarina

Resumo

O presente artigo discute os percursos da pesquisa acadêmica reconhecendo-os como processos de travessias. Através da representação gráfica de um sumiê de Hakuin Ekaku – Dois homens cegos cruzando uma ponte de tronco - traçam-se paralelos entre as travessias da pesquisa e o cruzar de pontes dos homens ilustrados por Hakuin Ekaku: as incertezas, desafios, solidões, suportes e conquistas vivenciados no caminho do desenvolvimento evolutivo; nos cruzamentos do não-saber ao conhecimento. Apresenta-se, ainda, o olhar acerca de duas dissertações de mestrado, uma concluída e outra em andamento, como forma de reconhecer algumas dessas inquietações e experiências que movem o ser pesquisador.

 

Biografia do Autor

Clarissa Santos Silva, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina. Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Artes e Inclusão CNPq/UDESC e do Observatório da Formação de Professores no âmbito do Ensino de Arte: estudos comparados entre Brasil e Argentina - (OFPEA/BRARG), sob orientação da Profa. Dra. Maria Cristina da Rosa Fonseca da Silva. Graduada em Arte e Mídia, pela Universidade Federal de Campina Grande. 

Downloads

Publicado

2016-04-18

Como Citar

SILVA, C. S. CEGOS CRUZANDO A PONTE: TRAVESSIAS DA PESQUISA ACADÊMICA. Palíndromo, Florianópolis, v. 8, n. 15, p. 067-073, 2016. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/8005. Acesso em: 27 set. 2021.

Edição

Seção

Dossiê