Resenha: Globalizing music education: a framework (Alexandra Kertz-Welzel, 2018)

Autores

  • Andréia Veber Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5965/2525530404022019119

Palavras-chave:

globalização, internacionalização, Educação Musical

Resumo

Este texto apresenta a resenha do livro “Globalizing music education: a framework”, da professora e pesquisadora alemã Alexandra Kertz-Welzel (2018), da Ludwig-Maximilians-Universität München (LMU). O livro tem como tema a globalização e internacionalização no campo da Educação Musical, trazendo reflexões sobre práticas, políticas e pesquisa em Educação Musical para a proposição de um campo conceitual com vistas ao fortalecimento de uma comunidade internacional de educação musical culturalmente sensível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Veber, Universidade Estadual de Maringá

Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. Mestre em Música - Educação Musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Licenciada em Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Desde 2011 é professora no departamento de Música da Universidade Estadual de Maringá, na qual coordenou, durante dois anos, o curso de graduação Segunda Licenciatura em Musica - PARFOR e, durante quatro anos, o Curso de graduação Licenciatura em Artes Cênicas. Foi coordenadora de área do PDE (Programa de desenvolvimento educacional) - Arte UEM e do projeto Interdisciplinar PIBID (Programa de incentivo de bolsa de iniciação à docência) -UEM. Nesta instituição, coordenou, também, projetos de extensão ligados ao ensino e aprendizagem de música, estudos de música da cultura popular brasileira e desenvolvimento de propostas de integração entre as diferentes áreas artísticas. Foi criadora e coordenadora do projeto Roda de Choro UEM, com ênfase no estudo do gênero Choro, percussão brasileira e patrimônio cultural musical brasileiro. Nestes projetos, atuando como professora, instrumentista e pesquisadora. Atua, também, com temáticas relacionadas à formação de professores e inserção da música na escola de educação básica, com foco especial para a Educação Patrimonial na Arte Educação e Educação Patrimonial e com as interface com as Artes. De 2015 a 2016 foi nomeada como especialista representante do ensino superior da comissão para elaboração do texto preliminar da primeira e segunda versão da Base Nacional Comum Curricular - BNCC. em 2018, como artista e acadêmica residente, atuou como co-diretora do Projeto de Internacionalização entre a universidade Estadual de Maringá e Universidad de OHiggins - Chile, voltado para investigações, formação docente e atuação comunitária abarcando o tema Educação Patrimonial no campo das artes e estudos sobre patrimônio cultural latino americano em interface com música, cultura e educação. o qual formou parte da investigação de doutorado que seque em desenvolvimento.

Referências

DALY, Herman E. Population, migration, and globalization. Ecological Economics, n.59, p. 187-190, 2006. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0921800906000516. Acesso em: 10 set. 2019.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. 4ª ed., Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Globalização e as Ciências Sociais. São Paulo: Cortez, 2002.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Como Citar

VEBER, A. Resenha: Globalizing music education: a framework (Alexandra Kertz-Welzel, 2018). Orfeu, Florianópolis, v. 4, n. 2, p. 119-126, 2019. DOI: 10.5965/2525530404022019119. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/orfeu/article/view/1059652525530404022019119. Acesso em: 28 jan. 2023.