Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Orfeu é uma publicação do Programa de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado em Música, do Centro de Artes (CEART) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Tem como principal objetivo incentivar e divulgar a produção científica e artística da área de música, nas suas diversas subáreas.

Está aberta a receber trabalhos desenvolvidos em âmbito nacional e internacional.

Processo de Avaliação pelos Pares

Inicialmente o artigo submetido é avaliado pela equipe editorial que verifica a adequação do trabalho à linha editorial da revista. Em caso positivo, o artigo será encaminhado a no mínimo dois pareceristas ad hoc, seguindo o critério duplo-cego de avaliação, no qual os avaliadores não têm acesso ao(s) nome(s) do(s) autor(es) e vice-versa. Uma vez analisado pelos pareceristas, retornará diretamente ao(s) autor(es) com observações, recomendações e sugestões. Caso a avaliação seja divergente, o artigo será enviado a um terceiro consultor. Não caberá recurso ao trabalho recusado.

Em 2021, o tempo médio entre a submissão e aprovação foi de 90 dias e entre a submissão e a publicação foi de 195 dias.

Periodicidade

Publicação em fluxo contínuo.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Taxas

A Orfeu não cobra taxas para a submissão ou publicação dos textos, tampouco pelos processos de avaliação, revisão ou download.

Arquivamento

Para a preservação digital, esta revista utiliza o sistema PKP PN no Open Journal System e também é preservado pela Rede Cariniana.

Conflito de Interesses

Conflitos de interesses podem surgir quando autores, revisores ou editores possuem interesses que, aparentes ou não, podem influenciar a elaboração ou avaliação de manuscritos. O conflito de interesses pode ser de natureza pessoal, comercial, política, acadêmica ou financeira.

Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros ou de outra natureza que possam ter influenciado seu trabalho. Os autores devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa.

O relator deve revelar aos editores quaisquer conflitos de interesse que poderiam influir em sua opinião sobre o manuscrito, e, quando couber, deve declarar-se não qualificado para revisá-lo. Se os autores não tiverem certos do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contatar a secretaria editorial da Revista.

Ética e boas práticas para publicação

As ações éticas adotadas pela Revista ORFEU para respeitar a honestidade intelectual são fundamentadas nas Diretrizes sobre boas práticas de publicação científica (Guidelines on good publication practice), do Comitê de Ética da Publicação (COPE). Dentre elas mencionamos:

a) a estrutura do texto e a concepção da pesquisa, contendo fundamentação teórica, metodologia adequada aos objetivos, apresentação e discussão dos resultados; aqui há um cuidado sobre a análise de dados, pois uma análise inadequada equivale a uma má conduta, bem como à fidelidade e integridade dos dados;

b) a responsabilidade pela autoria do texto, uma vez que todos devem assumir publicamente que são autores do conteúdo do trabalho publicado; seguimos algumas orientações da CAPES como, por exemplo, a coautoria do professor orientador em trabalhos de seus orientandos;

c) o conflito de interesses no sentido de preservar o julgamento do autor, revisores e editores; procuramos designar avaliadores que não tenham nenhuma relação com o trabalho submetido;

d) a revisão pelos pares que é feita por peritos externos à revista e que devem manter a confidencialidade na avaliação do manuscrito; os pareceres escritos devem ter a finalidade de contribuir para a melhora do estudo, caracterizando-se como relatórios precisos, corteses, imparciais e justificáveis - nesse sentido são revisados por nós, editores, antes de serem enviados aos autores; a relação entre avaliadores e editores deve ser de confiança e, por isso, mantemos diálogo quando necessário para resolver questões específicos; os nomes dos pareceristas e os dados de aceitação e tempo de publicação são divulgadas anualmente na página da revista;

e) como editores procuramos participar de eventos para acompanhar as diretrizes que estão sendo adotadas para garantir as boas práticas de publicação. 

Plágio

A Orfeu, bem como todos os periódicos da Udesc, é membro do Similarity Check, iniciativa lançada pela Crossref que reúne vários periódicos com o objetivo de proteger a originalidade dos conteúdos que publicam. A Verificação de Similaridade usa o software iThenticate para detectar coincidências e semelhanças entre os textos sob avaliação e aqueles publicados anteriormente em outras fontes. Ao depositar todo o nosso conteúdo na base de dados da Verificação de Similaridade, permitimos que outros editores comparem seus textos submetidos com aqueles publicados anteriormente.

Indicadores

A revista Orfeu possui índice h5 4 nos dados de 2016-2020 do Google Scholar.

Taxa de Aceitação 2021: 80%

Acesso aos resumos: aumento de 62% de 2019 para 2021
Download de artigos: aumento de 84% de 2019 para 2121

Sponsors